Uma Grande Chama

laitman_214.01De acordo com o desejo da força superior, todas as pessoas devem se unir em um corpo espiritual. Foi assim que fomos inicialmente criados e depois quebrados, para que pudéssemos restaurar nossa conexão por meio de nossas próprias buscas, esforços e ajuda mútua. Por causa disso, nós entenderemos nosso lugar no sistema comum, a conexão exata das peças desse quebra-cabeça, as peças de Lego espalhadas e todas as vantagens dessa conexão.

Se não houvesse quebra nem necessidade de restaurar a conexão, seríamos capazes de sentir apenas a existência primitiva, a menor Luz nos níveis inanimado, vegetativo e animado. Nós, no entanto, seríamos incapazes de alcançar o nível do homem, Adão, semelhante ao Criador, a força superior, eterna e perfeita.

Devemos, portanto, passar por um processo muito complexo de desenvolvimento. No início, apenas poucos escolhidos foram capazes de compreender a ideia de unidade e correção nas vinte gerações que se seguiram a Adão, o primeiro homem que revelou a força superior há quase seis mil anos atrás, a Abraão. Abraão já começou a formar grupos, dezenas que superaram seu egoísmo. Hoje, nós continuamos a trabalhar em nossa conexão com a mesma metodologia.

Em essência, Abraão começou a construir a sociedade humana, uma nação especial na qual todos estão conectados. Eles queriam revelar o Criador, a força superior dentro de sua unidade, que os satisfaria e os levaria à compreensão mútua completa com o Criador.

Também aspiramos a revelar a força superior para entender o que está acontecendo: o que o Criador deseja de nós e o que queremos Dele. A correção final da quebra é que todas as pessoas do mundo, toda a humanidade, estarão unidas em um único grupo.

Se até mesmo alguns grupos se unirem dessa maneira, todos os outros se juntarão a eles. O Criador completará este trabalho; a principal coisa para nós é começar essa conexão, como o catalisador de uma reação química. Nós vivemos em um sistema integral, então se um grupo pode alcançar a conexão integral, esta força afetará a todos e todos se unirão e revelarão o Criador, e alcançarão o fim da correção.

Nós participamos de workshops, examinando questões nas dezenas. O mais importante não é ser esperto, mas ter como objetivo a conexão. O trabalho nas dezenas consiste em absorver os desejos, perguntas e sentimentos de cada amigo sentado à minha frente. Não importa quão bem entendamos a resposta para a pergunta, o principal é expandir nossa percepção espiritual, nosso Kli, absorvendo todos os pensamentos de nossos amigos.

Eu não os critico, quero absorver todos os seus pensamentos e desejos, absorvê-los em mim mesmo. É assim que eu expandi meu Kli e me tornei adequado para preenchê-lo com a Luz superior. É assim que expandimos o Kli de todos, construímos um desejo comum mais complexo e, no final, alcançamos semelhança com a Luz superior e nos tornamos um todo. Tendo alcançado a conexão mínima, podemos revelar a Luz mais fraca, Nefesh, mas já começamos a sentir o Criador, a eternidade e a perfeição, a Luz superior.

Como um homem míope que, ao remover os óculos, vê contornos embaçados de pessoas, também chegamos a revelar o mundo superior, pelo menos em seus contornos gerais.1

Da Convenção Mundial de Cabalá “Dia Um” 19/2/19 , Lição 1, “Uma Grande Chama”
1 minuto 5:30

Comente