É Assim Que O Método É Criado

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nós estamos realizando círculos integrais (workshops de conexão), mas não usamos formas externas de informação (tais como publicidade e marketing). Isso tira as pessoas do grupo, porque elas não concordam com a forma de disseminação, embora concordem com o caminho. Nesta junção um problema é criado: a pessoa quer expressar suas necessidades, mas não recebe o feedback do grupo.

Resposta: A nossa forma de disseminação muda o tempo todo. Se você me perguntar, eu também não sei de que forma vamos disseminar amanhã, pois isso não está escrito em nenhum lugar. A sabedoria da Cabalá é uma ciência puramente prática.

Um indivíduo com o nome de Adão, de repente descobriu o sistema do mundo 5774 anos atrás. Ele descobriu suas conexões mútuas e a maneira em que é possível entrar na integralidade abrangente e atingi-la de forma cada vez mais profunda.

Ele e outros depois dele descreveram isso, e o que eles não descreveram resta a nós descobrir e descrever. Você deve entrar no estado espiritual ao atingir o sistema interno da natureza e descrever a conexão mútua entre todas as suas partes.

Atualmente, nós estamos num estágio sobre o qual nem Adão nem Abraão, nem ninguém no mundo, conheceu ou ouvi. Pode parecer que nós questionamos quem somos nós em comparação com aqueles grandes cientistas que descobriram as profundezas da natureza. No entanto, o que estamos fazendo hoje não estava sob o controle deles.

Portanto, por nós mesmos, a partir de nossas experiências e avançando como se estivéssemos numa névoa, nós descobrimos tudo através do método de tentativa e erro. Cada vez nós descrevemos nossos passos, e depois disso nós os anulamos e os descrevemos uma e outra vez de forma mais correta. É assim que toda ciência se desenvolve.

Este é o verdadeiro caminho e não é necessário sofrer, fugir, e se envergonhar dele. Eu continuo repetindo em lições que, nesse meio tempo, eu não sei como ir na direção certa, porque isso ainda não havia ocorrido no mundo! Não houve uma correção do ponto mais baixo do nosso mundo, onde um grupo inteiro alcança a espiritualidade.

Isso aconteceu uma vez no grupo de Rabi Shimon e seus alunos, que escreveram O Livro do Zohar e apenas num embrião, um broto.

Só agora em nosso estado, em toda a bagunça que está acontecendo ao nosso redor, nós temos que começar a criar e descrever o nosso método. Portanto, eu exorto todos o tempo todo: “Escrevam!” Não apaguem nada antigo, deixem que os outros aprendam com seus passos, como vocês percorreram, como errarram, e como descobriram algo novo, e novamente o corrigiram.

Nós precisamos dar às pessoas a sabedoria da conexão para que ela se espalhe como fogo, o que já está acontecendo. Nosso projeto é o maior. Vocês não devem se distrair com bobagens. Nós precisamos estar envolvidos com isso, onde continuamente ampliamos o nosso trabalho, a nossa missão. Tudo começa a partir disso.

De uma Conversa na Convenção em Sochi 09/06/14

Comente