Não Podemos Viver Sem Dormir

Laitman_049_01Pergunta: Existe algum significado especial em nossos sonhos?

Resposta: Geralmente, os sonhos estão conectados às nossas experiências anteriores ou aos nossos desejos e objetivos inconscientes e secretos que sequer suspeitamos que temos. No entanto, existem sonhos que revelam o nosso futuro.

Eu me lembro de uma vez ter tido um sonho antes de realizar um teste. O sonho mostrou vividamente a situação que mais tarde aconteceu na realidade. Anteriormente, eu tinha uma capacidade de prever as coisas. No entanto, não somos capazes de usar essas informações, nem podemos revelar esse tipo de conhecimento aos outros. Portanto, nossas revelações passivas são inúteis.

Você não tem força ou desejo de falar sobre esse tipo de informação, como se ela estivesse trancada dentro de você. Em algum momento, eu previ o que aconteceria com as pessoas perto de mim como se conhecesse o cenário de suas vidas. Ainda assim, não podia lhes dizer nada. No entanto, as coisas que eu previ aconteceram depois.

A Cabalá não decifra sonhos, uma vez que eles pertencem à materialidade. Nosso corpo é apenas um “animal”. Todos os animais veem sonhos. As crianças pequenas têm constantemente sonhos. Sonhos as ajudam a crescer.

Normalmente, a nossa vida consiste de situações superficiais, óbvias e habituais que não têm qualquer novidade. Todos os nossos dias são iguais. É por isso que vemos sonhos que nos empurram para o nosso verdadeiro papel, maior no futuro. Os sonhos promovem as nossas sensações e inteligência. Eles nos preparam para a próxima fase.

Os sonhos nos ajudam a lidar com os estados que estão nos esperando no futuro, nossas subidas espirituais. Sem sonhos, a nossa vida seria muito monótona e seria semelhante a vida dos animais. Nós viveríamos de acordo com a rotina: acordar de manhã, ir trabalhar, voltar para casa, jantar, assistir a um programa de TV bobo e ir para a cama. Nada além disso!

Nós podemos até dizer que nos sonhos as pessoas se tornam conectadas por um pensamento comum, uma força conjunta, um desejo, mesmo que seja de natureza material. É assim que crescemos.

É por isso que pequenas criaturas primitivas nunca dormem e podem ficar acordadas dia e noite. Elas só têm ciclos sazonais que estão conectados com as estações do ano. Os animais mais complicados seguem o mesmo padrão de sono, como os seres humanos.

Não é por acaso que não podemos viver sem dormir. Depois de várias noites sem dormir uma pessoa perde sua mente. Nosso cérebro é incapaz de funcionar sem uma pausa para o sono. Por quê?

Não temos outra oportunidade de fazer a transição de um estado para outro sem separá-los por um estado de sono. Este fenômeno pode ser explicado em termos da Cabalá. O estado de despertar é chamado de “GAR” (a parte Superior). Neste estado, nós permanecemos ativos e acordados. Nós recebemos e doamos, trocamos informações sensoriais e intelectuais com o nosso meio.

No entanto, para fazer a transição entre os estados ativos, nós precisamos de uma pausa de sono. O estado de dormir é a parte inferior de um nível, chamado VAK. É um estado de desaparecimento da Luz de Hochma. É uma parte de um estado maior. Não é verdade que as pessoas se transformam em animais enquanto estão dormindo. Elas ainda são seres humanos num estado de sono. Não importa se vemos sonhos ou não. A principal coisa é que os sonhos “passam por” nós.

É por isso que nós acordamos prontos para um novo dia. A natureza “prepara as ferramentas” em nós enquanto dormimos, que necessitaremos para cumprir a nossa próxima tarefa.

Não é por acaso que as pessoas dormem 8 a 10 horas por dia. Aqueles que dormem menos de 6 a 7 horas, se sentem mal. A falta de sono suficiente pode se tornar um obstáculo espiritual. O sono e os sonhos à noite são puramente um fenômeno material que faz parte do nosso egoísmo. Não há nada de espiritual neles.

Pergunta: Será que nós estamos sob o poder do egoísmo, mesmo quando estamos dormindo?

Resposta: É claro! Em poder de quem mais? Nosso corpo, todos os seus sistemas, são egoístas. Só porque nós dormimos, isso não significa que estamos nos movendo rumo à espiritualidade. É impossível adquirir subitamente a propriedade de doação e amor dos nossos vizinhos. O fato de não possuirmos a qualidade de doação significa que ainda pertencemos a este mundo material. A única diferença entre a materialidade e a espiritualidade é a intenção: se agimos para o nosso próprio benefício ou para o benefício dos outros.

De KabTV “Uma Nova Vida” 11/01/15

Comente