Atual Produção De Alimentos Ameaça A Futura Escassez De Alimentos

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (The Independent): “O mundo entrou numa era de pico de produção de comida, com uma série de artigos de consumo, desde milho e arroz a trigo e frango desacelerando o crescimento – com consequências potencialmente desastrosas para a alimentação do planeta.

“Nova pesquisa descobre que a oferta de 21 artigos de consumo, como ovos, carne, legumes e soja, já está começando a se reduzir a dinâmica, enquanto a população mundial continua a aumentar.

“O pico de produção refere-se ao ponto no qual o crescimento de uma cultura, ou de um animal, ou de outra fonte de alimento, começa a desacelerar, em vez do ponto em que, na verdade, a produção diminui. No entanto, ele é considerado como um sinal chave de que a dinâmica está sendo perdida e é normalmente apenas uma questão de tempo antes da produção deixar de progredir e, em alguns casos, começar a cair – embora não esteja claro quanto tempo o processo possa demorar.

“‘Apenas nove ou 10 espécies de plantas alimentam o mundo. Mas nós descobrimos que há um pico em todos esses recursos. Mesmo recursos renováveis ​​não vão durar para sempre”, disse Ralf Seppelt, do Centro Helmholtz.

“O pico simultâneo de culturas e gado vem de encontro a um pano de fundo de uma população em crescimento, que deve chegar a nove bilhões em 2050, exigindo que o mundo produza o dobro de comida que agora, de acordo com um estudo separado pela Academia de Ciências da Califórnia.

“‘Essa trajetória [da necessidade de dobrar a produção de alimentos] não é uma certeza, mas mais um aviso. Isso significa que temos que mudar a forma de comer e usar o alimento”, disse Jonathan Foley, diretor da Academia de Ciências da Califórnia”.

Meu Comentário: Quando há excesso de produção de alimentos no mundo e o único problema é a distribuição correta, a natureza vai nos levar para frente para a correção do nosso egoísmo por todos os meios possíveis: fome, clima, militar, social, terrorista, família, e todos os outros problemas. Surgirão tais problemas, cuja existência sequer suspeitamos.

Comente