O mundo é redondo

Pergunta do Japão: Quais são as razões para o desastre que está acontecendo conosco? Segundo as previsões, há terremotos mais à frente para nós. Podemos impedir que esse tipo de evento ocorra aqui e em todo o mundo?

Resposta: Para responder a esta pergunta é preciso primeiro entender onde estamos. Estamos em um mundo redondo. Isto é o que a ciência da Cabala nos explica em a sua seção sobre “percepção da realidade.”

Não vamos esperar por provas dolorosas desse fato para tornar-se realidade no nosso mundo. Por meio de experiências dolorosas, estamos descobrindo que estamos todos interligados, que o mundo é global e integral, tendo um Efeito Borboleta, e assim por diante. Não vamos ter de aprender com os desastres que ocorrem constantemente, a fim de convencer-nos disso. Vamos, ao invés disso, aprender o mesmo via ciência da Cabala.

Até que a nossa experiência de vida sivra como meio de trabalho, pode ser tarde demais! Quantos tsunamis, terremotos e outros desastres precisam acontecer para ficarmos mais espertos? Vamos utilizar a ciência e a sabedoria. Está escrito: “Aquele que aprende é sábio.” Então o que o sábio aprende?

Sabemos pela ciência da Cabala que toda a realidade se faz sentir dentro de nós, porque é dentro de nós. Minha percepção se divide em cinco níveis. Três desses níveis são as minhas sensações internas:, alma-raiz e corpo. Elas me “vestem” internamente. Além disso, há detalhes externos da percepção que eu percebo externamente, fora de fora de mim: Vestuário e castelo. Este é o mundo inteiro fora de mim. A roupa é tudo dentro da área que o meu corpo e os sentidos podem alcançar, enquanto o castelo é distante, as coisas inatingíveis, ou em outras palavras, as coisas não estão sujeitos ao meu controle.

É assim que a realidade é dividida. Sua parte interna é chamada de Galgalta VE Einaym enquanto a parte externa se chama AHP. Essa divisão foi causada pela destruição espiritual, que é a razão pela qual sentimos apenas pouco do Galgalta VE Einaym dentro de nós e não temos sensação do AHP que é parte de nós. É assim que vamos dividir a nossa realidade até o fim da correção, quando Galgalta Einaym ve se unirá com AHP formando as dez sefirot.

Partir daqui, temos de tirar a seguinte conclusão – Sentimos tudo dentro do nosso Kelim. Pode ser um tsunami, a terra, ou o universo com todas as suas estrelas e galáxias. Tudo está dentro de mim, do meu desejo egoísta. É assim que o meu desejo é construído de forma em que eu percebo a realidade dividida em dois: “Eu interno” e “Eu externo” “Eu interno” é Galgalta veEinaym,a raiz, alma e corpo, enquanto o “Eu externo” é AHP, vestuário e do castelo, as duas categorias de percepção externa.

Várias mudanças ocorrem no meu Kelim interior e exterior. Olhando para as catástrofes naturais, é muito difícil entender por que esses dolorosos acontecimentos estão ocorrendo no Kelim externo em vez do Kelim interno. Por que essas mudanças influenciam uma parte específica da minha alma hoje, chamada de “o povo japonês”? Por que a catástrofe aconteceu com tantas pessoas?

Minha alma também inclui outras partes que eu percebo como meus amigos. Na realidade, elas não existem por si, mas como partes de mim nos meus olhos. Vai ser assim até eu completar a minha percepção e então tudo vai se unir em um todo, em um único desejo, soldados e inteiramente destinado à doação. Esta é a forma corrigida.

Sem ver a realidade a partir dessas posições, nunca seremos capazes de perceber corretamente o que está acontecendo, incluindo guerras, catástrofes, corrupção ou qualquer outra coisa. Nós nunca vamos ser capazes de justificar o criador ou entender como tudo está se movendo na direção da correção.

Entretanto, não seremos capazes de gerir sem ter a perspectiva correta das coisas, sem ter uma foto do mundo “redondo” que está dentro de uma pessoa e depende da sua correção. Não há nada fora de mim. Tudo é comigo. Esta é a minha terra, meu terremoto, meu Japão, minha Líbia, minha Israel, meu planeta, e meu universo. E tudo isso reflete minhas qualidades, que não estão corrigidas ainda.

Dda parte 4 da Lição Diária de Cabala, 13/3/2011
Material relacionado:
A Era da Mudança
No Caminho do Caos Para Harmonia

Comente