“Funcionário Da ONU: A Guerra Cibernética É Uma Realidade Contra A Qual O Mundo Deve Lutar”

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (de Raw Story): “‘Há uma guerra cibernética em curso’, disse Hamadoun Toure, secretário-geral da União Internacional de Telecomunicações, durante um debate sobre segurança cibernética no Geneva Press Club”.

“‘Assim como uma guerra convencional, não há vencedores, só destruição’, advertiu ele para uma platéia de jornalistas, diplomatas e especialistas em tecnologia”.

Enquanto Toure se recusou a colocar a culpa em diversos países, tais ataques tornaram-se moeda comum. …

“Num mundo cada vez mais conectado e dependente da Internet, os ataques cibernéticos de governos e as organizações criminosas semelhantes têm o potencial de causar estragos em tudo, do setor financeiro a serviços públicos essenciais, disse Toure”.

“‘Nenhuma entidade pode fazê-lo sozinha. Nós temos que mudar a mentalidade. Nós estamos mentalmente preparados para trabalhar um com o outro?’, perguntou ele”.

“‘Neste cenário, não há mais tal coisa de superpotência’, disse ele, uma vez que é mais barato criar vírus e lançar ataques”.

“‘É o cérebro humano que está dirigindo isso. Portanto, nós somos todos iguais nisso, e precisamos nos unir. Essa é a nova ordem. Não é um país. Não é como uma potência nuclear, onde a tecnologia, a base de conhecimentos, a infra-estrutura e o financiamento são necessários para isso’”.

“‘Nós temos que tratar o ciberespaço como tratamos o mundo real’, acrescentou. ‘O que há de verdade no mundo real é verdadeiro no ciberespaço. Algumas pessoas dizem que estamos num novo ambiente onde as regras são completamente diferentes. Nós não estamos. Porque os seres humanos estão no centro disso'”.

Meu Comentário: Na medida em que a natureza se revela como um todo integral, nossa conexão e interdependência serão constantemente reveladas em maior escala e profundidade. Agentes como Snowden (não traidores) e residentes são obrigados a deixar o mundo saber que “as mãos de todos se encontram em todos os demais”. Assim, o processo de liberação dos limites apenas encurta. Isso requer uma revolução psicológica nas pessoas, por meio do método de educação integral, mas isso só é possível no sistema analógico integral no qual encontramos a natureza e a nós mesmos.

Comente