Trabalhe Com A Resistência

Pergunta: O senhor tem dito que nós não devemos suprimir o ego, mas aumentar o positivo. O que o senhor quer dizer com isso?

Resposta: Isso se refere à pessoa que percorre o caminho da espiritualidade e se engaja num grupo Cabalístico. Como, então, ela pode aumentar o positivo quando cai?

Quando eu me sinto doente eu tomo um comprimido, e quando eu estou de mau humor eu vou dançar. Mas, ao fazer essas coisas, eu não suprimo ou nego meu ego nem um pouco. Se você se sente enfermo, reconheça isso como um fato, mas não dê golpes em si mesmo. Não é você! É somente um pouquinho mais do seu egoísmo sendo mostrado a você. Não tome isso pessoalmente.

O negativo constantemente evolui na pessoa para desenvolver o positivo. Então, o que é esse positivo? Não é a anulação do egoísmo ou a harmonização dele no nível corporal. De nenhuma forma eu devo compensar um menos com algum mais terreno. Não importa quão terrível possa ser minha sensação, eu desejo compensar o menos somente com o mais espiritual. De outra forma, eu serei semelhante aos “reformadores” do mundo.

Qualquer que seja o caso, eu não compenso o negativo reduzindo-o. Afinal, ele me é dado deliberadamente uma vez que nada é acidental a vida. Então, o que devo fazer? Eu tenho que aumentar minhas relações positivas com o grupo, o ambiente correto. Por quê? Porque todo o meu futuro depende de nossa inclusão mútua em um sistema integral.
Se o egoísmo está se desenvolvendo em mim, então essa é a única decisão correta. Meu mais está no meu caminho para o grupo. Se em todo meu egoísmo emergente, eu aumento minha conexão positiva com o ambiente, então isso é realmente uma força altruísta com a qual eu equilibro a força egoísta. E no final das contas eu subo ao próximo nível através da compensação do menos.

Então, não é necessário dizer, um novo menos emerge em mim, e eu preciso me enraizar no grupo novamente. Mas, nessa altura, o grupo parece até pior para mim. “Idiotas”, cruéis, tontos. Eu não quero nada disso de nenhuma maneira, deixe-me ir relaxar”.
E, assim, gradualmente, a pessoa abaixa sua cabeça, uma e outra vez, e se volta para o ambiente até que alcance a completa conexão. A natureza nos encoraja a fazer o mesmo para que estejamos juntos como um todo integral. Assim, a crise global e a completa dependência uns dos outros nos mostra em que sentido precisamos nos corrigir.

Assim, nós temos que oncordar em não trabalhar contra o egoísmo, mas usá-lo apropriadamente. Como resultado do menos, nós o transformaremos em um mais. De outra forma, nós nunca o teremos.
Meu “eu” é uma resistência, como a resistência necessária para produzir corrente de uma fonte de energia. Negativo e positivo criam a tensão que desenha e forma minha realidade. Assim, tendo alcançado certo potencial entre o menos e o mais, eu começo a ver o quadro do mundo superior na minha “tela”.

[34205]
Da 2a Aula na convenção em Berlin, 28/1/11

Material Relacionado:
Alegre-se Que O Mal Se Revela Em Você
Trabalhe com a resistencia
Eu prefiro pular na água

Comente