Todas As Sementes Vão Finalmente Crescer

Dr. Michael LaitmanPergunta: Baal HaSulam escreve que enquanto estamos no estado de ocultação nós permanecemos no mundo de Assiya. Como ele é diferente do nosso mundo material?

Resposta: Na corporeidade, nenhum de nós jamais pode dizer a diferença entre dar e receber. Nós nunca nos associamos com Lo Lishma (para o seu próprio benefício) ou Lishma (para o bem dos outros), nem sentimos a diferença entre o bem e o mal.

Diz-se que o mundo de Assia consiste basicamente do mal, o mundo de Yetzirah é metade bem e metade mal, e o mundo de Beria é principalmente bom. Quando a pessoa está presente em qualquer um desses mundos, ela é capaz de diferenciar entre o dar e o receber, enquanto que em nosso reino, não podemos ver qualquer diferença entre ambos.

Neste momento, nós estamos no nível mais baixo do mundo de Assia que não tem nada em comum com o mundo espiritual de Assia. Nós tentamos colocar o nosso mundo numa escala geral de mundos espirituais, já que não há nada, exceto a espiritualidade. No entanto, o nosso reino não tem um lugar na escada dos mundos espirituais. Ele é uma realidade ilusória que colocada no nível mais baixo possível, na parte inferior do mundo de Assia; é uma ilusão que produz a impressão errônea de que é possível existir dentro dos limites rígidos do desejo de receber, no egoísmo puro.

De maneira nenhuma é possível, embora a força superior mantenha a vida nesta corporeidade para nos dar a chance de permanecer vivo até que uma centelha espiritual sai de nós para a espiritualidade.

Neste mundo, há uma gota de sêmen espiritual, embora ela esteja “presa” neste reino material e não tenha liberdade para sair dela. Devido aos esforços aplicados por esta gota de sêmen para se libertar, no final ela sai deste mundo para a espiritualidade. Quando chega lá, esta centelha espiritual começa a se desenvolver ainda mais num novo reino.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 10/01/13, “Introdução ao Estudo das Dez Sefirot

Comente