Uma Carta Para O Amado No Fronte

Dr. Michael LaitmanPergunta: Como podemos conectar o que estudamos no TES sobre Malchut que eleva MAN a Zeir Anpin, a oração da qual se inicia o nascimento espiritual, à Convenção das Mulheres?

Resposta: É verdade, tudo começa com a carência, a deficiência feminina; esta é a verdadeira carência, a carência de Malchut. ZeirAnpin simboliza o masculino e Malchut, Nukva, simboliza a mulher.

Nós estamos esperando que um forte desejo geral seja acumulado e reunido nas mulheres nesta conexão, acima de todas as diferenças e do individualismo. Nós esperamos que as mulheres ajudem umas às outras a se conectar e sejam capazes de aumentar a sua deficiência geral tão alto que esta será sentida no sistema espiritual.

Se isso for sentido e revelado no sistema geral, então nós, homens, também vamos sentir. Eu pedi para as mulheres escreverem uma carta com um pedido, com uma demanda, com um apelo da Convenção das mulheres à Convenção dos homens, mas, na verdade, no mundo espiritual, realmente não importa se este pedido é expresso por escrito; o mais importante é que ele será incorporado no sistema do desejo geral da criação, da realidade geral.

A carta, no entanto, pode acelerar essa doação e trazê-la em conjunto, uma vez que não nos obriga a responder; vamos esperar que recebamos um impulso muito forte da Convenção das mulheres, um estímulo, uma demanda para atrair a Luz que Corrige.

Se tentarmos alcançar a Luz de acordo com a solicitação das mulheres, teremos uma forma muito próxima da doação em comparação com a forma que poderíamos criar por conta própria. As mulheres podem até mesmo pedir egoisticamente para si para ajudá-las a se conectar e atingir a espiritualidade. Mas quando esse desejo é destinado à doação e conexão, pelo menos um pouco é conectado à sabedoria da Cabalá e incorporado no homem; ele já o aceita como um desejo espiritual, uma vez que já é uma demanda externa. Assim, ao satisfazer esta demanda, nós criamos um ato espiritual muito mais forte do que se tentássemos criá-lo por nós mesmos, para nós mesmos.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 09/01/13, “Introdução ao Estudo do os Dez Sefirot

Comente