Espaço de Viver

Devemos imaginar o mundo espiritual como um vácuo vazio. Num dos lados deste vácuo vazio está a pessoa, e em seu outro lado está o Criador, e dentro deste vazio que nos separa, começamos a construir todos os tipos de conexões, perfis e formas que nos conectam com o Criador.

Nós preenchemos este espaço com os nossos pensamentos, desejos e intenções em relação ao Criador, com todos os tipos de observações sobre a força do desejo: Shoresh (0), Aleph (1), Bet (2), Gimel (3), Dalet (4). Isso significa que nós construímos seções diferentes dentro deste espaço, formas mais perto do Criador, como uma espiral interna, cubos, pirâmides e todos os tipos de formas geométricas.

Todas estas formas são construídas a partir do pensamento, a nossa intenção de alcançar o Criador, com todos os tipos de meios, já que em todo fenômeno, quatro fases são encontradas, todas as restrições. Entretanto, não estamos preparados para superá-las, de modo que elas criam a forma de HaVaYaH.

Entretanto, após chegarmos ao término da correção, todas essas formas distintas desaparecem na medida em que são conectadas em uma forma integral, que preenche este espaço com uma conexão infinita com o Criador, que não está mais em várias formas distintas, mas unido em um todo.

[130307].

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabala de 16/3/14, O Zohar

Comente