Um Aumento Na Pena Capital

Laitman_002Pergunta: Em 2015 houve um número recorde de penas de morte aplicadas: mais de 1.600. Irã, Paquistão e Arábia Saudita são os países que lideram o número de execuções: eles realizam cerca de 90% delas. O que está acontecendo conosco? Nós nos tornamos menos sensível do que antes?

Resposta: O mundo está avançando para tempos mais brutais, e logo até mesmo a Europa começará as execuções. A “Idade de Ouro” já passou, e vamos ver como em todo o mundo a sentença de morte se tornará um castigo de rotina.

A tolerância que existia há dez ou vinte anos já passou. A burguesia que chegou ao poder procura novamente controlar por meio do dinheiro e do poder, e só é escondida pelo que é chamado de tolerância. O que foi não é mais.

Não há eleições democráticas, em todos os lugares há ditadores que só alcançam acordos entre si e decidem quem irá substituir quem. Tudo é comprado e vendido por dinheiro, e se não, então por mais dinheiro. A Europa que antes podia se declarar democrática e tolerante, já acabou há muito tempo.

Pergunta: Qual é a sua atitude pessoal para com a pena de morte?

Resposta: De acordo com a sabedoria da Cabalá, uma sentença de morte é permitida, mas apenas aplicada a cada dez anos.

No Talmude é dito que se uma sentença de morte é decretada por um tribunal especial mais de uma vez em setenta anos, então isso é considerado cruel.

Vamos esperar que possamos alcançar tempos como esses em que não só a necessidade da pena capital será cancelada, mas também outras penalidades, as prisões em particular! A prisão é um produto do ego. De acordo com a Torá, as prisões são desnecessárias. Elas não corrigem uma pessoa; pelo contrário, a endurecem e dirigem a pecados ainda maiores. No período dos Cabalistas em Israel, não havia prisões.

Pergunta: Pensando em nossa situação atual não corrigida no mundo, você introduziria a pena de morte na lei israelense?

Resposta: Em princípio, não temos escolha. Nos tempos antigos, educação e informação precediam o comportamento das pessoas.

Hoje não há educação entre a população; portanto, falar da necessidade do cancelamento imediato da punição é impossível. Pode ser que as leis que estão em vigor agora possam controlar a população de realizar ações e explosões violentas em certo grau.

Mas, em geral, cabe a nós pensar nisso, de modo que cheguemos a uma situação em que não haverá qualquer necessidade de punição capital.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 14/04/16

Comente