Que Mundo É Real?

laitman_423.02Pergunta: É possível que o mundo espiritual exista apenas na imaginação dos Cabalistas? Qual é a garantia de que ele é real?

Resposta: Ninguém pode prometer a você e dar garantias de que o mundo espiritual existe mais realisticamente do que o nosso mundo.

No entanto, o fato do nosso mundo não ser real já foi revelado pelos Cabalistas. Eles sentem isto estando acima do nosso mundo ilusório, e eles entendem que este mundo é criado de tal maneira de propósito, para que nos afastemos dele e saiamos para o mundo real.

O mundo espiritual superior é real porque alcançamos o Criador nele, a única força motriz: “Não há outro além Dele”. Ao revelar no mundo espiritual a força que governa tudo, determinamos que ela realmente existe.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/02/18

Na Rede Comum

Laitman_917.01Pergunta: A unidade da alma do mundo significa que as almas de todos os Cabalistas que já existiram na história estão conectadas a nós agora?

Resposta: Eles não se conectam a nós através de um modem, mas estamos todos constantemente em uma rede comum.

Pergunta: Uma vez você nos aconselhou a fazer perguntas diretamente. Como podemos aprender a fazer isso?

Resposta: Faça perguntas e você começará a desenvolver certas sensações interiores.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/02/18

Meus Pensamentos No Twitter 19/07/18

Dr Michael Laitman TwitterTodas as qualidades do homem são necessárias para alcançar a equivalência com o Criador, mas é preciso entender como cada uma delas precisa ser mudada para que ele possa alcançar esse objetivo.

#Trump representa um ponto de virada. Ele não é o único a fazer isso: “Os corações dos reis estão nas mãos do Criador”. O mundo chegou a um beco sem saída, pois o liberalismo, baseado na democracia, por assim dizer, esgotou-se. Isso porque seu desenvolvimento está enraizado no interesse próprio e não trouxe nada de bom.

Como de costume, o interesse próprio tem boas intenções invertidas. A #Democracia #europeia será substituída por regimes #Nazistas. A menos que iniciemos o processo de correção do homem, os regimes #liberais se transformarão em #fascistas. Em última análise, o poder é tudo o que os liberais querem!

A democracia passou seu ápice. Sua forma final é o fascismo. Mas enquanto está desmoronando, ainda há uma chance de convencer o mundo de que não há desenvolvimento alternativo a não ser elevar-se acima do ego (o método da Cabalá). Caso contrário, enfrentaremos um campo de concentração global e a morte.

Qualquer união egoísta resulta em um colapso.
É assim que qualquer experimento social termina.
Antes de empreender a construção de qualquer sociedade, é necessário que o ego do homem seja corrigido primeiro;
mas mesmo assim – apenas no grau de tal correção.

O primeiro estágio na correção de nossa natureza é a consciência do mal. Isso vem com sofrimento. O por que a pessoa sofre precisa ser explicado. Como quando está com dor, ela vai ao médico. E haverá uma maneira de curar a doença: evitar a aniquilação e chegar a uma vida pacífica.

A humanidade não tem escassez de nada, exceto de boas relações entre as pessoas. Se estamos preocupados com o amanhã e não queremos chegar a uma crise séria no #futuro mais próximo, devemos começar a aprender hoje como reunir as pessoas.

#Trump e #Putin têm que concordar em parar de usar a força, seja ela #militar, #política, #econômica, #financeira ou qualquer outra. Devemos abandonar completamente o uso da força como uma técnica de resolução de problemas e começar a aplicar o método da Cabalá como correção do homem.

Ninguém tem uma solução e ninguém sabe de onde virá o próximo golpe. Nós nem sequer temos os meios para nos prepararmos para isso. As leis anteriores em que vivemos não funcionam mais. Essa é a situação em que a Natureza nos colocou.

Do Twitter, 19/07/18

Sob O Ditame Da Força Superior

laitman_600.04Pergunta: Os animais sentem o Criador?

Resposta: Não. A força superior age neles de maneira puramente automática, assim como nas pessoas.

Em nosso mundo, pensamos que uma pessoa é prejudicial, outra é boa, outra é inteligente e outra estúpida, sem saber até que ponto isso é determinado apenas pelo Criador e por mais ninguém. Ninguém tem livre-arbítrio. Todo mundo faz o que a força superior lhe diz. Mas isso está escondido de nós.

Além disso, nas pessoas que estão chegando perto de sentir o Criador, isso está sendo gradualmente revelado. Elas começam a sentir seu relacionamento com o Criador: se estão diretamente ligadas a Ele, se estão cumprindo Sua vontade e assim por diante.

Pergunta: As pessoas que estão chegando perto do Criador sentem pena de todo mundo agindo como robôs programados?

Resposta: Quando você olha para o seu filhinho, percebe como ele é controlado. E daí? Você sente pena dele?

Além disso, você não deve falar com uma pessoa comum sobre esse assunto, apenas no caso de ela ter a oportunidade de se corrigir. Se ela não estiver no ambiente apropriado e não tiver essa necessidade, então, em nenhum caso, isso deve ser feito. Como está escrito: “Não coloque obstáculos diante de um homem cego”.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/02/18

Nascimento E Morte Na Espiritualidade

laitman_571.03Pergunta: O que é nascimento, morte, integração e rejeição na espiritualidade?

Resposta: São uma convergência mútua de desejos. Os desejos podem ser completamente opostos, ou seja, totalmente distantes, contrários. Ao se tornarem gradualmente semelhantes, eles podem se aproximar, se sobrepor parcialmente, formar um segmento comum e, no caso de equivalência total, sobrepor-se completamente um ao outro.

Pergunta: Na espiritualidade, o que são morte e nascimento?

Resposta: Não há morte no mundo espiritual. Há uma transição de um nível para outro. O nascimento é o surgimento do desejo, que começa a adquirir uma tela cada vez maior.

Pergunta: Se uma pessoa adia um desejo com o qual não pode trabalhar, isso não é chamado de “matá-lo” por um tempo?

Resposta: Não, porque vamos trabalhar com ele mais tarde. Existem muitas oportunidades quando passamos de um estado para outro, e no estado seguinte usamos parcialmente o anterior, e os desejos restantes preparados antecipadamente serão parcialmente usados ​​nos níveis superiores.

Da Lição de Cabalá em Russo 25/02/18

Somente Do Amor Pelos Seres Criados Ao Amor Pelo Criador

laitman_232.01Nós não temos outro caminho além de cumprir o pensamento da criação, isto é, alcançar a adesão com o Criador. Mas, para alcançar essa adesão, devemos ter o amor pelo Criador, que só é possível com a ajuda de um instrumento que preparamos com nossos exercícios de amor à criação: dentro de uma sociedade, em grupo, em uma dezena. Não há outro caminho: somente através do amor pelos seres criados ao amor pelo Criador.1

Toda a abundância que é revelada no mundo vem somente de cima. Não depende do nosso trabalho e esforço, mas é determinada apenas por tais estados, bons ou maus, que chegam até nós de acordo com o programa da criação. Estados “ruins” são aqueles que nos educam e nos adiantam pelo caminho do sofrimento. É por isso que, na medida em que mudamos o nosso caminho, mudando-o do caminho do sofrimento para o caminho do desenvolvimento consciente, em outras palavras, “apressando o tempo” (Achishena), atraímos para esse mundo o bem para cada pessoa individual e para todos nós juntos. Nisto reside todo o conceito de apoiar o mundo.

Cada indivíduo que pertence a um grupo que cuida de todos os amigos sente que seu desejo de receber é neutralizado e a necessidade de se preocupar consigo mesmo desaparece. A sociedade conquista-o com o seu cuidado e ele já não se sente sob o poder do egoísmo. É como uma criança que sabe e sente que está sob os cuidados de pais amorosos e, portanto, está completamente livre de qualquer preocupação por si mesma. Ela tem certeza que seus pais cuidarão de tudo que ela precisa.

Da mesma forma, o amor e o cuidado da sociedade influenciarão cada pessoa, e ninguém precisará pensar em seu próprio desejo de receber prazer, porque já sente que será preenchido pela sociedade. A sociedade neutraliza seu egoísmo com seu cuidado e demonstra o exemplo de doação. E quando o indivíduo se separa de seu desejo egoísta e começa a se dedicar à doação à sociedade, um mundo inteiramente novo se abre diante dele.

É por isso que o principal é proporcionar tal sentimento de garantia mútua dentro de uma sociedade, de modo que cada indivíduo não sinta necessidade de nada e seja capaz de se importar apenas com a doação e não com ganhos pessoais.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 11/07/18, Lição sobre o tema: “Do Amor aos Seres Criados ao Amor ao Criador”

1 Minuto 0:00
2 Minuto 2:30

Revelando O Desconhecido

laitman_253Pergunta: Cientistas em nosso mundo estão constantemente em disputa e discordam uns dos outros. Todos promovem sua própria teoria. Como funciona entre os cientistas Cabalistas?

Resposta: Se um cientista Cabalista sabe claramente onde ele existe e fala apenas do nível de suas realizações sem entrar em algo que não revelou, então ele é um cientista de verdade e suas conclusões podem ser confiáveis.

Se um Cabalista é incapaz de definir claramente onde ele existe e pode “ultrapassar” seu limite, suas realizações nessa área não são realmente verdadeiras. Então ele tem todo tipo de palpites, teorias, suposições e, às vezes, erros. Os próprios Cabalistas escrevem sobre isso.

Em particular, Baal HaSulam escreveu um livro sobre um grande Cabalista do século XVII que descreve incorretamente toda uma fase de realização da natureza superior. Na Cabalá, assim como em qualquer outra ciência, isso ocorre.

Os Cabalistas, assim como outros cientistas, podem ter várias disputas e se criticam mutuamente. Isso pode ser expresso através de seus conhecimentos, suposições, desenhos ou muitas outras coisas.

Em outras palavras, a Cabalá é como uma ciência comum, onde a pessoa enfrenta o fato de revelar algo desconhecido.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/03/18

Cúpula de Helsinque

Dr. Michael LaitmanDa Minha Página No Facebook Michael Laitman 18/07/18

Embora a primeira coisa na mente dos americanos depois da cúpula Trump-Putin em Helsinque seja os comentários de Trump sobre a interferência eleitoral da Rússia, há muito mais para o mundo se preocupar quando se trata de relações internacionais.

O mundo está passando por uma grande transformação. Embora muitos possam perceber, poucos podem conceber a verdadeira natureza da mudança e muito menos como podemos realizá-la com sucesso.

Muito do que está acontecendo gira em torno do dinheiro, pois ele ainda é a infraestrutura dos nossos sistemas artificiais. Portanto, a crise global emergente que enfrentamos é principalmente financeira. Quando muitos interessados ​​diferentes agitam o barco global no qual todos navegamos, o equilíbrio pode ser facilmente quebrado.

Os sistemas financeiros globais são altamente instáveis, mas ninguém sabe como e quando eles vão quebrar. Sabemos que as grandes guerras geralmente começam com crises econômicas. E no mundo hiperconectado de hoje, basta um ataque cibernético para causar uma queda de energia em todo o país ou uma interrupção das instituições públicas. Assim, é melhor para todos que a Rússia e os EUA estejam em modo de cooperação, especialmente quando se trata do sistema econômico.

No entanto, a economia é um reflexo direto das relações humanas. E a natureza das relações humanas hoje está no estado mais egoísta em que já esteve, com os assuntos internacionais se parecendo muito com os assuntos da máfia. Veja como os países europeus desejam se isolar dentro de suas fronteiras enquanto as dívidas da UE continuam crescendo. E assim, à medida que o crescente egoísmo enfrenta a realidade da crescente interdependência, estamos nos aproximando de um beco sem saída.

As crises que testemunhamos no dia a dia revelam gradualmente o desafio global que enfrentamos: consertar as relações humanas na raiz. Temos que melhorar o nível das relações humanas para corresponder ao nosso mundo globalmente interdependente.

Até o último século, as nações ainda lutavam por recursos. Mas no mundo de hoje, podemos fornecer abundância a todos com o toque de um botão, o que deixa claro que qualquer falta decorre da nossa incapacidade de nos organizarmos como uma sociedade global. Em outras palavras, precisamos melhorar as relações humanas para reorganizar nossos sistemas artificiais.

É aqui que Israel entra em cena. “Israel mantém a essência de todos os seres”, escreve Rav Kook, “e não há movimento no mundo, em todas as nações, que você não encontre em Israel”.

O povo de Israel foi fundado na capacidade de conectar todas as nações a uma sociedade coesa. Israel carrega o DNA para o futuro das relações humanas. Não se trata de moral e ética, mas de desenvolver uma percepção tangível do mundo interconectado. Esta é a verdadeira start-up que o mundo espera da “nação iniciante”.

Tanto Trump quanto Putin declararam seu compromisso com Israel na cúpula de Helsinque. Mas o uso de Israel como moeda de barganha política nas mãos dos líderes mundiais não é novo. Entre as nações do mundo, há um certo senso de que a conexão com o povo judeu pode fornecer uma vantagem global. No final do dia, ambos os líderes serão positivos para Israel, desde que sirvam seus interesses.

O status de Israel na comunidade internacional é tão fluido que a amizade pode se transformar em hostilidade da noite para o dia. Não é difícil imaginar um dos países escandinavos, por exemplo, pedindo um boicote a Israel, gradualmente seguido por outros países europeus. Nesse cenário cada vez maior, não é certo que os EUA possam ajudar Israel, mesmo que desejassem.

Certamente, em tempos de dificuldades, os israelenses se tornam o epítome da solidariedade e coesão social. Mas, em vez de esperar pela forte pressão do mundo, devemos entregar o que a humanidade precisa de nós em primeiro lugar: um exemplo de novas relações humanas, uma sociedade que demonstra um novo nível de conexão humana, adequado ao futuro conectado da humanidade. Esta é a verdadeira cúpula.

Imagem: Reuters

Meus Pensamentos No Twitter 18/07/18

Dr Michael Laitman TwitterA situação no mundo tornou-se tão ameaçadora que forçou #Trump e #Putin a concordar em se encontrar – não para resolver diferenças pessoais, mas para evitar um colapso global.

O programa e o objetivo de Trump derivam da economia estratégica. Os EUA têm apenas o seu próprio mercado, porque a produção é exportada para o exterior. Assim, o país pode operar apenas com impostos, equilibrando seus mercados com manufaturas estrangeiras. Exatamente a ação de Trump.

Em nosso cérebro, há uma pequena memória operacional. Toda a memória está fora de nós. Em um ano e meio, o RAHU recebeu do ARI não o conteúdo de dezenas de livros sobre Cabalá, mas uma técnica para se conectar à Alma. Mais tarde, ele apresentou esses materiais em seus livros.

O professor ensinou como se conectar à Alma e receber informações dela. Este é o Livro do Céu. O professor é quem estava fornecendo os pontos de conexão para se conectar com a Alma, o Livro do Céu; enquanto o aluno, fazendo seu trabalho, conectava-se à memória comum.

A memória não é uma zona de memória em nosso cérebro. Nós nos conectamos a um cérebro comum que está em um desejo comum. Uma pessoa que está conectada a ele recebe informações dele. Quando ela se desconecta, ela esquece. Portanto, no passado eles não escreviam nada.

Nós estamos no começo da era da mudança – não a externa, mas a interna. A crise está em nós, na nossa falta de compreensão do que exatamente precisamos mudar. Como bem previsto pela Cabalá, é hora do homem se adaptar à natureza, e não o contrário.

Os Cabalistas experimentam o Criador como:
– a fonte de todos os eventos, que eles chamam de revelação “geula
– uma fraqueza, ocultação, que eles chamam de exílio, “galut“.
O coração é o templo:
Ele é ocupado pelo Criador, amor ao próximo, ou por um ídolo, o egoísmo.

Do Twitter, 18/07/18

Qual É A Diferença Entre Um Cabalista E Um Cientista?

laitman_250Pergunta: Qual é a diferença entre um cientista em nosso mundo e um Cabalista?

Resposta: Um Cabalista é um pesquisador como é o cientista do nosso mundo; o Cabalista simplesmente tem mais instrumentos universais de conhecimento em suas mãos. Ele ascende acima de sua natureza animal e explora o que é chamado de “natureza espiritual”.

Os cientistas do nosso mundo estudam o que está neles desde o nascimento e, portanto, percebem tudo dentro da estrutura do nosso mundo. A diferença entre um Cabalista e um cientista do nosso mundo é apenas no campo de sua compreensão. Portanto, um Cabalista é o mesmo tipo de cientista, apenas se engaja no próximo mundo superior.

Se em nosso mundo um cientista precisa desenvolver seus sentimentos e sua mente regulares de forma qualitativa e quantitativa, um Cabalista deve desenvolver desejos, pensamentos e intelecto completamente novos, que nada têm a ver com o mundo físico. O mundo superior é percebido e explorado nestes novos desejos e pensamentos, e esta é a sabedoria da Cabalá.

Pergunta: Várias ferramentas, como microscópios e telescópios, foram criadas para estudar este mundo. Que ferramentas o Cabalista tem?

Resposta: É o próprio Cabalista! A expansão da percepção interior é a sua única ferramenta.

Da Lição de Cabalá em Russo 11/03/18