Existem Punições No Mundo Espiritual?

962.2Pergunta: A punição existe apenas no mundo corpóreo ou também existe no mundo espiritual?

Resposta: Na prática, não existem dois mundos. Apenas nossa percepção divide toda a percepção do mundo em duas partes.

Pergunta: A percepção nos órgãos sensoriais egoístas pressupõe punição. Existe em órgãos sensoriais altruístas também?

Resposta: Sim. Por exemplo, uma mãe sofre se quer dar algo a um bebê, mas ele não pode aceitar porque sua barriga dói.

Pergunta: Isso significa que no mundo espiritual os castigos e sofrimentos não são por mim, mas pelos outros?

Resposta: Sim. E eles são maiores do que por mim.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 31/05/22

Cada Grau A Partir Do Zero

528.02Pergunta: Quando os músicos aprendem a tocar uma composição juntos, eles entendem por que estão fazendo isso. Mas a princípio há uma espécie de superação entre eles para encontrar o contato um com o outro. Através de grandes esforços, eles começam a trabalhar juntos, e só então nasce uma peça incrível em que a contribuição de cada pessoa é sentida.

Então, como se uma troca ocorresse e eles novamente precisassem se esforçar para agir juntos. Não há prazer, mesmo que tenham experimentado uma sensação de unidade especial entre eles.

Por que se, digamos, eles precisam gravar três composições e sabem que tudo vai dar certo, fica cada vez mais difícil para eles fazerem cada passo?

Resposta: É porque eles querem alcançar maiores habilidades. Eles começam a ver novas falhas mesmo em seu excelente desempenho passado, à medida que se aprofundam cada vez mais na compreensão do trabalho e começam a ver algumas pequenas inconsistências.

Este é um processo de crescimento profissional. Os Cabalistas têm a mesma coisa quando começamos a nos unir uns aos outros.

Comentário: As pessoas que estão dentro do nosso sistema sabem o quão difícil é cada próxima ação que levará a um determinado resultado. No entanto, essas ações devem ser realizadas novamente, reunir e unir esforços comuns. O problema está justamente na conexão de uma pessoa com a outra. Então você supera essa barra e vê que ela tem uma energia especial.

Minha Resposta: É tudo a mesma coisa, tanto no espiritual quanto no nosso mundo, os processos de crescimento espiritual.

Pergunta: Por que na Cabalá isso é sentido especialmente forte?

Resposta: Porque cada próximo grau é completamente novo. Os músicos acrescentam algo, eles pegam algo novo, entra, sai e volta de novo. Seu processo criativo ocorre no mesmo nível.

Os Cabalistas, no entanto, têm um novo nível a cada vez. Isto é, todas as dez Sefirot são completamente novas; é um novo grau e você começa tudo de novo, completamente. Você ganha algum tipo de experiência, mas ainda tem que começar de novo.

Pergunta: Por que não permanece a experiência anterior na qual uma pessoa poderia confiar?

Resposta: Porque este é um novo grau. A experiência anterior só pode prejudicá-lo.

De KabTV, “Eu Recebi uma Chamada. Cabalá e Arte”, 10/06/14

A Recompensa É Trabalhar Para O Criador

509Pergunta: Por que está escrito nas fontes que o próprio trabalho para o Criador ou em prol Dele é considerado uma recompensa?

Resposta: Porque uma pessoa atinge seu grau espiritual mais alto ao mesmo tempo. Ela se torna eterna e perfeita como o Criador, é honrada com a conexão com o Criador, aprende o que é a força superior e, em geral, o que é todo o universo, todo o mundo superior. Ela se eleva até o ponto em que não é limitada por nada.

Isso pode ser comparado ao trabalho para uma grande pessoa, onde trabalhar se torna um prazer para ela.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 31/05/22

Depositário Da Memória Da Humanidade

294.1Pergunta: Existe algum tipo de depositário da memória comum de toda a humanidade?

Resposta: Sim, certamente. Tudo o que fizemos ao longo da história está localizado e armazenado na mesma realidade em que estamos agora. Quase consigo ver absolutamente tudo o que aconteceu há dois ou três mil anos. Tudo existe tão real quanto o que existe hoje. Só que estamos em um certo processo de desenvolvimento e é por isso que sentimos a informação que chega até nós e que temos que processar agora.

Em princípio, estamos por dentro de todas as informações. Podemos, como se, subir acima do dia de hoje – o que chamamos de hoje, a informação de hoje – e flutuar no fluxo geral para frente e para trás, em qualquer lugar.

Não há limitações aqui. Tudo depende de quanto a pessoa é capaz disso. Portanto, há pessoas que sentem o futuro e há aquelas que também podem sentir o passado, e sentir tudo com muita clareza.

Elas podem se elevar acima da camada geral de informações. Todos nós nos conectamos ao estado atual ponto a ponto, e eles podem se conectar tanto ao futuro quanto ao presente; é equivalente.

De KabTV, “Close-Up. Holograma”, 28/07/11

O Desenvolvimento Da Humanidade Sob A Influência Da Energia Espiritual

214Pergunta: Você disse que todo sofrimento é trazido ao mundo não pela qualidade de recepção, mas pela qualidade de doação, a qualidade do Criador. O que isso significa?

Resposta: Se o Criador não interferisse em nós, simplesmente viveríamos sem nos desenvolver. Quando a qualidade de doação entra em nosso mundo, ela começa a nos estimular constantemente. É por isso que a qualidade de recepção cresce em nós.

Sem isso, continuaríamos sendo animais e tudo ficaria bem. Mas como o Criador quer nos aproximar Dele para que nos tornemos como Ele, Ele sempre nos envia uma iluminação que nos desenvolve.

À medida que a massa cresce por causa do fermento, também crescemos constantemente em nosso egoísmo sob a influência da energia espiritual externa, cada vez mais, até sairmos dessa panela como massa. Então começamos a fermentar, como está acontecendo agora, quando não sabemos para que estamos vivendo ou o que fazer conosco a seguir.

Assim, a luz superior, a qualidade de doação, traz quase todo sofrimento ao nosso mundo. Por um lado, o Criador criou o mal no mundo. Por outro lado, mesmo esse mal, que somos nós egoístas, Ele não o deixa sozinho, Ele constantemente nos desenvolve para um mal cada vez maior até que o percebamos e queiramos nos libertar dele a todo custo.

Espero que isso aconteça em nosso tempo, porque hoje já podemos ensinar e difundir a Cabalá em todos os lugares, podemos falar a todos sobre o globalismo, sobre a conexão universal entre nós, sobre a necessidade de nos unirmos, superarmos o egoísmo e nos elevarmos acima dele, o que é algo que não tínhamos o direito de fazer nas gerações anteriores porque ainda não tínhamos revelado a natureza global.

Hoje, já podemos esperar que nossos próximos passos sejam conscientes e, portanto, adoçados por nós. Sentiremos que todo desenvolvimento posterior é correto, conveniente e bem-sucedido, e participaremos dele voluntariamente e evitaremos eventos indesejáveis. Ou seja, continuaremos nos desenvolvendo, mas não sob a influência de golpes.

De KabTV, “Close-Up. Ramo de Sakura”, 15/05/11

É Possível Fazer Sem Pragas Egípcias?

962.2Pergunta: O mundo hoje se assemelha às pessoas que estão no exílio egípcio. E o que está acontecendo hoje é semelhante às pragas egípcias. Como a Torá é a fonte de todas as religiões e todas as práticas espirituais, por favor, comente uma citação muito universal da Torá que se refere ao mundo como uma nação.

Está escrito: A Torá, Êxodo, 3:17 “E eu disse: ‘Eu os farei subir da aflição do Egito, para a terra dos cananeus, dos heteus, dos amorreus, dos ferezeus, dos heveus e dos os jebuseus, para uma terra que mana leite e mel.’”

A palavra “os” (vocês) implica o mundo. O que isso significa?

Resposta: Que o Criador nos tira do controle do nosso egoísmo comum, que, em princípio, Ele criou e sustenta para nos mostrar a saída real para uma existência bondosa, mútua e correta. Esse é o nosso bom futuro imediato.

Pergunta: Significa que estamos sob o controle do egoísmo. Essa é a escravidão egípcia?

Resposta: Sim, toda a humanidade está nela.

Pergunta: É apenas o Criador que pode nos tirar desse estado?

Resposta: A mesma força que criou a força negativa se inverte e se transforma em uma força positiva. Ou seja, a força que nos levou até lá também nos levará para fora.

Pergunta: Além disso, está escrito sobre o processo: A Torá, Êxodo, 3:19: “No entanto, eu sei que o rei do Egito não permitirá que vocês partam, exceto por uma mão poderosa”.

O que isso significa para o nosso mundo hoje?

Resposta: Se não pressionarmos o egoísmo que o Criador criou e sustenta em nós, se não aplicarmos uma força ainda maior que ele que forçará o egoísmo a começar a mudar, a recuar, isso nunca acontecerá. O Criador o mantém. Significa que o Criador deve derrotar e superar a Si mesmo. É assim que saímos do controle do egoísmo.

O fato de que estamos sofrendo agora, que o mundo está sofrendo, é o estado natural do mundo pelo qual ele deve passar para avaliar claramente o que é bom e o que é ruim.

Pergunta: É isso que o Criador está fazendo conosco?

Resposta: Sim. Devemos ler a história “O filho pequeno veio ao pai” em nossa infância e realizar este estudo dentro de nós mesmos.

No momento, ele sente que é uma criança pequena e que precisa descobrir como viver. Por isso, pergunta ao pai: “O que é bom e o que é mau? Eu não sei onde estou. Dou cada passo e me parece que é bom, mas acaba sendo mau”. E ele recebe uma explicação.

Pergunta: E seu pai lhe explica que o rei do Egito não o deixará sair. Mas eu vou fazê-lo fazer isso com uma mão poderosa.

A quem se dirige a mão poderosa: ao rei do Egito ou a mim?

Resposta: A mão poderosa está apontada para o rei do Egito que está dentro de você, para o egoísmo que está dentro de você para que você queira que a boa força da natureza vença a força maligna da natureza. Tudo isso está apenas dentro de nós.

Comentário: Então há esta frase da Torá, Êxodo, 3:20: “E estenderei minha mão e ferirei os egípcios com todos os meus milagres que realizarei no meio deles, e depois ele os deixará ir”.

Minha Resposta: Todo o mal que existe no egoísmo deve ser revelado e uma pessoa deve vê-lo, senti-lo, no presente e no futuro possível. Então ela verá como o Criador muda tudo para o oposto, e por isso a pessoa louva o Criador.

Estamos falando das dez pragas que arrancam uma pessoa de seu egoísmo. Estas são as dez qualidades que chamamos de Sefirot, das quais nos separamos.

Pergunta: Podemos avançar sem pragas?

Resposta: Se você mesmo quiser fugir sem elas, você pode.

Pergunta: Poderei querer?

Resposta: Para fazer isso, você precisa se engajar na autoeducação; isto é, convença-se de que mesmo o pequeno mal que agora é revelado em você é revelado em você em relação aos outros, e você deve fazer tudo para odiar essas qualidades em você. Então você gradualmente se distanciará delas, até a separação completa.

Pergunta: Quem são Moisés e seu irmão Arão para o mundo? O que é isto?

Resposta: Estas são duas forças que nos levam para fora do estado do egoísmo para a qualidade de conexão e amor entre nós e entre nós e o Criador.

Pergunta: Como elas aparecem em uma pessoa? Em que ponto?

Resposta: Uma pessoa começa a extraí-las de si mesma. Elas existem dentro dela. Em geral, tudo existe dentro de uma pessoa. Uma pessoa é um mundo pequeno. O único problema é que precisamos nos sintonizar para encontrar essas forças em nós mesmos, extraí-las, começar a trabalhar com elas e tratar tudo ao nosso redor dessa maneira por meio dessas duas qualidades.

Então o mundo muda. Se eu olhar para o mundo através delas, torna-se diferente.

Pergunta: Moisés e Arão vêm ao Faraó. O Criador lhes disse: “Vão”, e eles foram. Eles dizem: “Deixe meu povo ir”. E o Faraó disse: “Quem é o Senhor para que eu ouça sua voz para deixar Israel partir?” O que é isto?

Resposta: Povo é uma pessoa com todas as suas qualidades. A pessoa deve sair do controle do egoísmo sob outro controle. Isso se chama “deixe meu povo ir”.

E o Faraó responde: “E quem é este Deus?” porque o Faraó como se não soubesse disso com certeza. A tarefa do Faraó é enganar uma pessoa para que ela não entenda onde está. Para que mais tarde ela possa determinar claramente o que é o Faraó, o Criador, o Egito e fora do Egito.

Faraó é o nosso egoísmo que diz: “Não quero conhecer nenhum Criador. Eu não O conheço”. Porque “conhecer” significa compreender e obedecer.

Pergunta: O egoísmo sempre resistirá à natureza, ao Criador?

Resposta: Absolutamente! Nunca podemos sair de nossa natureza enquanto permanecemos nela. Um contradiz o outro.

Pergunta: A reação do Faraó ao pedido de Moisés e Arão para deixar o povo ir foi simples. O Faraó disse, Êxodo, 5:9: “Deixe o trabalho pesado sobre os homens” – sobre aqueles que eles querem liderar por egoísmo, sobre esses desejos – “e que trabalhem nisso, e não deem atenção a mentiras”.

Tudo isso é discurso vazio para o Faraó. É como se Ele estivesse se vingando; ele diz: “Você quer levar o povo para fora? Vamos sobrecarregá-los com trabalho agora”.

Podemos comparar isso com o fato de que em nosso mundo estamos sobrecarregados de trabalho?

Resposta: O que importa se eles querem ou não querem? Eles apenas prolongam seu sofrimento com isso. O que mais pode ser feito? Acumular ainda mais trabalho sobre eles é o que o Faraó faz. Tranque-os em algumas preocupações mesquinhas. Tranque-os em tais estados sociais, familiares e outros que eles serão como pequenos insetos.

Pergunta: Então essas preocupações e problemas que existem no mundo agora, a quantidade louca de notícias, é este o trabalho vazio que está empilhado sobre nós? Todas as nossas ações no nível desta terra não levarão a nada?

Resposta: Acho que as pessoas já entendem isso. Além disso, há guerras, sofrimentos, medos e ansiedades.

Pergunta: É para nos afastar de todo esse trabalho inútil?

Resposta: Sim. É tal estado que uma pessoa é como um coelho sentado sob uma bardana e tremendo. Este é um estado tão lamentável para um ser tão grande e potencial como o humano.

Pergunta: Você acha que uma pessoa já está começando a entender isso?

Resposta: Ela já ouve algumas coisas. Ela não sabe como sair desse estado, mas entende que “sim, sou eu, somos nós”. E o que vem a seguir? Ela não pode ver o que vem a seguir.

Se ela tivesse pelo menos um pouquinho, um pouquinho de alguma pequena visão à frente, se fosse capaz de ver através de uma fresta que ainda há uma oportunidade, ela certamente teria força. Não em si mesma, mas na unidade entre elas. É isso que precisa ser revelado aqui! Afinal, as pessoas estão certas: “De onde viemos, o que somos e para onde vamos? Nada. Cada um é por si”.

Pergunta: No entanto, você está dizendo que todo o segredo está na conexão. Você pode revelar isso para nós?

Resposta: É impossível sair deste estado em que estamos agora. Continuaremos a azedar nele até que nos cimente nas pirâmides do Faraó.

Isso é o que o Faraó quer de nós. Para que voluntariamente concordemos em entrar junto com ele nesta enorme tumba e deitar lá bem, do jeito que eles jazem lá. Assim continua nosso caminho eterno no egoísmo. Sem mudar — como aquelas múmias.

Mas se seguirmos o caminho da conexão e da unificação, seremos capazes de quebrar esse forte manto egoísta que nos cobre, nos cerca, fecha todos os nossos sentidos, e seremos capazes de sair correndo de lá e escapar.

Pergunta: É isso que a humanidade está enfrentando agora? Estamos, como que, sob esse “manto”?

Resposta: Sim, e definitivamente sairemos disso. Nós definitivamente sairemos.

Comentário: Então está escrito: A Torá, Êxodo, 5:22-5:23: “Então Moisés voltou ao Senhor e disse: ‘Ó Senhor! Por que Você prejudicou este povo? Por que Você me enviou? Desde que vim ao Faraó para falar em Seu nome, ele prejudicou este povo, e Você não salvou o Seu povo’”.

Minha Resposta: Uma pessoa não entende o que mais ela precisa fazer para sair do estado egoísta. Mas para o Faraó, esse desejo de uma pessoa de sair do egoísmo não é suficiente. Ela precisa de um grande desejo extra, adicional. Para que uma pessoa se volte para Ele. E não com reprovação, mas com um apelo para que o Criador vá adiante deles e os conduza para fora do Egito com as mãos. Isso é o que ainda está faltando.

Portanto, o Criador envia Moisés de volta. Ele diz: “Vá e peça”. E dez vezes para frente e para trás dessa maneira até que Moisés já sente que é isso, todas as forças, todas as intenções e todas as possibilidades secaram e só então eles conseguem escapar do Egito.

Pergunta: É quando chega a última décima praga que o Faraó diz: “Vocês podem sair”?

Resposta: Sim.

Pergunta: A última praga é a morte dos primogênitos. O que ela é do ponto de vista Cabalístico?

Resposta: É a condição que o homem tinha quando existia no mundo antes mesmo de todas essas revelações. Que eu existo em um mundo egoísta, estou nele, estou sob o controle da força superior. É assim que eu me desenvolvo e vivo.

A morte do primogênito significa que eu arranco todos os meus fundamentos egoístas primários e originais e rompo com tudo o que me ligava ao passado.

Pergunta: Por que é tão assustador para o Faraó?

Resposta: Porque a conexão com ele, com o Faraó, está realmente rompida. Ou seja, uma pessoa se recusa a estar sob seu controle e a se conectar com ele. Uma pessoa está pronta para se elevar acima de si mesma, não importa o quê! Aconteça o que acontecer, apenas para não ficar sob o controle do Faraó!

Só então o Faraó deixa a pessoa ir. É para isso que ele existe, para levar uma pessoa a tal estado.

No momento em que esse pensamento, esse desejo, “Aconteça o que acontecer, não importa o que aconteça, apenas não com o Faraó, não sob ele”, aparece em uma pessoa, então tudo acontece. Isso é chamado de “morte do primogênito”, ou seja, de toda a base da existência egoísta de uma pessoa.

Pergunta: A humanidade precisa alcançar tal clamor, tal grito, tal estado? Só então é possível escapar do controle do egoísmo?

Resposta: Claro.

Pergunta: É possível que todas as pessoas cheguem a tal estado?

Resposta: Para cada pessoa, de acordo com sua medida. Isso vai acontecer.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 18/04/22

“Um Holograma É Um Cônjuge Em Potencial Agora? Se Sim, Quais São Os Benefícios?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Um Holograma É Um Cônjuge Em Potencial Agora? Se Sim, Quais São Os Benefícios?

Akihiko Kondo é um jovem japonês que se casou com um holograma de um personagem virtual há três anos, e ele não é o único. Milhares de pessoas no Japão têm relacionamentos com personagens fictícios. Kondo diz que graças ao seu relacionamento com o holograma, sua esposa, ele conseguiu superar a depressão severa.

Vivemos dentro de um holograma. Ou seja, o mundo é uma espécie de entidade virtual e, portanto, não há nada de especial nele.

Um de meus alunos me perguntou sobre esse fenômeno, se poderíamos estabelecer uma conexão espiritual com um holograma, já que nas fontes Cabalísticas está escrito “homem e mulher, e a Divindade entre eles”. Uma conexão espiritual precisa ser o resultado de pessoas que desejam sair de si mesmas e entrar em um reino onde elas doam, amam e se conectam. Não precisa ser necessariamente para um cônjuge masculino ou feminino.

É benéfico para nós praticar várias formas de nossas relações com o mundo e o universo em hologramas, porque o que percebemos ao nosso redor são, no entanto, imagens que nós mesmos retratamos. Através de tais exercícios, podemos descobrir uma conexão com a força superior, com a qual podemos entrar em uma conexão mútua.

A força superior é uma força espiritual de amor, doação e conexão que governa nossas vidas. Em última análise, por trás de cada aspiração está um desejo mais profundo de se conectar com a força superior, e isso é possível desenvolvendo uma força equivalente de doação dentro de nós. Podemos fazer isso treinando-nos para estar em um estado em que desejamos amar, doar e ajudar todos a sair de seus egos e entrar na mesma intenção de doar, amar e conectar.

Baseado no vídeo “Relações Com Hologramas – Resposta de um Cabalista” com o Cabalista Dr. Michael Laitman e Oren Levi. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

O Que A Árvore Do Conhecimento Do Bem E Do Mal Simboliza?

207A árvore do conhecimento do bem e do mal simboliza o governo especial do Criador quando o Criador gradualmente transfere suas qualidades para os seres criados. É exatamente o mesmo como nos comportamos com as crianças pequenas, despertando nelas todos os tipos de perguntas e curiosidades, como resultado das quais elas se desenvolvem e, assim, crescem.

Pergunta: O que os termos “bom” e “mal” significam em relação ao Criador? Sobre o que é isso?

Resposta: Em relação ao Criador, o bem e o mal são muito simples. Conexão e amor são bons e o oposto deles é mau.

Pergunta: O que significa que Adão comeu uma maçã da árvore do conhecimento do bem e do mal?

Resposta: Em princípio, tudo isso é uma alegoria, porque não estamos falando de uma pessoa em si, mas de sua alma, que consiste em duas partes: o desejo de receber e o desejo de doar.

O desejo de receber é Eva, o desejo de doar é Adão, e nossa alma consiste dessas duas partes. Devemos ter certeza de que usamos tanto a parte de Adão quanto a parte de Eva em nossa alma da maneira mais correta possível.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 14/06/22

“Do Papa Francisco E Da Terceira Guerra Mundial” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “Do Papa Francisco E Da Terceira Guerra Mundial

Na semana passada, foi publicada uma conversa com o Papa Francisco, na qual ele relacionou a guerra Rússia-Ucrânia como o início da Terceira Guerra Mundial. Em uma conversa com os editores das publicações jesuítas europeias, e que foi publicada pela primeira vez pela publicação jesuíta italiana La Civiltà Cattolica, o Papa disse: “O mundo está em guerra. Para mim, hoje, a Terceira Guerra Mundial foi declarada”. Posteriormente, ele lamentou: “O que está acontecendo com a humanidade que tivemos três guerras mundiais em um século?” Não acredito que o conflito Rússia-Ucrânia seja uma terceira guerra mundial ou que deva evoluir para uma. No entanto, o fato de haver tal perigo, ou de haver guerra, mostra que não tiramos as conclusões corretas, o que nos coloca novamente em perigo.

Está claro para todos que ninguém tem nada a ganhar se a guerra na Ucrânia se transformar em um conflito global. Dito isso, a guerra é mais uma indicação de que ainda não sabemos como governar nosso desejo de domínio e controle.

Chegamos a um ponto em que nosso ego não se contenta em controlar os outros. Hoje em dia, as pessoas estão dispostas a destruir os outros por simplesmente se comportarem ou até mesmo pensarem diferente delas.

Se quisermos evitar guerras, precisamos ajudar todas as nações a perceberem que a guerra não traz nenhum benefício, que não a queremos e não precisamos dela. Este é um processo que deve envolver a todos, pois cada país deve ter seus vizinhos passando pelo mesmo processo, ou os países beligerantes explorarão os esforços de outros países para acabar com a violência.

Se os países não adotarem essa abordagem, eles continuarão a competir uns contra os outros, explorar uns aos outros e esgotar os recursos da Terra. Já estamos vendo as consequências dessa atitude em nosso planeta, mas elas vão piorar muito em um futuro muito próximo. Fome, calor extremo, frio extremo e inúmeros outros problemas sobrecarregarão a humanidade e forçarão as nações a parar de abusar dos outros e se concentrar em sua própria sobrevivência.

Para evitar que esse cenário se desenvolva mais do que já está, a humanidade precisa entender que devemos aprender a trabalhar juntos ou a natureza nos destruirá. Atualmente, muitas nações ainda sonham com conquistas e subjugações de outras nações. Devemos gradualmente fazer com que essas nações entendam que isso só irá prejudicá-las, e prejudicar todos os outros também. A menos que ajudemos todos a perceberem que dependemos uns dos outros para o bem ou para o mal, e devemos agir de acordo, todos estaremos em grandes apuros.

“O Que Os Idosos E Os Adolescentes Têm Em Comum?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: O Que Os Idosos E Os Adolescentes Têm Em Comum?

Como parte de um projeto escolar, gêmeos da 10ª série se encontraram com uma senhora de 77 anos, fazendo companhia a ela. O projeto terminou há muito tempo, mas a ligação que se estabeleceu entre os gêmeos e a senhora de 77 anos tornou-se mais forte, que se transformou numa relação muito próxima e especial, onde passaram cada vez mais tempo juntos, comendo juntos, e às vezes até ficando na casa da senhora idosa. A mulher mais velha mencionou que as meninas trouxeram luz à sua vida.

De fato, adolescentes e idosos podem se complementar de forma muito benéfica. Os adolescentes, que possuem diversas deficiências e inseguranças, e que buscam seguir seu caminho na vida, podem receber respostas para muitas de suas dúvidas dos idosos. As pessoas mais velhas têm um excedente de conhecimento, compreensão e calor humano, e não têm mais filhos a quem possam transmiti-los. Por exemplo, a mulher idosa neste exemplo recebeu vitalidade por meio de sua conexão com as adolescentes. Há também pesquisas que mostram o quanto os idosos se animam ao se conectar com as crianças. Infelizmente, vemos hoje em dia que, após a aposentadoria, muitos idosos ficam solitários, em casa e sua saúde se deteriora, semelhante a flores que começam a murchar.

É preciso haver um sistema conectando aqueles no início e no fim de suas vidas. Nenhum dos dois sabe como fazer essa conexão, mas quando esse sistema estiver operando, veremos um grande benefício para ambas as faixas etárias. Eu recomendaria muito criar essas conexões da forma mais ampla possível de diferentes maneiras, formas e para diferentes idades.

Baseado no vídeo “Como adolescentes e idosos podem se complementar?” com o Cabalista Dr. Michael Laitman e Oren Levi. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.