Textos com a Tag 'Israel'

Cópia Em Miniatura Da Terra De Israel

630.2Profetas, Josué, 12:9 – 12:24: O rei de Jericó, o rei de Ai, que está ao lado de Betel. O rei de Jerusalém, o rei de Hebron, o rei de Jarmuth, o rei de Laquis, etc. O rei de Tirza; todos os reis, trinta e um.

Reis são desejos reunidos em um desejo comum chamado terra de Israel.

Uma pessoa que passa por esses desejos começa a sentir o que realmente existe nela, porque cada um de nós é uma cópia em miniatura da terra de Israel.

De KabTV, “Secrets of the Eternal Book”, 02/08/21

Uma Nova Onda Do Coronavírus Em Israel

220Comentário: Todos acreditavam que os países vacinados, como Israel e o Reino Unido, estavam protegidos. E de repente, há um vírus no Reino Unido e em Israel. Em Israel, o aumento de novas doenças é de cerca de 20% ao dia. 50% dos israelenses doentes já foram vacinados.

E todos olham para Israel: “Esperávamos que eles escapassem”.

Minha Resposta: Não. No final, Israel não pode escapar. Israel é o responsável por trazer o mundo ao equilíbrio, a um estilo de vida saudável.

Será revelado a nós que não podemos fazer nada com nossos cérebros, com nossa ciência.

O mundo inteiro vai pensar: “Como é possível? Parecia que eles conseguiram”. Não, não vai funcionar. Vamos sofrer mais do que os outros, não menos do que os outros. Porque somos os culpados pelo que está acontecendo.

Como devemos trazer o equilíbrio do mundo, somos obrigados a dizer ao mundo por que todo o sofrimento no mundo ocorre e de onde esses vírus terríveis realmente vêm. E a cada mês e ano eles ficarão cada vez piores em suas manifestações.

Nada nos ajudará: nenhuma ciência, nenhum cérebro, nenhuma diligência, nada! Apenas a nossa conexão e atitude correta um com o outro, exatamente como está escrito. Na Cabalá, tudo é explicado de forma muito simples: se não fizermos isso, esses vírus nos consumirão.

Pergunta: Então, nem a alta tecnologia nem o desenvolvimento da nossa saúde, que é tão nítida, nada vai ajudar?

Resposta: Não. Apenas corrigindo nossas relações uns com os outros!

Pergunta: Então vamos mostrar um exemplo para todo o mundo?

Resposta: Sim. É por isso que o povo judeu e o Estado de Israel existem.

Pergunta: Até que entendamos isso, os problemas continuarão e se tornarão cada vez piores?

Resposta: Sim. Mas aqui está o interessante. Todos geralmente ouvem algo ruim sobre Israel com prazer em todo o mundo, mas eles não ouvem isso! Há quanto tempo estou falando sobre isso? Os judeus são os culpados, vamos pressioná-los a cumprir seu destino.

A tragédia é que isso é exatamente o que eles não ouvem! Eles não prestam atenção.

Pergunta: Como eles ouvirão?

Resposta: Não sei. Mas estou fazendo o que posso. De que outra forma posso gritar? Tentar entrar na ONU?

Eu iria; eu iria com prazer. Vamos contar ao mundo inteiro, à comunidade internacional, explicar a todos e ao próprio Israel qual é o nosso propósito. Livrar-se de todos esses vírus, de todo o mal no mundo – é apenas forçando os judeus a estabelecer boas relações mútuas.

Então suas boas relações influenciarão todas as nações do mundo para que elas comecem a se conectar entre si através deste pequeno grupo de judeus, ou não apenas de judeus, esse já é um grupo unido. Então haverá equilíbrio e paz no mundo.

Pergunta: Quem você inclui no conceito de judeus?

Resposta: Todos que estão conosco. Pelo mesmo princípio da antiga Babilônia: aqueles que assumiram o dever de alcançar o amor ao próximo.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 28/06/21

Passagem Da Jordânia Para A Terra De Israel

749.02Pergunta: Nos primeiros capítulos do livro “Os Profetas” (Josué), ele afirma quais leis devem ser seguidas. É necessário não se desviar das instruções da Torá e não usar sua própria mente, mas a mente do superior. Então tudo ficará bem. O que significa usar as instruções que o Criador deu a Moisés, ao povo?

Resposta: Sair do Egito é uma maneira de escapar do poder do egoísmo. A travessia do Mar Vermelho simboliza a separação de pensamentos, desejos e motivações egoístas.

Entrar no deserto é um estado intermediário entre o poder do Faraó e o poder do Criador. Portanto, o deserto tem suas próprias leis que devem ser observadas a fim de passar esse estado.

E é tal que você não pode usar seus desejos porque eles são egoístas e ainda não foram corrigidos. Mas você pode estar em um estado de elevação acima deles e não aplicá-los.

Ao cumprir essa condição, o povo gradualmente se aproxima da fronteira da terra de Israel. Seu movimento continua por 40 degraus, de Malchut à Bina.

Isso significa que o egoísmo está aumentando constantemente, mas em etapas. E devemos nos elevar acima dele. Quanto mais egoísmo, mais a pessoa se eleva acima dele, não o usa e tenta trazer todos os seus pensamentos e sentimentos para mais perto da propriedade de doação, Bina.

Quando ela passa por esses estados e se afasta de Malchut (desejo egoísta), é dito que ela cruza o deserto e atinge a fronteira da entrada da terra de Israel.

Terra, Eretz, vem da palavra “Ratzon” (desejo). Yisrael (Yashar Kel) significa “direto ao Criador”.

A travessia do rio Jordão significa que as pessoas rompem completamente com seu passado egoísta e entram em um desejo que é direcionado apenas ao Criador. A transição é muito simbólica.

Quando o povo de Israel entra na terra da Jordania, Moisés (a propriedade que os guiou) se afasta deles, sobe o monte Nebo e, olhando de longe para a terra de Israel, morre. Embora esteja escrito na Torá que esse lugar é desconhecido até hoje, segundo a lenda sabemos aproximadamente onde isso aconteceu.

Então todas as nações que compõem Israel, as chamadas 12 tribos, ou seja, todos os desejos, cruzam o Jordão lideradas por Joshua Ben Nun (Josué).

Mas elas não podem simplesmente entrar na terra de Israel porque esta é uma maneira de sair de um estado egoísta para um altruísta, e elas ainda têm algum egoísmo nelas. Para romper completamente com o estado anterior, a pessoa deve finalmente cortar os últimos desejos egoístas, o chamado prepúcio, de si mesma. E as pessoas realizam essa ação.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 05/07/21

Em Memória Da Entrada Na Terra De Israel

747.01Profetas, Josué, Capítulo 4: 1 – 4: 3: Quando toda a nação terminou de atravessar o Jordão, o Senhor disse a Josué: “Escolha doze homens dentre o povo, um de cada tribo, e mande que apanhem doze pedras do meio do Jordão, do lugar onde os sacerdotes ficaram parados. Levem-nas com vocês para o local onde forem passar a noite”.

As pessoas pegam seus desejos básicos e realizam certos trabalhos porque as correções são impossíveis sem transformar desejos egoístas em altruístas.

Entrar na terra de Israel significa corrigir os desejos egoístas em amor ao próximo e, por meio dele, em amor ao Criador. E o Criador é o único desejo comum onde eles devem se unir totalmente em doação mútua um ao outro.

Portanto, eles pegam pedras (da palavra “Lev HaEven “coração de pedra”), carregam-nas através do Jordão e as colocam de uma maneira especial do outro lado do Jordão na terra de Israel em memória do fato que o cruzamento ocorreu aqui.

Pergunta: É dito que as doze pedras foram tiradas do meio do Jordão, onde os pés dos sacerdotes estavam firmes. Por que estamos falando sobre esse lugar em particular?

Resposta: Esse é o limite, a transição dos desejos egoístas restantes para os altruístas, que é realizada exatamente no meio.

Pergunta: O que significam os sacerdotes dentro de mim?

Resposta: Essas são qualidades que podem trabalhar não para si mesmas. Existem várias etapas para isso. Além disso, são escolhidos os desejos que são adequados precisamente para a gravidade dessa transição.

De KabTV, “Segredos do Livro Eterno”, 05/07/21

Israel Não Ficará Em Paz

961.2Comentário: A ONU criou uma comissão para investigar as violações dos direitos humanos nos territórios palestinos e em Israel como resultado da última operação Guardião dos Muros. Depois de cada operação militar, uma comissão na ONU é formada e eles querem constantemente julgar nossos soldados e oficiais.

24 países votaram a favor, 9 contra e 14 se abstiveram. Olha quem está votando a favor! Aqueles que atropelam seus cidadãos, os matam, os colocam em campos de concentração. São eles que votam para condenar Israel.

Minha Resposta: Este é o mundo em que vivemos.

Pergunta: Em breve não poderemos realizar nenhuma operação militar, mesmo a mais precisa, sem sermos condenados posteriormente nem enfrentarmos um tribunal militar declarando algo contra nós. Como podemos nos defender?

Resposta: Não precisamos nos defender. Precisamos agir da única maneira que pudermos, ou seja, nos voltar ao Criador, nos unir acima do egoísmo, e ninguém nos atacará. Isso é tudo. Do contrário, não sairemos impunes de nada.

Comentário: Mas ninguém entende isso, exceto você e um pequeno número de Cabalistas.

Minha Resposta: Então vai ser ruim. Essas são leis da natureza superior e não podemos escapar delas. Se não os executarmos, será ruim. Se fizermos isso em algum momento, será bom.

Pergunta: Mas todo mundo já vê perfeitamente que a lógica não funciona, que é impossível provar algo. Mas, por alguma razão, não chegamos a essas conclusões. Por que isso acontece conosco o tempo todo?

Resposta: Porque o mundo inteiro existe dentro da estrutura do egoísmo! Portanto, ele tira conclusões corretas.

Pergunta: O que ele exige de Israel?

Resposta: Eu acho que no final das contas ele exige que Israel simplesmente vá embora. Desarme Israel e remova toda a sua população. Eles receberiam terras desmilitarizadas, que seriam imediatamente povoadas para o deleite de todas as nações ao nosso redor – os árabes.

Comentário: E comecem guerras entre si.

Minha Resposta: Não importa o que eles iniciem. É problema deles. Ninguém vai culpá-los por isso.

Pergunta: Então, eles realmente querem destruir a única democracia nesta região?

Resposta: Eles não consideram a democracia. Não é uma consideração para eles. Está no caminho deles. Do jeito de todo mundo: árabes, americanos, russos, não importa quem. É um obstáculo para todos.

Pergunta: O que devemos fazer?

Resposta: Devemos nos corrigir da maneira que precisamos ser corrigidos ou temos que sair daqui.

Corrigir-se significa alcançar um vínculo de amizade, fraternidade e até mesmo amor.

Devemos criar essas condições, essas relações entre nós. Então nada mais é necessário.

Pergunta: Você nem precisa se armar, não precisa fazer nada?

Resposta: Podemos ficar com o que temos por enquanto, mas, na verdade, não será necessário.

Pergunta: Precisamos de um exército forte para que chegue o momento em que possamos nos unir?

Resposta: Sim. Precisamos criar tais relações entre nós. É isso! E o mundo vai assistir e se alegrar.

Pergunta: Então, paz e tranquilidade virão ao mundo somente por causa deste pequeno ponto onde este grande evento aconteceu?

Resposta: Claro! Tudo começou aqui e vai acabar aqui.

Pergunta: É isso que eles querem que entendamos?

Resposta: Sim. Mas não entendemos. E não entenderemos por mais um pouco; é uma nação obstinada.

Pergunta: Como você vê o futuro? O prazo, quanto tempo temos?

Resposta: Não sei. Precisamos agir. Nossa organização, que entende isso, deve atuar e divulgar esse conhecimento no mundo, entre as nações do mundo, principalmente entre os judeus. O que acontecerá a seguir não é da nossa conta.

Devemos espalhar esse conhecimento em todos os lugares.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 31/05/21

Em Conformidade Com A Terra De Israel

747.04Pergunta: No artigo “A Última Geração”, Baal HaSulam escreve que embora esta terra seja dada ao povo de Israel após 2.000 anos de exílio, é possível que o Criador (natureza) a retire novamente de nós se não nos conformarmos com isso.

Isso significa que temos um certo período para nos corrigirmos? De que período estamos falando?

Resposta: Não posso dizer com certeza, mas possivelmente é um período limitado e bastante curto. Precisamos começar a trabalhar em nós mesmos, na nossa conformidade com a terra de Israel sobre a qual, aliás, está escrito em nossas leis: que tipo de terra é essa, como tratá-la, que tipo de gente deveria morar aqui. Ou seja, judeus.

Ou seja, os judeus devem mudar suas intenções e desejos da recepção à doação. Se trabalharem em si mesmos dessa maneira, podem continuar a viver nesta terra e desfrutar de seus frutos. Mas se isso não acontecer, a terra, como está escrito, vomitará seus habitantes.

Pergunta: Na verdade, o último exílio durou 2.000 anos, um longo período. Por que demorou tantos anos?

Resposta: A questão é que precisamos entender como existimos, que tipo de exílio é, e o que significa sair dele, assim como sair do Egito. Em primeiro lugar, precisamos entender o exílio em si, o que é, e só então estaremos prontos para isso.

Na verdade, ainda estamos no exílio hoje. Não somos considerados como existindo na terra de Israel porque ela simboliza o desejo que é dirigido ao Criador, e nossos desejos ainda não foram dirigidos a Ele. Pelo contrário, estamos no estado oposto.

Pergunta: O fato de o povo de Israel existir aqui por mais de 70 anos é apenas um sinal, um símbolo de algo?

Resposta: Não significa nada de especial. Isso, é claro, é um símbolo, mas com certeza ainda não é uma definição espiritual do estado das pessoas e da terra.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 21/01/21

Da Terra De Canaã À Terra De Israel

747.01Pergunta: Antes da terra de Israel ser chamada de Eretz Israel (“Eretz da palavra “Ratzon, desejo; “Israel”, “Yashar Kel, direto ao Criador), era chamada de Canaã, da palavra “Ahnaa”, menosprezar-se. O que exatamente uma pessoa menospreza?

Resposta: Menosprezar é uma qualidade preliminar que deve estar presente nesta terra, neste desejo. Para que o desejo seja direcionado para a doação, amor e conexão, deve passar pelo estado de Ahnaa, a supressão de seu egoísmo.

O estágio preliminar da supressão do egoísmo, sua preparação para ações altruístas superiores, é chamado de Ahnaa ou Canaã.

Antes de uma pessoa entrar na Terra de Israel, ela deve diminuir seu egoísmo. Portanto, a princípio, esse pedaço de terra se chamava Canaã e depois ficou conhecido como a Terra de Israel.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 21/05/21

“Israel Está Tecnicamente Se Tornando Um Estado De Apartheid?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Israel Está Tecnicamente Se Tornando Um Estado De Apartheid?

Não estou interessado em todos esses rótulos que as pessoas aplicam a Israel. Minha visão de Israel é guiada exclusivamente por fontes Cabalísticas autênticas que venho estudando há mais de quarenta anos.

No entanto, levando em consideração a grande quantidade de árabes na sociedade israelense que compartilham direitos iguais aos cidadãos israelenses, que você encontrará estudando em universidades e em toda uma gama de profissões respeitadas, como advogados e médicos, eu não consideraria Israel um Estado de Apartheid. O Apartheid é algo completamente diferente.

No entanto, as várias categorias em que as pessoas colocam Israel não importam para mim. O que importa é a necessidade crescente do povo de Israel de perceber seu papel no mundo: de se unir (“ame o seu próximo como a si mesmo”) e ser um canal para a unidade se espalhar pelo mundo (“uma luz para as nações”).

Se o povo de Israel observasse essa condição, tanto o povo de Israel quanto o mundo experimentariam um novo tipo de harmonia, paz e felicidade em suas vidas. Se o povo de Israel falhar em fazer qualquer movimento em direção a mais unificação entre si, a atitude em relação a Israel continuará piorando.

Se você definir Israel como um estado de “Apartheid” ou “terrorista”, não faz diferença porque isso não mudará a realidade. O que importa é a nossa atitude para com a lei da natureza que tudo determina: aprender como ela determina tudo e como somos em relação a ela.

Eu preciso perceber que, como judeu, acendo o ódio que os outros têm por mim. Em outras palavras, se eu não conseguir me conectar positivamente com os outros, começando por uma conexão positiva com o povo de Israel, estimulo o enorme ego humano – o desejo de desfrutar às custas dos outros – que traz divisão e ódio para humanidade. Consequentemente, o sentimento negativo em relação a Israel e ao povo judeu cresce de um dia para o outro, levando a decisões que são baseadas neste ódio crescente. Portanto, o que devo lutar se eu mesmo suscito esse ódio contra mim?

Tudo o que vejo nesse estereótipo negativo de Israel é que deixamos de agir como devemos. Não atribuo nada aos críticos e odiadores de Israel. Se o povo de Israel operasse de acordo com o que o tornou o povo de Israel para começar – um grupo que visa aumentar a unidade de acordo com “ame o seu próximo como a si mesmo” a fim de espalhar unidade e amor para o mundo – o mundo responderia positivamente a Israel. Ao se unir e gerar uma força positiva entre si, os povos em todo o mundo sentiriam uma sensação muito mais harmoniosa, equilibrada, feliz e confiante emergir dentro deles, uma miríade de problemas e crises diminuiriam, e a atitude em relação a Israel também se inverteria de uma cada vez mais negativa — como é atualmente — para aquela que respeita e ama as pessoas que trazem unificação e bondade para o mundo. As nações do mundo são como uma sombra das ações do povo de Israel.

“A nação israelense seria uma ‘transição’. Isso significa que na medida em que Israel se purifica … eles passam seu poder ao resto das nações” – Cabalista Yehuda Ashlag (Baal HaSulam), “O Amor do Criador e o Amor dos Seres Criados”.

Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Desejos Israel E Yechudim

571.03Pergunta: Existem desejos como Israel e Yechudim dentro de uma pessoa. O que são?

Resposta:Yechudim” vem da palavra “Yechud” (unidade) – quando tentamos nos unir; Israel, Yashar-Kel (direto ao Criador) – quando estamos indo em direção à meta.

São diferentes nuances dependendo do que estamos fazendo no momento. Cada pessoa tem essas propriedades, dependendo de como as destacamos a cada segundo.

Israel sai do Egito porque está cada vez mais unido. Quando eles se unem, se tornam Yechudim. Os estágios de ascensão determinam o nome da pessoa e da ação.

Pergunta: Todas essas características aparecem em uma pessoa que começa a estudar Cabalá?

Resposta: Sim, em todo mundo. O fato é que, à medida que estamos nos desenvolvendo, todas as muitas propriedades e circunstâncias se somam em nós em uma imagem integral e isso não parece quantitativamente. Por exemplo, agora estou em uma sala onde há muitos objetos, todos os tipos diferentes deles, mas os vejo como uma imagem. Eu entendo tudo isso, eu sei, estou familiarizado com isso.

Pergunta: Preciso saber e entender todos os detalhes?

Resposta: Não, você os conhecerá e os compreenderá. Mas depende de qual forma, mais ou menos, na medida em que a raiz de sua alma precisa estar conectada com a fonte, com o Criador.

Pergunta: Noventa por cento das pessoas não sabem como ocorrem todos os processos do mundo. Não é assim na espiritualidade? Espiritualmente, devo saber tudo?

Resposta: Não. Assim como em nosso mundo, o principal para mim é me sentir confortável egoisticamente a cada momento, então no mundo espiritual, o principal para mim é me sentir confortável altruisticamente a cada momento. Ou seja, produzir o máximo retorno nas propriedades que aparecem a cada segundo.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 22/04/19

Tribunal Penal Internacional De Haia Contra Israel

293Nas Notícias (AssociatedPress): “O Tribunal Penal Internacional disse sexta-feira que a sua competência se estende aos territórios ocupados por Israel na guerra de 1967 no Oriente Médio, potencialmente abrindo caminho para seu promotor-chefe abrir uma investigação de crimes de guerra nas ações militares israelenses. …

“O promotor-chefe do TPI, Fatou Bensouda, disse em 2019 que havia uma “base razoável” para abrir uma investigação de crimes de guerra em ações militares israelenses na Faixa de Gaza, bem como atividades de assentamento israelense na Cisjordânia ocupada”.

Comentário:  Isso está acontecendo enquanto milhares de pessoas estão sendo mortas na Síria e ninguém sabe o que está acontecendo no Líbano. Veja o que está acontecendo no mundo!

Minha Resposta: É a única coisa que as pessoas menos entendem, mas o que deve ficar claro é que, quando se trata de exigências, os judeus são naturalmente considerados uma ordem de magnitude mais elevada do que qualquer um, um padrão espiritual mais elevado. Isso porque, a partir de sua internalidade, de sua preparação interna, os judeus devem se comportar de forma que nada disso aconteça no mundo.

Mas se acontecer, de quem é a culpa? Dos judeus! Não há dúvidas sobre isso! Se algo de ruim acontece no mundo, a culpa é dos judeus! E precisamos concordar com isso.

Pergunta: Essa é a sua afimração?

Resposta: Esta é a minha afirmação, porque caso contrário não há resposta para quem somos. No final, precisamos explicar quem somos para nós mesmos. Por que tentamos constantemente dizer que somos como os outros, enquanto os outros dizem, não, você não é como todo mundo? Eles nos dizem que têm uma exigência especial de nós, que temos um certo método de correção para a humanidade, mas não o mostramos a ninguém. Não o implementamos em nós mesmos e, finalmente, todos os problemas e todo o sofrimento que a humanidade sofre são na verdade nossa culpa.

Não é apenas nossa culpa, mas o resultado de nosso desrespeito a tudo o que acontece ao nosso redor. Precisamos apreciar e compreender nossos poderes, nosso papel, nossas capacidades e a dependência de toda a humanidade de nós.

Como uma pessoa que estuda o estado geral da natureza, a providência, o plano da natureza e tudo o que a sabedoria da Cabalá fala, a metodologia interna original do povo judeu e da humanidade como um todo, eu diria que basicamente concordo com esta abordagem. Não há nenhum lugar para onde possamos escapar. É a lei da natureza! Portanto, é inútil resistir a ela.

O Tribunal Penal Internacional de Haia? Haverá milhares de outros tribunais diferentes e as consequências de suas decisões serão todas sombrias para nós.

Pergunta: Existem apenas inimigos ao nosso redor e precisamos nos defender?

Resposta: Precisamos nos comportar de forma que haja apenas amigos ao nosso redor.

Comentário: Isso provavelmente seria preferível.

Minha Resposta: Não que seja preferível, mas devemos!

Comentário: Mas enquanto isso …

Minha Resposta: Não há meio-tempo! Devemos começar a entender como a natureza é construída, como o plano é construído, como toda a humanidade está se movendo, como ela é administrada por uma lei única e o que temos que fazer a respeito. Temos a capacidade de influenciar tudo!

Pergunta: Isso significa que devemos começar agora?

Resposta: Claro! Devíamos ter começado há milhares de anos.

Pergunta: Então essa bagunça global não teria acontecido?

Resposta: Sim. Qual é o propósito de todo o sofrimento?

Comentário: Eu sei sua resposta.

Minha Resposta: Não há nenhum lugar para onde possamos escapar! Mas eu vejo como, em resposta ao que escrevo e tento explicar aonde quer que eu vá, as pessoas me rejeitam. Os judeus ignoram isso! Nós simplesmente precisamos concordar, concordar com a lei da natureza que esteve bem diante de nossos olhos por muito tempo, sobre a qual os Cabalistas escrevem, e não apenas os Cabalistas.

Não há concessões nas leis da natureza. Precisamos entender que ou operamos como devemos de acordo com a natureza, ou a natureza opera sobre nós.

Pergunta: O que devemos fazer para que todos sejam nossos amigos?

Resposta: Precisamos nos conectar entre nós. Ao fazer isso, não precisaremos depender de ninguém! Ninguém precisa nos ajudar a fazer isso. Precisamos apenas estabelecer a conexão certa entre nós. Para nos unirmos, para estabelecer um estado normal, do qual ninguém vai querer fugir, para se sentir como uma nação, para ascender acima da divisão e então tudo ficará bem!

Pergunta: No mundo?

Resposta: Tanto para nós quanto para o mundo.

Pergunta: Você está falando sobre este pequeno ponto chamado Israel?

Resposta: Claro, apenas sobre isso. Não precisamos nos preocupar com mais nada no mundo. Tudo acontecerá no mundo como resultado do que acontecer neste ponto, e assim será no Tribunal Penal Internacional de Haia.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 23/12/19