Não Deixe Manchas Brancas No Tecido Da Correção

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se a correção começa com as pessoas que têm o “ponto no coração”, então porque é que nos voltamos para toda a humanidade agora?

Resposta: Nós atuamos em duas “frentes” paralelas, uma vez que as “nações do mundo”, que não têm o ponto no coração, nos darão as deficiências necessárias pelas quais vamos entender como corrigir a nós mesmos, a fim de estar adaptados a elas.

É como um casal que não é considerado uma família até que tenham filhos; eles não são uma família real, pois nada os une. Na verdade, eles ainda são crianças, apesar de estarem casados. É a prole que eles compartilham, a obrigação de educar seus filhos, que os torna pais.

É o mesmo conosco: se não tomarmos para nós a tarefa de ser o elo entre o Criador e as nações do mundo, não seremos capazes de ser “Israel”. Somente o cumprimento dessa missão nos dirige a Yashar-El, direto ao Criador. Portanto, nós temos que equilibrar o quadro completo, a fim de começar a nossa autocorreção. Uma vez que “primeiro pense, depois aja”, nós precisamos de todo o plano agora.

Não é por acaso que o Baal HaSulam foi à Polônia na década de 1930 para verificar se era possível despertar os trabalhadores locais para a correção, como se tudo estivesse perfeito na Terra de Israel e apenas os poloneses estivessem faltando. A imagem tem que ser a mais inteira possível. Nós não vamos entender como corrigir a nós mesmos se não sairmos às pessoas, tanto em Israel quanto em todo o mundo. Esta é também a forma como as crianças “ensinam” e equilibram seus pais. A conexão com aqueles que precisam de seus cuidados equilibra você e mostra como se organizar internamente.

Da 4a parte da Lição Diária de Cabalá 05/06/12,“A Arvut (Garantia Mútua)”

Comente