“A Revolução Circular”

Dr. Michael LaitmanOpinião (Frans van Houten, CEO da Royal Philips): “Hoje, o mundo precisa de uma mudança de paradigma similar. Mas desta vez é o modelo econômico vigente que deve ser transformado… O problema é que o mundo há muito tempo manteve um foco míope na produção e consumo de bens o mais barato possível. O resultado é uma economia linear baseada na rápida utilização, eliminação e substituição de mercadorias.

“Manter o modelo atual exigiria recursos ilimitados, de fácil acesso e espaço infinito para os resíduos – algo que é claramente impossível. De fato, as consequências de nossa economia descartável – emissões vertiginosas de CO 2, fluxos incontroláveis de resíduos, e a dificuldade crescente de extrair recursos, para citar alguns – já são aparentes.

“Para encontrar uma alternativa sustentável, a pessoa só precisa olhar para a natureza, onde nada é desperdiçado… Isto requer uma nova geração de materiais, bem como processos de produção e desenvolvimento inovadores. Isso também exige novos modelos de negócios, um conceito redefinido de propriedade e uso legal, novas regras de concurso público e estratégias inovadoras de financiamento. Finalmente, uma economia circular exige uma logística adaptativa e uma cultura de liderança que envolva o novo sistema e recompense o progresso para estabelecê-lo…

“Mas as empresas não podem transformar a economia sozinhas. A fim de mudar a ênfase das empresas de minimizar os custos iniciais para maximizar o valor total, garantindo simultaneamente a proteção da saúde e bem-estar das pessoas, os governos devem mudar seus processos de licitação através da implementação de requisitos para a circularidade, ajudando assim a impulsionar a demanda por novas soluções.

“Ao mesmo tempo, os consumidores devem estar abertos para o uso de produtos que eles não possuem. Porque a economia circular é inerentemente sistêmica, ela só pode ter sucesso se todas as partes interessadas projetarem, criarem, e forem donos dos produtos e serviços em conjunto. …

“Como todas as grandes transições na história da humanidade, a mudança de uma economia linear para uma circular será tumultuada. Ela contará com pioneiros e opositores, vitórias e derrotas”.

Meu Comentário: Os capitalistas nunca vão mudar o seu objetivo: o máximo de lucro de qualquer forma. Nosso egoísmo não pode pensar em outra coisa. A transição para a economia integral, onde as necessidades são produzidas apenas numa forma ambientalmente amigável, só é possível através da reeducação dos capitalistas, seja voluntariamente (explicando a sua necessidade) ou contra a sua vontade (através do sofrimento e crises).

Comente