Por Que Precisamos Desse Mundo Imaginário?

laitman_423.02Nós sabemos da sabedoria da Cabalá que toda a realidade está dentro de uma pessoa. Não há o corpo no qual nos vemos; não há o “nosso mundo”.

Tudo o que sentimos em nossos cinco órgãos sensoriais existe apenas dentro do nosso órgão cumulativo de percepção chamado “desejo de desfrutar”, e dentro dele, parece-nos que existimos nesta realidade ilusória. A sabedoria da Cabalá chama essa realidade, que imaginamos, de imaginária.

Baal HaSulam escreve no “Prefácio ao Livro do Zohar”, item 34 “Tome nosso sentido da visão, por exemplo: nós vemos um amplo mundo diante de nós, maravilhosamente preenchido. Mas, na verdade, vemos tudo isso apenas no nosso próprio interior. Em outras palavras, há uma espécie de máquina fotográfica em nosso rombencéfalo, que retrata tudo o que aparece para nós e nada fora de nós.

“Por isso, Ele criou para nós lá, no nosso cérebro, uma espécie de espelho polido que inverte tudo que é visto lá, de modo que vamos vê-lo fora do nosso cérebro, na frente do nosso rosto”.

Todos os tipos de fenômenos ocorrem no meu cérebro e no meu coração. Todos eles caem na lente e esta lente projeta o que está dentro de mim externamente. Então eu vejo pessoas e toda a natureza (inanimada, vegetativa e animada) diante de mim – o mundo inteiro. Mas o que estou vendo? Eu vejo o que está acontecendo em mim.

Cada um de nós faz isso. Se eu me dirigir a alguém, estou me voltando para alguém que está dentro de mim, que aparentemente aparece diante de mim.

Isso significa que eu devo corrigir a mim mesmo e minha atitude com o Criador. Mas não posso fazer isso diretamente ao Criador; só posso fazê-lo através da imagem que aparece diante de mim. É assim que agimos.

Mas uma pessoa é integral – tudo está dentro dela.

No artigo “Ocultação e Revelação da Face do Criador”, Baal HaSulam explica como o mundo que aparece diante de uma pessoa muda dependendo das qualidades dela. Uma pessoa muda suas qualidades internas e depois sua projeção fora muda. De acordo com essa imagem que suas qualidades projetam através da lente para fora, ela pode entender o quanto as está corrigindo.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 31/12/17, Escritos do Baal HaSulam, “Ocultação e Revelação – 1”

Comente