A Tsunami, nos recônditos de sua alma

Pergunta: Qual deve ser a nossa atitude para as catástrofes naturais que estamos testemunhando, assim como outros problemas?

Resposta: Estamos vivendo em um momento especial, quando o nosso egoísmo é o desejo de começar a mostrar o nosso desequilíbrio com a natureza em todos os seus níveis. O nível mais baixo da natureza é o inanimado, onde estamos agora revelando nosso desequilíbrio e desarmonia com a natureza em geral. E o mesmo vale para os seguintes níveis da natureza: vegetal e animal. Nós só não percebemos isso agora.

Estamos em uma crise terrível, uma “crise de relacionamento” com um anjo chamado de “Domem”(inanimado, bem como um anjo chamado de”Tzomeah”(vegetal), e o anjo chamado”Hai”( animal). Todas essas formas da natureza estão em uma enorme falta de correspondência e oposição a nós. Nossa obrigação é corrigi-las porque o homem só pode corrigir todo o resto da natureza corrigindo-se.

Portanto, as catástrofes que vemos ao nosso redor são o nosso próprio reflexo. Toda a responsabilidade é nossa. Não há nada a fazer a partir do inanimado, vegetal , e o nível animal do mundo. Eles evoluem e descem juntos com o homem.

Pelos problemas no inanimado, vegetativo, e os níveisanimal da natureza que nos cerca, podemos ver o quanto somos incorrigíveis. Todas essas catástrofes são um reflexo ou demonstração das nossas próprias falhas, para não mencionar o nível “falante” da natureza – a sociedade humana. Olhe o que está acontecendo no mundo.

Temos a oportunidade de organizar uma vida de verdadeiro paraíso para nós nesta terra, mas olha o que estamos fazendo em seu lugar. Se um visitante do espaço sideral viesse olhar o que estamos fazendo no planeta Terra, ele poderia pensar que estamos simplesmente loucos. Onde está a nossa mente e sentimentos humanos? É assim que realmente como um pensamento, de um ser humano inteligente organiza a sua vida? Só um tolo ou total suicida iria fazer uma coisa dessas.

Ou seja, agora estamos, aos poucos, revelando nosso verdadeiro estado interior. E somente por meio da correção interior vamos alcançar a harmonia com o mundo externo.

[37909]

A partir da primeira parte da “Lição diária de Cabala” 13/3/11

Comente