O Bom Ambiente Para O Mundo

Dr. Michael LaitmanPergunta: Para nós, o ambiente é o grupo, os livros, e o professor. Qual é o ambiente certo para a população em geral?

Resposta: Nós somos. Um bom ambiente é o nível que é maior (superior) do que eu. Se eu me volto ao ambiente desde baixo (1) e valorizo os amigos, vendo-os como maior do que eu (2), eu recebo a correta impressão deles (3).

Hoje, o nível superior a nós é o professor, o grupo, e o estudo. Para as “nações do mundo” somos nós, a organização Bnei Baruch, em outras palavras, a garantia mútua.

No conjunto, existem três níveis: os países do mundo (99%), nós (1%), e o nível superior, que é o Criador. Assim, verifica-se que o nosso papel é o de ser a ligação: nós trabalhamos para sermos incorporados ao Criador e para encontrar uma conexão com Ele; por outro lado, para ajudar o mundo. Assim, Bina é também dividida em duas partes: as três Sefirot superiores (GAR) e as sete Sefirot inferiores (ZAT).

Pergunta: Como pode o 1% se tornar o ambiente para os 99%?

Resposta: O 1% é muito mais forte do que os 99%, porque é superior em sua qualidade. Diz-se: “Um justo é a base do mundo”.

Da mesma forma o nível vegetal na natureza está acima de toda a matéria inanimada do universo, e o nível animal é superior ao vegetal. É uma pirâmide: não importa o quão grande seja o rebanho, ele vai seguir um só pastor. A massa não tem nada a ver com a força ativa na realidade; bilhões de pessoas estão num nível muito fraco. Elas não têm força, estão confusas, e só estão dispostas a discutir, brigar e destruir o mundo; elas já esgotaram todas as suas criatividades.

Por isso se diz: “Vocês são os menores de todas as nações”. Alguns milhares são suficientes para o mundo e muito menos para administrar o mundo. Alem disso, os meios de comunicação globais foram realmente preparados exatamente para isso.

No geral um determinado plano foi preparado do Alto e nós temos que fazer o nosso trabalho e termos a certeza de que se o fizermos corretamente todo o mundo vai ficar bem.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 20/06/12 em Toronto, “O Shofar do Messias

Comente