O Escultor Da Minha Alma

Pergunta: Me parece que, para manter contato com o texto do Zohar, o que está escrito em uma língua estranha, eu preciso de um milagre, mas no nosso mundo, é difícil acreditar em milagres.

Resposta: Eu não sei o que isso significa “para se conectar com o texto”. Eu ouço alguma história em uma língua estrangeira.  Me foi dito que é sobre mim, sobre tudo o que está acontecendo em mim hoje e no futuro. Por todos os meios, estou muito ansioso para aprender, porque é tão importante para mim! O Zohar é um “código secreto” que eu tenho que decifrar e revelar para mim. O que devo fazer?

Cabalistas nos ensinam: “Se você faz um esforço tão grande como você pode possivelmente, o desejar por ele, procure o caminho certo, então você irá revelá-lo. Você é capaz de revelá-lo, mas tudo depende da quantidade do esforço que se aplica.

“Temos que estudar muito, aprender a sentir e abandonar algumas das nossas propriedades internas, a fim de melhor compreender este texto, pois descreve uma compreensão e abordagem na vida que é completamente oposta a nós. Você tem que se “vestir” nessas idéias, identificar-se com seus personagens, para conhecer e amá-los, mesmo se você não gosta ou não os compreende ainda. Você deve alterar-se muito se você quiser entender a história.

Na verdade, você muda a si mesmo de acordo com a história. Tudo que ela fala sobre torna-se mais ou menos próximos e claro para você, começa a detectar e aceitá-lo na medida em que você se torna parte dele e revelá-lo para si mesmo.

Isso acontece como resultado de várias ações através da qual você tenta imitar o mundo do Zohar. “O que é isso tudo? Eu quero entender e sentir,  viver neste mundo, assim como faço para me mudar,  para começar a ver pelo menos um pouquinho do que o Zohar fala sobre?”

“Eu deveria estar sempre a par do assunto dentro de mim que está em constante mutação de acordo com a história. Eu sou o “barro” que molda a história. Eu quero forma-lo! Isto é como eu estou ficando mais perto da história, apesar de começar a perceber o sentido, em vez de compreendê-lo, como é dito: “E Adão conheceu Eva”.

Minha abordagem é deixar a narração do Livro do Zohar criar formas mais avançadas dentro de mim até eu adquirir a forma real. Na verdade, a história por si só, implica a revelação.

Esta é a forma como devemos trabalhar com o texto este é o caminho certo que devemos exercitar para se aproximar do Livro do Zohar. Eu quero o livro para me mudar, esculpir “a minha matéria” em qualquer forma que julgar necessário.  Estou totalmente aberto e pronto para tudo, eu completamente confio nele.
[24814]
Da 2a. parte da Lição Diária da Cabala de 25/10/10, O Zohar

Comente