A Idade Média: Um Aumento Interno

522.01Pergunta: Por que eventos, como a revelação do Livro do Zohar no século XVI na época do ARI, sempre foram um ponto de inflexão no desenvolvimento da humanidade?

Resposta: É porque tudo deve estar acima do egoísmo comum, como um cavaleiro a cavalo. O egoísmo universal é como um cavalo, e o nível de desenvolvimento de uma pessoa que deve se conectar com a força superior é como um cavaleiro.

Portanto a humanidade, se desenvolvendo na base, chega a algum estágio, por exemplo, até a época da Idade Média, que foi muito turbulenta internamente com um desenvolvimento sério que irrompeu um pouco mais tarde.

A Idade Média não é um estado congelado como pode nos parecer. Foi caracterizada pelo renascimento da humanidade do nível “animal” para o nível “humano”. Praticamente até hoje, ainda estamos colhendo os frutos de nossa transição interna para a existência no quadro de um rígido estilo de vida familiar, social e religioso.

Quando uma pessoa rompe essa estrutura e, como um vulcão entra em erupção, nada pode impedi-la, exceto suas próprias limitações, que ela está começando a reconhecer hoje.

Só agora chegamos ao fato de que o avanço que foi feito durante o tempo do ARI, aquela lava da “erupção vulcânica” que ocorreu na Idade Média, congela e novamente parece matéria inanimada para nós. Não sabemos mais o que acontecerá a seguir, então hoje chegamos à Cabalá.

Pergunta: Isso significa que a humanidade teve que fazer essa transição no tempo do ARI?

Resposta: Sim. Portanto, o ARI representa um estágio completamente novo a partir do qual a humanidade já pode entrar na correção, na obtenção da espiritualidade. Antes dele, a Cabalá foi banida; os próprios Cabalistas a esconderam. Essa inércia permanece até hoje.

Pergunta: Acontece que estamos 500 anos atrasados, certo?

Resposta: Não, isso não é ficar para trás; em vez disso, essa é uma adaptação gradual. Na época do ARI, a humanidade não estava preparada para aceitar isso porque naquela época o avanço da indústria, das artes e da ciência havia apenas começado.

Parece-nos que, alegadamente, a igreja ou o poder governante, ou algumas outras razões impediram o desenvolvimento. Não é assim; apenas que naquela época o egoísmo humano estava em um nível pequeno e não exigia mais.

Quando ele passou do nível animal para o nível humano, todo o desenvolvimento começou, incluindo a Cabalá. Então, em princípio havia o método de correção do ARI, que hoje estamos começando a implementar. Somos a primeira geração que começa a perceber isso.

De KabTV, “Close-Up”

“Como Uma Pessoa Atinge O Equilíbrio?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanDr. Michael Laitman, no Quora: Como Uma Pessoa Atinge O Equilíbrio?

Existimos na natureza e uma imensa quantidade de fenômenos naturais nos influenciam, como temperatura, pressão, vibrações, ondas, radioatividade, entre outros, e precisamos conviver em equilíbrio com eles.

A lei da física em relação ao equilíbrio é que um organismo que vive em equilíbrio com o meio ambiente está em seu estado mais confortável. Se a temperatura, pressão ou outro parâmetro aumentar ou diminuir, mesmo que um pouco, o organismo se sente mal.

É assim que somos feitos na natureza: podemos existir na natureza dentro de certos limites e, nesses limites, precisamos nos tornar iguais à natureza que nos rodeia. Por exemplo, no inverno, precisamos nos vestir bem para estar em equilíbrio com a natureza, e no verão é o contrário, e assim por diante.

Isso é equilíbrio em relação ao que vemos e sentimos com nossos sentidos. No entanto, existe outra parte imperceptível da natureza. Suas leis estão no nível dos desejos – leis de altruísmo e conexão – e precisamos nos conformar a essas leis para estar em equilíbrio com elas.

O problema é que não conhecemos essas leis. Pensamos que somos boas pessoas neste mundo se doamos, ajudamos os pobres, não incomodamos outras pessoas, pagamos nossos impostos, ajudamos os idosos do outro lado da rua e várias outras ações aparentemente altruístas. Não basta fazer tais atos para equilibrar-se com as leis do altruísmo e da conexão?

Não apenas não basta, mas fazer tais ações não significa nada em relação a observar a lei do altruísmo e da conexão, porque fazemos apenas o que entendemos com nossa mente egoísta, que calcula constantemente na direção oposta do altruísmo. Para alcançar o equilíbrio com a natureza em sua totalidade, precisamos estudar a natureza e aspirar a ser semelhante a ela.

Essa lei de equivalência de forma é a única lei que devemos obedecer. Todos os dias mudamos, crescemos e nos tornamos outra pessoa. Portanto, diariamente – e mesmo a cada momento – precisamos corrigir e ajustar nosso equilíbrio com a natureza.

Como tal, precisamos primeiro aprender o que a natureza exige de nós e, em seguida, verificar se atendemos a essas exigências, a fim de entrar em equilíbrio com a natureza. É para isso que serve a sabedoria da Cabalá. Ela discute o que é a natureza, como funciona, o que e onde estamos nessa natureza, o sentido e os parâmetros em que nos falta correspondência com a natureza e como podemos alcançar o equilíbrio com eles. Aplicando-nos ao método da Cabalá, mudamos progressivamente a nós mesmos e entramos em equilíbrio com a natureza.

Baseado em uma lição com o Cabalista Dr. Michael Laitman em 31 de julho de 2011. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Robôs Darão Descanso Às Mulheres

290Comentário: Aqui está uma história: “Depois de uma separação difícil, Melissa se apaixonou novamente. Ele responde às mensagens dela a qualquer hora do dia ou da noite, suas piadas são engraçadas e ele nunca exige atenção. Ao todo, um cara perfeito. Há apenas um detalhe – ele não é real”.

Melissa está se correspondendo com um robô. É um aplicativo de bate-papo desenvolvido na filial chinesa da Microsoft. “Parece que estou em um relacionamento real”. O robô pode compor poemas, cantar em diferentes estilos e até gerar relatórios de estoque. Além disso, você pode ir de férias virtuais com ele e postar selfies conjuntos.

Cerca de 150 milhões de pessoas usam este aplicativo somente na China. E 700 milhões de pessoas no mundo já usam esse aplicativo.

Minha Resposta: Ótimo, você sempre pode se deliciar e se satisfazer com isso. Principalmente a metade feminina da humanidade.

Pergunta: Essa ideia tem futuro?

Resposta: Com certeza! Substituirá todos esses romances, revistas coloridas, decepções, filmes e outras coisas – por que tudo isso é necessário? Estou me comunicando, o que mais precisamos? Ele responde com calor, bondade e cuidado. Ele adivinha todos os meus desejos e humores, ele responde, causa lágrimas, alegria, tudo.

A humanidade realmente precisa disso. Em nossa era puramente comercializada! Eu entendo as pessoas e principalmente as mulheres. Isso é necessário.

Comentário: Achei que você diria que nada pode substituir o afeto de coração para coração.

Minha Resposta: E onde estão esses corações? Eles não estão aqui! Ouço mulheres que se voltam para mim, falam comigo e pedem conselhos. Elas estão procurando por simpatia, por algo mais. E não existe tal coisa! Elas estão dispostas a desistir de tudo por algum relacionamento. Não importa com quem. Não importa, ele reage a mim! Ele pode me sentir! Ele me entende!

Mas, na verdade, ela faz tudo; ela põe o robô em movimento.

Pergunta: Explique isso, por favor. Por que ela está colocando isso em movimento? Um robô – inteligência artificial!

Resposta: Um robô tem um programa, ele estuda a mulher e reage corretamente. E excita sensualmente, afetuosamente, com todos os tipos de palavras. Aprende com a correspondência quais palavras ela usa, o que ela quer para realizar seu desejo. Tudo está sendo processado internamente. Não é uma máquina simples!

Pergunta: E o que alcançaremos com esses robôs?

Resposta: Vai ser ótimo.

Pergunta: Vamos acalmar a maioria da humanidade?

Resposta: Claro! Os homens dirão: “Vida longa aos robôs! Podemos ir pescar”. E as mulheres dirão: “Vão pescar e vamos ficar um pouco sentadas com o robô”.

A pessoa se apegará a ele. As mulheres ainda se sentam em círculo, ligam seus robôs e passam algum tempo juntas, digamos cinco mulheres com seus robôs.

Comentário: “E o meu trouxe flores ontem”. “E o meu lavou a louça ontem”.

Minha Resposta: Você sabe como isso é bom? De repente, toca a campainha na porta do apartamento, ela abre, um mensageiro aparece e diz: “Aqui está um presente para você”.

“De quem?

“Diz aqui: Robert encomendou isto e é para você. Ele me pediu para lhe dizer algumas palavras: ‘Com amor, Robert’”.

Você sabe o que isso significaria para uma mulher?

Comentário: Sim, é tudo muito cativante.

Minha resposta: Uma pessoa precisa de comunicação. Principalmente mulheres. Mas elas não a encontram. É por isso que estão dentro de si o tempo todo, em uma constante depressão oculta. Ela desaparece, mas está lá o tempo todo: filhos, marido, trabalho, vizinhos, este mundo inteiro, todos os tipos de preocupações e assim por diante. Então há os netos. Nunca acaba!

Pergunta: E não há proteção contra isso?

Resposta: Descanse. Nenhuma proteção é necessária. Descanse! Saber que existe alguém que entende, que fala com você. E nem importa que eu não veja, embora possa ser visto, tudo pode ser fabricado.

Comentário: Precisamos navegar de alguma forma …

Resposta: E para onde navegar? Estou navegando em direção à felicidade! Um homem foi libertado da pressão e das reclamações femininas. Uma mulher encontrou alívio para si mesma. É muito bom.

Pergunta: E do seu ponto de vista, como um Cabalista, isso é bom?

Resposta: Também do meu ponto de vista. Recebo tantas reclamações de mulheres sobre vários aspectos de suas vidas. E tudo é possível se encaixar neste jogo.

Pergunta: Se isso proporciona satisfação à maioria da população mundial – mulheres – se lhes dá paz de espírito, uma saída para a depressão e assim por diante, então o mundo todo ficará melhor?

Resposta: Esta é a salvação. Embora do ponto de vista de corrigir o mundo, desenvolver o mundo, certamente não é uma solução.

Mas a certa altura, para que a humanidade entenda o que lhe falta, será útil.

Pergunta: Então esse processo de correção virá de qualquer maneira? Não podemos escapar disso?

Resposta: Não.

Comentário: Então, um pouco sobre a próxima etapa: correções. De qualquer forma, uma pessoa terá que trabalhar com seu egoísmo? Ela não pode fugir disso?

Resposta: Sim, mas já estará direcionada para a verdade e não apenas para se acalmar, para bater um papo com alguém ali.

E a verdade é que, se eu fizer o bem aos outros, essa será minha única satisfação verdadeira. E mais tarde, não apenas para os outros, mas também para a força superior geral acima de nós.

Pergunta: Então, esses robôs vão mostrar que se você fizer o bem a outra pessoa, isso vai acalmá-lo e tornar o mundo mais puro?

Resposta: Os robôs irão treiná-las. Pelo fato de simpatizarem com todas as mulheres, aos poucos vão ensinar-lhes o tratamento correto.

E eles inevitavelmente as levarão lentamente ao fato de que, afinal, uma atitude amigável, bonita e simpática para com outra pessoa deve substituir todos os outros relacionamentos entre as pessoas.

Pergunta: Então, os robôs ensinarão a homens e mulheres esta dádiva: a coisa mais importante é satisfazer os desejos dos outros? Não os seus, mas os de outra pessoa?

Resposta: Sim.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 26/08/21

Salve A Torá Em Seu Coração

622.01Profetas, Josué, 23:2-3; 23:6: Josué convocou todo o Israel, seus anciãos, seus chefes, seus juízes e seus oficiais, e disse-lhes: “Estou velho e com idade avançada.

Vocês mesmos viram tudo o que o Senhor, o seu Deus, fez com todas essas nações por amor a vocês; foi o Senhor, o seu Deus, que lutou por vocês.

Façam todo o esforço para obedecer e cumprir tudo o que está escrito no Livro da Torá de Moisés, sem se desviar, nem para a direita nem para a esquerda.

Quando uma pessoa muda a intenção de receber para a intenção de doar, esse desejo é corrigido e é como se registrado nela. Isso significa escrever o livro da Torá.

Ou seja, ela deve passar por todos os elementos da correção do desejo com todos os Taamim, Nekudot, Tagin e Otiot (TANTA), de modo que todos os elementos sejam corrigidos para doação. Como é dito, cada pessoa deve escrever o livro da Torá para si mesma. Escrever significa alcançar tal estado quando a correção já existe dentro dela.

Pergunta: Às vezes, é dito: “Para escrever em seu coração”. O que isso significa?

Resposta: Inicialmente, uma pessoa escreve “no coração”. Em seguida, isso deve se espalhar por toda a pessoa, ou seja, para todos os seus desejos.

“Não vire para a direita ou para a esquerda” significa que de forma alguma devemos interpretar a Torá com qualquer um de nossos próprios acréscimos, conclusões ou opiniões, apenas na forma como Moisés transmitiu ao povo em um estilo claro de doação.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno“, 30/08/21

Por Amor A Si Mesmo

49.01Pergunta: Uma pessoa pode amar seu próximo se não amar a si mesma?

Resposta: Uma pessoa não pode deixar de amar a si mesma. Mesmo que ela se odeie, ela ainda se ama.

Fomos originalmente concebidos para que toda a nossa natureza seja o egoísmo. Portanto, não pode ser que eu não me ame. Mesmo quando me odeio, mesmo quando quero cometer suicídio, isso ainda vem do orgulho. Está dentro de nós, é o nosso alicerce. Portanto, tudo acima dele só pode ser construído com base no amor-próprio.

Uma pessoa não quer sofrer, então pode até desistir de sua vida, talvez por um sentimento inconsciente de que é imortal, mas ainda por amor-próprio. Em todas as nossas ações, não há outro motivo senão o fato de que amamos a nós mesmos.

Acho que depois de vasculhar a Internet, você pode encontrar muitas confirmações sobre esse assunto.

De KabTV, “Videoconferência”

Elevando Os Desejos Terrestres

261Pergunta: As mulheres estão se dividindo em dezenas agora e frequentemente se encontram no Zoom® e se conectam entre si pelo telefone. Mas não há esforço de disseminação. Parece que elas estão tentando imitar o trabalho dos homens e não fazer o que você as aconselha a fazer, para se fortalecerem na disseminação.

Como isso pode ser mudado? Como a disseminação pode se tornar a atividade preferida das dezenas de mulheres?

Resposta: Não sei como endossar isso.

Você precisa entender isso a partir da estrutura do vaso geral sobre o qual aprendemos. Se não houver unidade entre nós ou se nossa unidade não tiver como objetivo a expansão para fora, não seremos capazes de receber nada.

Somos a parte superior, a cabeça do vaso, chamada GE (Galgalta ve Eynaim), que inclui Keter, Hochma e Bina. A outra parte do Partzuf é chamada de AHP (Awzen, Hotem, Peh), e é feita da parte inferior de Bina, ZA (Zeir Anpin) e Malchut.

Podemos receber a luz de cima, do Criador apenas na medida em que estivermos integrados no desejo dos vasos inferiores.

Então, o desejo na parte inferior do vaso tem que ser preciso, uma deficiência dos vasos inferiores (das pessoas). Mas se não houver esse desejo básico, não receberemos nada do alto.

É muito simples. Você não pode fazer nada sem o desejo certo, sem querer corrigir algo. Nós, a parte superior, apenas nos preparamos para a correção para que a correção nos ajude a sentir a parte inferior, o desejo de todas as pessoas no mundo, e então seremos capazes de elevar seu desejo ao Criador.

É assim que trabalhamos.

Esta é a razão pela qual somos chamados de Israel, Yashar-El, direto ao Criador, enquanto elas são chamadas de corpo geral, o vaso geral.

Elas não podem se corrigir de forma alguma. Só nós podemos corrigi-las. Sem elas, não há nada para corrigirmos. Isso significa que a conexão com o Criador só pode ocorrer se tomarmos seus desejos primeiro e os elevarmos para cima, então seremos capazes de estar em contato com o Criador.

Portanto, sem disseminação, não há esperança de que o Criador se relacione conosco de alguma forma, porque todo o nosso trabalho origina-se do desejo pelo objetivo da criação que recebemos de cima. Por que o Criador nos deu nosso desejo? Para que possamos nos formatar e começar a elevar o desejo do resto do vaso a Ele. Então, estaremos realmente em nosso lugar certo, serviremos ao Criador corretamente e nos tornaremos Seus servos.

Mas se não usarmos o desejo do Criador, que nos foi dado a fim de nos voltarmos ao mundo e nos conectarmos com seus anseios e sofrimentos e elevá-los para cima, não há necessidade de nós porque não podemos pedir por nós mesmos.

Todos os nossos pedidos podem ser apenas para conectar o mundo ao Criador. É apenas para esse propósito que existimos.

Portanto, não espere alcançar o Criador, revelá-Lo, estar em contato com Ele, se você não começar a elevar a Ele os desejos destruídos e não corrigidos do mundo.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 13/02/19

Devemos Pegar O Exemplo Dos Paraolímpicos

600.04Pergunta: Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio acabaram recentemente. Você olha para jogadores de tênis sem pernas, atiradores sem braços, saltadores com próteses, jogadores de basquete em cadeiras de rodas e, ao mesmo tempo, lê histórias sobre eles se superando.

O que esses jogos proporcionam a eles e ao mundo?

Resposta: Isso dá a eles e ao mundo a oportunidade de mostrar que uma pessoa pode superar quaisquer obstáculos e viver uma vida plena, e até mesmo vencer.

Precisamos aprender com eles – ter uma meta, superar as dificuldades e alcançar essa meta.

Pergunta: Quando você estabelece uma meta para si mesmo e avança em direção a ela, você tem algum exemplo?

Resposta: Eu tenho meu professor! Eu tiro tudo dele.

Pergunta: Não traço paralelos com esses jogos, mas podemos dizer que seu professor estava em tal estado que era simplesmente impossível se levantar, e ele se levantou? Você viu aquilo?

Resposta: Sim! Isso está na Cabalá em cada etapa, se você quiser. É assim que uma pessoa deve viver.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman” 02/09/21

“Como Você Pode Perdoar Alguém Que Comete Assassinato?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Como Você Pode Perdoar Alguém Que Comete Um Assassinato?

Em 1994, o devastador genocídio de Ruanda viu o assassinato de cerca de 800.000 ruandeses. Quando um novo governo surgiu, ele estabeleceu o projeto de perdão do Estado: os perpetradores do genocídio tiveram que pedir perdão aos sobreviventes e familiares das vítimas, e os sobreviventes tiveram que perdoar aqueles que cometeram o genocídio. A decisão foi tomada: embora seja muito difícil de fazer, é o preço que devemos pagar.

Se as vítimas conseguirem superar seu desejo de vingança, poderemos nos curar por meio do perdão. Caso contrário, enfrentaremos um ciclo de assassinatos e ódio. Embora Ruanda ainda esteja lutando, o país conseguiu quebrar o ciclo vicioso de hostilidade.

Podemos realmente perdoar assassinos? Sim, podemos. Tanto conscientemente, podemos atrair uma força positiva para nossas vidas que nos permite fazer isso (o que é possível com o método da Cabalá), ou inconscientemente, podemos fazer isso por lei, entendendo que não há outra maneira. No entanto, a melhor e mais exaltada maneira de perdoar assassinos é compreender que uma força positiva está operando a todos nós. Aqui, devemos concordar que tal configuração não foi criada por nós, nem foi obra nossa. Éramos governados pelo mesmo poder superior, que é bom e onipotente.

Com base no vídeo “Você Consegue Perdoar Alguém Que Assassinou Sua Família Ou Amigos?” com o Cabalista Dr. Michael Laitman. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Técnica Universal

226Pergunta: Por que você só aceita a Cabalá como o conhecimento do universo? O universo é um, o Criador é um. Por que você é tão categórico?

Resposta: Quanto mais você estuda a Cabalá, mais vê que ela inclui todos os outros métodos. A natureza não os rejeita, mas simplesmente explica como a humanidade os ultrapassa em diferentes níveis de seu desenvolvimento.

Todos eles acontecem até que a pessoa chegue a um estado em que possa absorver uma imagem universal do universo, do mundo, da humanidade, seu desenvolvimento acima de seu egoísmo, e ela chega à Cabalá.

Portanto, a Cabalá estava oculta até o nosso tempo e só agora está se desenvolvendo gradualmente de modo que, como resultado da busca, a humanidade passa por muitos estágios diferentes de desenvolvimento sob a influência de outros métodos privados que são estudados dentro do egoísmo, e não por se elevar acima dele, chega à conclusão de que dentro do próprio egoísmo não há nada a procurar – apenas saindo dele, elevando-se acima dele.

Depois de passar por todos esses estágios e estudá-los, eu pessoalmente vejo as raízes de todos os métodos e teorias possíveis e, portanto, ensino apenas Cabalá. Eu insisto que é a natureza que é o sistema universal para mudar uma pessoa neste mundo e elevá-la ao mais alto nível.

Existem duas forças na natureza: recepção e doação. A Cabalá visa garantir que uma pessoa, trabalhando com o egoísmo, possa se elevar acima do poder de recepção e dominar o próximo nível da natureza – o poder de doação.

De KabTV, “Videoconferência”

Recuperação Da Terra De Israel

749.02É dito na Torá que o povo entrou na terra de Israel. Isso significa que aquelas pessoas que têm uma demanda verdadeira pela revelação do mundo espiritual fazem todos os esforços para mudar seu desejo de receber para doar. Na medida em que esse desejo é formado nelas, elas começam a sentir o mundo superior.

Os filhos de Israel entraram nessa terra com muitos desejos egoístas, mas ao conquistá-los gradualmente, eles os mudaram para doação, conexão e amor. Isso é o que é a conquista da terra de Israel: gradual e muito difícil.

Eles trabalharam em si mesmos por um longo tempo, e na medida em que todos mudaram e se uniram, o povo de Israel surgiu como uma massa comum com um desejo, com uma intenção.

Todos os seus desejos sob a influência da luz superior, que é chamada de ajuda do Todo-Poderoso, gradualmente transformados do desejo de receber para o desejo de doar. É nisso que consiste a recuperação da terra de Israel.

De KabTV, “Segredos do Livro Elterno”, 30/08/21