Pedido Pelo Futuro

Laitman_043Pergunta: Como uma pessoa pode pedir corretamente? É uma ação prática?

Resposta: O pedido correto não é as palavras que eu digo. Pedir corretamente significa criar dentro de você uma imagem do pedido correto, o que significa o estado em que estou agora e o estado em que gostaria de estar.

A diferença entre esses estados é o meu pedido. Eu peço uma mudança em mim para que eu mude do estado atual para o futuro.

Por que eu peço para mim mesmo? Isso não é egoísmo? O fato é que a Cabalá fala sobre esse tipo de pedido porque o mundo inteiro está dentro de mim. Se eu mudo a mim mesmo, mudo o mundo.

Ao estudarmos a percepção da realidade, tudo o que sinto fora de mim é uma projeção do que descrevo dentro de mim. Fora de mim há apenas a luz superior, na qual projeto minhas qualidades internas.

Portanto, todas as pessoas e a natureza inanimada, vegetativa e animada, e todo o universo em geral, são uma projeção de minhas qualidades internas. O primeiro, segundo, terceiro e quarto estágios dentro de mim são projetados na luz branca, e é isso que sinto como “nosso mundo”. Portanto, eu peço minha correção e, assim, corrijo o mundo.

Da Lição de Cabalá em Russo, 04/11/18

Respostas Às Suas Perguntas, Parte 234

Laitman_508.1Pergunta: Em uma das lições matinais, eu ouvi você dizer que é proibido imaginar que o Criador existe fora de nossos sentidos e que o Criador está além dos sentimentos como alegria e sofrimento.

A questão é: Será que eu conseguirei adquirir a propriedade de doação mesmo se assumir que o Criador é alguém que experimenta Sua própria alegria mesmo fora dos meus sentidos, e se eu me esforço para me tornar alguém que doa para prover ao Criador (ou a Sua essência) essa alegria?

Resposta: O principal é cumprir o conselho dos Cabalistas, e as sensações e o entendimento corretos virão gradualmente quando, com o tempo, novas percepções forem criadas em você.

Nova Vida # 147 – A Jornada Para A Raiz, Parte 1

Nova Vida # 147 – A Jornada Para A Raiz, Parte 1
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Desde os tempos da antiga Babilônia, quando o ego irrompeu e a competição, o consumismo e a separação começaram, o método de correção de Abraão foi introduzido. O egoísmo nos faz querer tudo para nós mesmos e explorar os outros para nosso próprio benefício. Esse poder egoísta de recepção esgotou-se e levou toda a humanidade a um beco sem saída. Enquanto as religiões introduzidas por Abraão ajudaram as pessoas a se conectarem a fim de terem uma vida melhor, o verdadeiro poder da doação só é descoberto no esforço de se conectar acima do ego. O ódio infundado é descoberto e uma nova vida, baseada no princípio “O amor cobre todas as transgressões” (Provérbios 10:12) é construída. O poder secreto da vida é a capacidade de controlar essas duas forças: recepção e doação. O mundo hoje é novamente como a Babilônia, exceto que não há outro lugar para fugir um do outro. Hoje, a sociedade israelense deve restaurar suas raízes espirituais e levar o mundo inteiro à correção.

De KabTV, “Nova Vida # 147 – A Jornada Para A Raiz, Parte 1”, 24/02/17

O Estudo Correto: Eu Estou Incluído Na Dezena?

laitman_962.7O estudo correto da Cabalá é o que nos leva ao nosso objetivo. Está escrito: “Torne o seu desejo semelhante ao desejo do Criador”. O desejo e o propósito do Criador é trazer seus seres criados para o mesmo nível que Ele. Afinal, esse é o grau perfeito, elevado e único.

Tornar-se como o Criador significa adquirir a propriedade de doação, que tira o homem de todo o mal e remove todas as limitações intencionalmente criadas pelo Criador, uma vez que o bem só é sentido “como a vantagem da Luz de dentro da escuridão”.

Portanto, nós alternamos entre estados o tempo todo: na linha esquerda, depois na direita, construindo uma baseada na outra. É assim que estudamos o trabalho do Criador em nós, o modo como Ele desperta estados supostamente negativos e supostamente positivos em nós.

De fato, nós precisamos parar de dar importância ao estado em que estamos. A única coisa que importa é se trazemos contentamento ao Criador. Nós nos elevamos acima do bem e do mal e nos preocupamos apenas em estar dentro do Mestre, sentindo-O. Nós vivemos apenas para isso.

Nossos novos órgãos de percepção estão acima do nosso desejo de receber, acima da restrição; nós construímos uma tela e refletimos a Luz em cima deles. Assim, não existimos mais dentro de nós mesmos, mas dentro do objetivo mais elevado, dentro do Criador. Isso significa trabalhar devido à luz refletida.

Nós imaginamos como agradar ao Anfitrião, qual é a “cabeça” do nosso Partzuf espiritual, a alma, e depois a manifestamos em ação. Visto que o Mestre quer que o homem tenha prazer, nós estamos prontos para vivenciá-lo. É assim que o “corpo” de nossa alma é construído.

A Luz que reforma nos leva a todos esses estados se estudarmos corretamente. A exatidão dos estudos é verificada apenas por um critério: o quanto estou incluído na dezena. A dezena é chamada de Congregação de Israel (minyan), o grupo, o vaso da alma. Quando eu sinto que toda a dezena é como uma pessoa e me preocupo apenas com isso, estou estudando corretamente e a Luz que reforma está agindo em mim, levando-me à conexão certa.1

“É o que nossos sábios disseram, o Criador disse a Israel: ‘Eu te vendi Minha Torá. É como se tivesse sido vendido com ela’. Estes são os termos do acordo”.

Nós precisamos do Criador além da Torá? Imagine que você está comprando um apartamento e lhe dizem que ele é vendido apenas junto com o dono. Como você gostaria? Por que eu preciso do dono dentro da casa? Mas esta é a condição.

Se você quer ter uma alma, saiba que o Mestre está sempre dentro dela. Além disso, você compra a alma e o Criador, você Lhe paga, mas Ele continua sendo o Mestre.2

Ao estudar a Torá, eu devo me esforçar para comprar o Mestre. Isto é, o Criador, a intenção em prol da doação, deve governar sobre mim.3

Quando o desejo de receber governava minha vida, era também um mandamento do Criador manifestado em tal forma como se fosse meu desejo. O próprio Criador diz que criou a inclinação ao mal. Agora Ele me dá uma tarefa adicional, dizendo: “Eu tenho governado secretamente você o tempo todo, mas agora vou mostrar-lhe como estou guiando você, para que você aprenda meus truques, minhas ações; quero dar-lhe o volante para que você saiba como conduzir adequadamente sua alma. E eu sentarei ao seu lado e não lhe dirigirei mais; você mesmo carregará o mundo inteiro, inclusive Eu”.

O Criador nos mostra o que Ele faz e, portanto, nosso trabalho é chamado de obra do Criador. A revelação do Criador é a revelação da obra do Criador. Na medida em que O compreendemos e O conhecemos, recebemos Dele uma parte de Sua obra, a fim de fazê-lo por nós mesmos. Então nos tornamos como o Criador e, como resultado, Ele nos dá todo o Seu trabalho. Isso significa alcançar uma adesão. 4

Imagine que sua dezena, os dez amigos, more em um apartamento onde o dono é o Criador. Você constantemente pergunta ao Criador como tratar os amigos corretamente para manter relações amistosas. Como vocês podem viver em um “apartamento” se discutem o tempo todo? Ao lado de você e seus amigos, o Criador está próximo, aconselhando-o sobre como estabelecer uma vida maravilhosa neste lugar.

Eu recebo muitas reclamações sobre conflitos que surgem em diferentes dezenas. Mas vocês se esquecem que o Criador está presente dentro do grupo. Peçam-Lhe que conserte o seu relacionamento porque “criar a paz no céu estabelecerá a paz entre nós”. Nós mesmos não somos capazes de estabelecer boas relações; o Criador deve se tornar a cola que nos une. Vocês só precisam pedir, juntos!

É como uma criança com sua mãe: ela pode ficar com raiva e ficar chateada com a mãe, mas não pode fugir, a conexão delas não pode ser quebrada; é estabelecido acima. Nós só precisamos pedir ao Criador.5

Os Cabalistas usam a linguagem dos ramos quando descrevem os mandamentos do Shulchan Aruch porque é a língua pela qual as ações espirituais podem ser explicadas.

No mundo espiritual, não há palavras e definições que descrevam que uma força mais outra menos um terço produzirá certos estados da alma. Mas usando raízes materiais, você pode expressar tudo. Por exemplo, netilat yadaim (lavar as mãos): pegue o recipiente com a mão direita e despeje-o na esquerda (na linha esquerda), depois na linha direita e repita três vezes. Agora precisamos pensar em por que fazemos três vezes, por que à esquerda, depois à direita, que tipo de recipiente é, por que a água é derramada nele e que tipo de água é.

A partir disso, você pode entender o que significa “lavar as mãos” como uma ação espiritual: remover suas mãos da recepção. Esta é uma descrição muito séria elaborada pelos Cabalistas, e se anexarmos as intenções corretas a ela, estamos diante de uma mesa colocada (Shulchan Aruch), do outro lado da qual está o Mestre, e nós estamos opostos a Ele.6

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 06/01/19, O Jeito Correto de Estudar a Sabedoria da Cabalá
1 Minuto 0:15
2 Minuto 13:18
3 Minuto 15:35
4 Minuto 26:58
5 Minuto 36:31
6 Minuto 51:45

Blitz de Dicas De Cabalá – 19/08/18

laitman_282.01Pergunta: Se o número de estados denota tempo, então quando eu caio, é o mesmo que retroceder no tempo, e quando eu subo, isso é avançar?

Resposta: Não necessariamente. Há uma descida para acelerar o movimento para frente. Nós só precisamos avaliar corretamente a qualidade do movimento, não seu valor vetorial ou quantitativo.

Pergunta: A energia da matéria espiritual e as forças do mundo físico estão em uma camada diferente paralela ao espiritual?

Resposta: As forças físicas são forças egoístas; portanto, não existem no mundo espiritual. É até impossível dizer que são paralelas às forças espirituais porque o nosso mundo não existe. Nosso mundo é chamado de mundo imaginário, um mundo que imaginamos.

Pergunta: Existem mundos intermediários, ou apenas um mundo espiritual e um mundo material?

Resposta: Não há mundos intermediários. Mas o mundo espiritual consiste em cinco níveis: Assia, Yetzira, Beria, Atzilut e Adam Kadmon, e Olam Ein Sof (o mundo do infinito) pelos quais devemos passar por todos os 125 níveis. Esses mundos diferem na qualidade da conexão entre as unidades, partes e elementos.

Pergunta: Se meu destino é feito pelo Criador, por que devo doar e muda-lo?

Resposta: O Criador criou você para que você mude a si mesmo! Você é obrigado a fazer isso.

Pergunta: Quando sentimos dor e sofrimento no mundo físico, isso significa que o Criador está nos educando através disso? Isso acontece quando não queremos nos corrigir?

Resposta: Certo! Sentimos dor quando não queremos nos educar e não queremos ser corrigidos!

Pergunta: Se eu obtenho todo o combustível através do sistema dos mundos de impureza, o que pode me tirar do controle do reino egoísta para o mundo espiritual?

Resposta: As mesmas forças espirituais podem nos expulsar do nível espiritual para que possamos entender melhor nossa situação.

Pergunta: O que significa ser como um professor Cabalista se ele já está na espiritualidade e eu ainda estou na materialidade?

Resposta: Para ajudá-lo, entendendo o que ele quer de você. Neste mundo, este é o principal trabalho de uma pessoa que tem um professor. Isso é melhor do que fazer qualquer outra ação e receber instruções.

Pergunta: Como eu desejo o avanço espiritual?

Resposta: Tornese integrado em um grupo. Somente se a pessoa está incluída em um grupo e avança junto com ele, pode avançar seriamente. Sem amigos, ela não terá forças para seguir em frente.

Pergunta: A alma se lembra de suas vidas anteriores quando está no mundo espiritual após a morte do corpo e pode influenciar sua correção?

Resposta: O que impede que ela faça correções durante a vida do corpo bestial? Não há limite para o estado da alma em relação a ela. Nada muda como resultado do apodrecimento do corpo bestial.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/08/19

A Velocidade Do Desenvolvimento Espiritual E Da Reencarnação

760.4Pergunta: A velocidade do meu desenvolvimento e ascensão ao mundo espiritual depende das minhas vidas anteriores e da reencarnação da minha alma?

Resposta: Certamente depende disso. Esta não é a primeira vez que estamos neste mundo.

É difícil explicar o que significa morte e nascimento, como nos desconectamos de nós mesmos hoje e nos reconectamos, como certas memórias são regeneradas dentro de nós e pensamos que existimos há algum tempo, etc.

Isso não é fácil de descrever por enquanto. No entanto, estamos no processo de uma longa progressão de correção.

Da Lição de Cabalá em Russo 16/09/18

Nova Vida # 146 – Israel Pode Aprender Sobre A Conexão Com O Exército

Nova Vida # 146 – Israel Pode Aprender Sobre A Conexão Com O Exército
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

As Forças Armadas de Israel têm um espírito de conexão, unidade e Arvut (responsabilidade mútua). Essa conexão militar poderia fornecer aos israelenses um exemplo a seguir que poderia resolver todos os seus problemas sociais. Israel está em constante estado de guerra militar, econômica e socialmente. Todo mundo quer se elevar acima dos outros, ganhar o máximo possível, conquistar o máximo e ficar sozinho no topo. O consumo excessivo e o individualismo são contrários ao espírito original de Israel. Os israelenses precisam lutar contra o espírito egocêntrico que nos inunda. Precisamos de uma nova educação, cultura e abordagem para a comunicação. Precisamos de uma revolução espiritual baseada em calor mútuo, vitalidade e consideração pelos outros. A verdadeira conexão que virá do povo de Israel levará toda a humanidade a ascender a um novo prazer eterno.

De KabTV, “Nova Vida # 146 – Israel Pode Aprender Sobre A Conexão Com O Exército, 21/02/14

“Antissemitismo Na Política Americana Dominante” (The Times Of Israel)

O The Times of Israel publicou o meu novo artigo: “Antissemitismo Na Política Americana Dominante

Quantas vezes os legisladores novatos do Partido Democrata precisarão se desculpar por comentários antissemitas até que entendamos o que realmente está em seus corações e mentes para com Israel e os judeus? A alegação da deputada Ilhan Omar de que o lobby e dinheiro dos judeus estão comprando políticos americanos parece ser apenas a ponta do iceberg de um problema antissemita maior de uma ala radical vociferante e crescente contra Israel dentro do Congresso dos EUA e círculos políticos.

Só depois de uma forte condenação e espanto de seu próprio partido, a deputada Omar recuou um pouco de seus comentários. Certamente não foi a primeira vez que ela gerou controvérsia com comentários inflamados. Em 2012, ela tuitou que Israel havia “hipnotizado o mundo”, entre outras acusações durante sua carreira política. Enquanto isso, a deputada Rashida Tlaib (D-MI), uma firme defensora do boicote de Israel, está ocupada tirando fotos com uma ativista pró-Hezbollah e acusando os judeus americanos de “dupla lealdade”. Ambas as legisladoras foram advertidas pelos republicanos que “ações” serão tomadas se o seu incitamento contra a nação judaica continuar.

Mentes Extremas Pensam Da Mesma Forma

O ódio aos judeus parece chegar a um consenso, independentemente do lado da moeda a que pertencem os antissemitas. O negador do Holocausto e ex-líder da Ku Klux Klan, David Duke, ponderou sobre essa controvérsia, alinhando-se com as visões conspiratórias de Omar em relação aos judeus. Ele não perdeu a oportunidade de adicionar mais combustível à chama antissemita. Como os judeus (Israel) são culpados por tudo e qualquer coisa no mundo, desta vez Duke trouxe o muro de Trump para o discurso público, não menos, exigindo que Israel pagasse por isso.

Uma das maneiras pelas quais as nações do mundo culpam os judeus é declarando que os judeus controlam o mundo e que todo o mal vem de nós. Dizendo isso, eles implicam que mudar o mundo para o bem depende do povo judeu. Da perspectiva da Natureza, ou seja, as forças internas que operam o nosso mundo, isto é, de fato, o que estamos destinados a prover a humanidade. Esta é também a razão subjacente para o ódio crescente e as exigências para nós se falharmos em cumprir essa missão.

O pensador judeu Rav Yitzhak HaCohen Kook deixou claro este princípio em seu trabalho seminal Orot [Luzes]: “A construção do mundo, que atualmente está amassada pelas terríveis tempestades de uma espada cheia de sangue, requer a construção da nação israelense. A construção da nação e a revelação do seu espírito são a mesma coisa, e é uma com a construção do mundo, que está amassando em antecipação por uma força cheia de unidade e sublimidade, e tudo o que está na alma da Assembleia de Israel”.

Um Clamor Contra Israel É Um Clamor Contra Todos Os Judeus

Não existe uma linha tênue entre o antissemitismo e o antissionismo. Simplificando, não há linha; eles são os mesmos. É mais fácil e confortável para os antissemitas esconderem suas verdadeiras cores sob críticas virulentas contra Israel. Quando a nação judaica é atacada por todos os lados, é claro que somos os únicos em quem podemos confiar. Nosso bom futuro depende unicamente de nossa união.

Nossa nação foi forjada precisamente através dessa unidade, quando indivíduos de diferentes descendências se comprometeram a ser “como um homem com um coração”. Uma vez que nossos antepassados ​​fizeram esse voto, eles foram incumbidos de passar a unidade ao resto do mundo, se tornando “uma luz para as nações”. Quando os judeus se desassociam uns dos outros – e assim abandonam seu compromisso com a humanidade – deixam de ser uma luz para as nações e, ao fazer isso, invocam o ódio contra eles.

Como está escrito em O Livro do Zohar: “Como eles são um só coração e uma só mente … não falharão em fazer o que pretendem fazer, e não há ninguém que possa impedi-los”. ​​Nossos sábios também declararam, “Embora os corpos de todo o Israel estejam divididos, suas almas são uma única unidade na raiz. … É por isso que Israel é ordenado a unidade dos corações, como está escrito: ‘E Israel acampou lá’, na forma singular, o que significa que eles estavam correspondendo abaixo, ou seja, eles tinham uma unidade” (Rabino David Solomon Eibenschutz, Salgueiros do Riacho).

A união acima das diferenças é a verdadeira mercadoria do Estado de Israel e o que os judeus em geral têm a oferecer ao mundo, porque esta é a nossa base como povo. Nós possuímos o método para aproximar as pessoas. Uma vez alcançada essa unidade, ela reverberará pelo mundo para neutralizar o antissemitismo. Como o Midrash Rabbah escreve em Cânticos dos Cânticos, “Israel traz luz ao mundo”.

Navio Na Convenção Do Deserto 2019

Os Ricos Choram

Laitman_421.01Nas Notícias (Bloomberg): “As pessoas mais ricas do mundo perderam US $ 511 bilhões em 2018”. “As pessoas mais ricas da Terra perderam US $ 511 bilhões este ano, depois que ganhos recordes no primeiro semestre foram eliminados por uma sucessão de vendas contundentes no mercado”.

Meu Comentário: O fato é que elas devem entender se têm uma oportunidade de impedir o progresso das pessoas. Quanto mais você oferece às pessoas novos brinquedos para a conexão humana, para sua satisfação, para qualquer informação, etc., mais elas se tornam exigentes e seletivas.

Elas não estão mais interessadas ​​no Facebook como ele é. Elas simplesmente não podem ver anúncios. As pessoas estão tão cansadas que nem sequer podem ser forçadas a ter os filhos.

Isto é, tudo o que os ricos fizeram nos últimos 20 anos está começando a diminuir cada vez mais. Apesar de toda a sua sofisticação, isso passa. O período de acumulação egoísta terá que apodrecer.

A humanidade ainda está se desenvolvendo. Portanto, eu vejo que a hora chegará, e muito rapidamente, quando esses dólares que eles acumularam não terão valor, e não haverá mais oportunidade de ganhar dinheiro.

Acho que as pessoas geralmente se esforçam para obter maior simplicidade. Elas vão querer sentar na grama, beber um pouco, fazer um lanche, ouvir música normal, o chilrear dos pássaros e o riso das crianças correndo por aí. Vão querer algo muito próximo e agradável ao coração, e não incomodar suas cabeças, cérebros, alma e sentimentos com algo muito artificial.

Eu espero que seja assim.

De KabTV, “Notícias com Michael Laitman” 25/12/18