Vivendo Num Caixão

laitman_547_06Comentário: A Coreia do Sul é detentora do recorde na taxa de suicídio causado por depressão e estresse no local de trabalho.

Consequentemente, eles inventaram uma espécie de serviço funeral: no início do dia de trabalho, os trabalhadores leem cartas de despedida dizendo quão boa foi a sua vida com seus entes queridos e, depois, abrem um caixão e se deitam nele, cada trabalhador com sua fotografia, deitando-se lá chorando.

Um dos coreanos escreveu: “Depois dessa experiência, eu percebi que tenho que tentar viver de forma diferente; sair do caixão da minha vida. Eu percebi que tinha cometido muitos erros e espero ser capaz de amar meu trabalho e passar mais tempo com minha família”. Nós devemos prestar atenção no que ele diz, e ao fato de que seu trabalho ainda vem em primeiro lugar.

Resposta: Será que a sabedoria da Cabalá diz que a pessoa deve se sentar e pensar sobre como sua vida vai acabar? Isso vai acabar em nada. Para que ela está vivendo? A fim de experimentar alguns pequenos prazeres de vez em quando? Para que?

A pessoa deve ter uma forte motivação para viver. Ela deve ter um sentido na vida; deve ter um objetivo. E nós temos que descobrir tudo isso.

Os gerentes de fábricas na Coreia do Sul estão tentando de alguma forma estimular e motivar seus trabalhadores, porque querem espremer mais deles. O que lhes importa se os trabalhadores morrem depois?

Pergunta: Porém, por que a depressão é tão comum lá?

Resposta: Devido à natureza dessa nação. Eles são mecânicos. Além disso, a concorrência é alta lá e eles são preparados para isso desde a infância.

Comentário: Você considera a concorrência negativamente?

Resposta: A concorrência deve ser dirigida não para se ter sucesso nessa vida e para atingir o nível de diretor de empresa, chefe de departamento, ou chefe de gabinete, e, assim, ter orgulho disso.

Pergunta: Como você estimularia e motivaria os trabalhadores numa fábrica coreana?

Resposta: Eu os motivaria de forma diferente, mas para fazer isso eles precisam ser desenvolvidos, ou seja, reunindo-os em equipes e cada equipe recebe uma tarefa de modo que todos são responsáveis ​​uns pelos outros e se ajudam.

A importância do objetivo comum irá ajudá-los a ser incorporados um no outro e, assim, ter um objetivo corpóreo comum, vai levá-los a encontrar um objetivo espiritual comum. Logo, o mundo inteiro vai agir dessa maneira.

Pergunta: Por que os coreanos não tentam isso?

Resposta: Eles ainda não estão maduros o suficiente para isso.

Pergunta: Você acredita que o sucesso de cada planta coreana realmente depende da unidade e não da concorrência?

Resposta: A concorrência não vai suportar muito mais, e as pessoas vão se acostumar com esses serviços funerários. Não importa, a pessoa também se acostuma a morrer.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 15/12/15

Comente