Textos na Categoria 'Internet'

A Internet Passa Do Caos À Luz

Dr. Michael LaitmanPergunta: Parece que os sistemas de governo existentes perderam sua capacidade de governar os países. Como a Internet, que conecta toda a humanidade em um sistema, facilita a formação de um novo sistema de governo?

Resposta: Os líderes de hoje em todos os níveis não têm a “linha média”. Todas as tendências opostas, desde as menores até as mais globais, devem ser equilibradas, e isso também deve ser revelado na Internet. Portanto, a Cabalá como o método da “linha do meio” é a única salvação.

Pergunta: Há um caos completo na Internet hoje. Este é apenas o período inicial de desenvolvimento natural que resultará na formação de certa estrutura única? É semelhante a células caóticas primeiro lutando umas com as outras, mas, em seguida, gradualmente formando um organismo?

Resposta: A mesma coisa está acontecendo com a sociedade humana, não apenas com a Internet. Nós vemos que todos os tipos de forças opostas no final se tornam cada vez mais organizadas. Algum distúrbio é revelado uma e outra vez, então as coisas voltam ao normal até alcançarmos o estado atual do mundo quando há uma necessidade premente de certa força que conecte a direita e a esquerda juntas.

E essa força não é apenas uma mediana, como um partido centrista que também se baseia no egoísmo e existe por si só. A linha do meio, conectando a direita e a esquerda, têm que existir acima delas, em um nível superior, como a força superior entre as duas linhas. A linha do meio é uma consequência das linhas direita e esquerda; ela não existe por si só como alguma terceira entidade.

Os partidos centristas existem em todos os países, mas não são a solução. A linha do meio destina-se a conectar os opostos polares por meio da unidade e da compreensão – não apenas por concessões e compromissos, mas pela realização mútua. Há uma enorme diferença entre a concessão e a realização, segundo a qual todo mundo entende que pode enriquecer-se devido ao outro e precisa dele, e é por isso que ambos estão construindo a linha do meio juntos.

Isso é o que deve finalmente acontecer com a Internet. A única questão é se a humanidade vai perceber a necessidade dessa linha do meio por conta própria com o próprio sistema, ou aprenderá com os exemplos fornecidos pela sabedoria da Cabalá.

Eu acho que o avanço virá de ambos os lados. Como se diz, a nação de Israel deve se tornar uma luz para as nações. Contudo, ela só pode se tornar uma luz para as nações quando elas se encontram em escuridão.

Da mesma forma, a Internet deve revelar primeiro a escuridão. E é para onde estamos indo: quanto mais as pessoas usam a Internet, mais decepcionadas com ela se tornam. Por outro lado, o método da Cabalá virá em sua ajuda e as ajudará a construir a linha do meio.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 18/03/17, “Mismach Arosa“, (Documento Arosa)

Pegue Pokemon, Alcance O Criador

laitman_527_03Nas Notícias (Pravda.ru): “ Para mim, uma experiência muito interessante é o Pokemon Go. Até recentemente, houve um período de imersão no mundo virtual, e isso agora está se movendo para um desejo de sair para o mundo real. E esse Pokemon Go – trata-se apenas de querer um verdadeiro diálogo, reações reais, e sair com alguém é uma forma de atrair a atenção e uma maneira de dizer que não fiz algo como um Avatar, mas que sou um homem e quero ser visto, ouvido, quero interagir com os outros, mesmo que de forma tão estranha.

“As pessoas também não têm emoções positivas suficientes e um propósito, um sentido na vida”.

Meu Comentário: Uma pessoa está jogando o tempo todo, visto que está procurando o sentido da vida e a realização pessoal. Eu não sou contra o jogo Pokemon, porque tudo o que aparece em nosso mundo, em última análise nos leva à correção.

Pergunta: Uma pessoa pode encontrar o sentido da vida através de um jogo?

Resposta: Claro! Toda a sabedoria da Cabalá é um jogo. Está escrito que o Criador joga (brinca) com o Leviatã, então nós também jogamos (brincamos) uns com os outros. O jogo é uma atividade em que eu imagino um estado no qual ainda não me encontro, como em um teatro. Nós nos reunimos e começamos a simular nossos estados espirituais que são especificamente descobertos na conexão entre nós. Mesmo que ainda não tenhamos atingido essa conexão, imaginamos a nós mesmos como ela será, como uma sociedade futura parecerá onde todos estão conectados juntos, para começar a sentir o início dos estados espirituais. Deste modo nós atraímos uma energia única em nós mesmos que nos move para a frente fisicamente.

Pergunta: Será que somos crianças?

Resposta: Certamente! Se percebemos que somos crianças e realmente somos como crianças que há muito tempo já se tornam adultos sérios. Nós crescemos gradualmente quando entramos no jogo, porque no futuro a vida em um nível superior é esperada para nós, uma vida muito boa e calorosa em que já não estamos apenas jogando um jogo, mas um Pokemon real.

Isso ocorre porque a busca do Pokemon é a busca para descobrir o Criador! É nisso basicamente que a sabedoria da Cabalá se envolve. Dentro de nós e em nossa conexão com os outros, estamos constantemente nos dirigindo para uma maior revelação do Criador. Nós perseguimos isso até chegar a um estado em que o Criador começa a ser revelado cada vez mais. Estes são 125 níveis de realização e a descoberta de um estado superior perfeito e ilimitado; não é a busca de algum tipo de imagem fantasmagórica. Pelo contrário, é um estado que muda nossas vidas e nos leva para outra dimensão.

Pergunta: O que nos faz avançar neste jogo?

Resposta: Quando uma pessoa se dirige à conexão interna entre ela e os outros, dessa maneira ela muda todos os seus sentidos. Nós entramos cada vez mais em uma outra realidade. É impossível comparar isso a correr em um parque em busca de algo.

Comentário: Apesar de tudo, este é um pequeno passo adicional para a humanidade.

Resposta: Sem dúvida! Vários fenômenos em nosso mundo sempre nos dão algum tipo de avanço. Portanto, vamos nos dirigir a uma busca real.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 21/07/16

Terrorismo Nas Redes Sociais

laitman_959Nas Notícias (Los Angeles Times): “Famílias israelenses e americanas de vítimas de ataques palestinos entraram com um processo de US$ 1 bilhão contra o Facebook Inc., alegando que a rede social fornece uma plataforma para os militantes espalharem incitação e violência, disseram seus advogados nessa segunda-feira.

“Shurat Hadin, um grupo de defesa legal de Israel, entrou com a ação em nome das cinco famílias em um tribunal de Nova York na noite de domingo, alegando que o Facebook está violando a Lei Anti-Terrorismo dos EUA, fornecendo um serviço aos grupos militantes que os auxilia no ‘recrutamento, radicalização e instrução dos terroristas, captação de recursos, criando medo e realizando ataques’.

“‘O Facebook não pode se sentar em sua torre de pedra em Palo Alto, enquanto o sangue está sendo derramado aqui nas ruas de Jerusalém e Tel Aviv. Ele tem uma responsabilidade social. Não pode servir como uma rede social para o Hamas’, disse Nitsana Darshan-Leitner, advogada israelense que está representando as famílias.

“Ela comparou o Facebook a um banco, dizendo que, assim como o dinheiro pode ser transferido como um serviço para grupos terroristas, também pode ser contido.

“O Facebook não comentou de imediato o processo, dizendo que ainda não tinha recebido uma cópia. Mas em um comunicado disse que as pessoas precisam ‘se sentir seguras’ ao usar o Facebook.

“‘Não há lugar para conteúdo que incentive violência, ameaças diretas, terrorismo ou discurso de ódio no Facebook’, disse ela. ‘Nós temos um conjunto de normas comunitárias para ajudar as pessoas a entender o que é permitido no Facebook, e nós pedimos que as pessoas usem nossas ferramentas de relatório se acham que o conteúdo que elas acreditam viola nossas normas, para que possamos investigar e agir rapidamente”.

“A ação ocorre em meio a uma explosão de 10 meses de violência entre israelenses e palestinos que tem visto dezenas de ataques palestinos contra civis e soldados israelenses. …

“O caso é um dos primeiros a argumentar que as leis de combate ao terrorismo devem ter precedência sobre as provisões de ‘porto seguro’ da Lei de Decência nas Comunicações, que normalmente protegem empresas on-line da responsabilidade pelo que seus usuários postam.

“Não está claro se a ação será bem-sucedida. Além das proteções ‘porto seguro’, o tribunal pode decidir que a liberdade de expressão precede leis anti-terroristas. O Facebook tem seu próprio código de conduta e, muitas vezes remove conteúdo considerado censurável. …

“A ação vem na medida em que Israel está considerando como conter o que vê como incitamento palestino galopante na mídia social. O ministro da Segurança Pública, Gilad Erdan, está preparando um projeto de lei destinado a controlar os conteúdos vistos como incitação na mídia social, e no início desse mês disse que o Facebook havia se tornado ‘um monstro’, acrescentando que a empresa tinha ‘o sangue de algumas das vítimas em suas mãos’”.

Meu Comentário: Os administradores de rede precisam demonstrar sua independência e é particularmente importante para eles não irritar os muçulmanos e terroristas porque essa é uma força incontrolável e todo mundo tem medo dela. As pessoas que não gostam da situação e tentam se opor a ela irão encontrar os mais fortes advogados do Facebook.

A conclusão é simples: levantar uma onda de protestos no Facebook e redes sociais concorrentes. E, a influência de cima, através da unidade de todos na rede da nossa metodologia da unidade – isso irá invocar a força positiva da natureza – e as atividades terroristas contra a mídia social vão se dissipar!

Nova Vida # 505 – A Busca De Sentido No Daesh

Nova Vida #505 – A Busca De Sentido No Daesh
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

Desde os anos sessenta, nós vemos como os jovens começaram a perguntar sobre o sentido da vida, mas ninguém tinha uma resposta. As elites compreenderam a necessidade de parar de alguma forma o pequeno homem e começaram a desenvolver a cultura do lazer. No entanto, a pergunta sobre o sentido da vida ainda bica à distância desde dentro e não permite que qualquer pessoa descanse.

Quando os jovens se juntam ao Daesh (Estado Islâmico) e outros grupos extremistas, é a partir de uma falta de sentido em suas vidas. Essas atividades terríveis lhes dão algum tipo de significado, sentido e objetivo na vida, que suas vidas não são tão pequenas e insignificantes, e há uma razão para viver.

Há um sentimento entre a geração mais jovem de não entender por que seus pais deram à luz a eles em um mundo tão terrível. A era permitiu a aceleração da consciência de que tudo é vazio, secundário e sem gosto.

Essa aceleração leva ao objetivo, que é o equilíbrio com a natureza. O que é significativo é o amor e a doação a todos, porque no mundo do amanhã, as pessoas vão estar ligados entre si conscientemente e por vontade própria e não porque não têm escolha.

De KabTV “Nova Vida # 505 – A Busca De Sentido No Daesh”, 20/01/15

Nova Vida # 504 – Viver Através De Telas

Nova Vida # 504 – Viver Através De Telas
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

Toda a natureza é um sistema integrado, e se desenvolver neste sistema exige a nossa conexão com o outro, como se fôssemos membros de uma família, mas o nosso egoísmo se opõe e não quer se conectar verdadeiramente com os outros. A era em que vivemos é a era da tela, e traz consigo uma sensação de que o mundo inteiro está na palma da nossa mão, que estamos conectados a todo o mundo e que o mundo está conectado a nós.

Mas, acima de tudo, as telas revelam nossa natureza. Nós nos tornamos mais diretos e nos comportamos sem vergonha. As telas expõem nossas verdadeiras faces, nossa natureza, nosso ego e coloca um espelho na nossa frente.

É verdade que nós também éramos egoístas há 200 anos, mas, depois, nos cobrimos com falsas maneiras. Hoje, a Internet dissolveu todos esses jogos e desata todo o mal em nós e nos obriga a corrigi-lo e a nos conectar verdadeiramente com o nosso ambiente.

Logo nós vamos perceber que temos que nos conectar e fazer parte da tendência de integração. Isso vai acontecer muito em breve.

De KabTV “Nova Vida # 504 – Viver Através de Telas”, 20/01/15

Nova Vida # 506 – Aprender A Se Comunicar Novamente

Nova Vida # 506 – Aprender A Se Comunicar Novamente
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Nos temos que aprender a estabelecer novas relações de modo que seremos capazes de abrir a porta para um novo mundo. Um mundo grande, ilimitado e eterno está esperando por nós atrás dessa porta …

Resumo

A tecnologia elimina as limitações de lugar e distância. Hoje npodemos nos comunicar através de curtas mensagens de texto de uma forma prática, conveniente e menos confusa do que encontros físicos. Por outro lado, não podemos eliminar o contato físico que é extremamente necessário.

A evolução nos leva ao reconhecimento do fato de que a tecnologia não basta para alcançar os corações e se conectar, então eu acredito que em breve começaremos a abandonar os dispositivos tecnológicos, porque vamos sentir que eles não responderão às nossas necessidades.

Nós vamos ansiar em se conectar de uma outra maneira, uma nova conexão, uma conexão que vai nos mostrar o sentido da vida, que irá explicar qual é o significado de nossa existência, para que estamos vivendo, quais são os segredos da natureza e o segredo da vida.

Nós temos que aprender a construir esse novo relacionamento de modo que seremos capazes de abrir a porta para um novo mundo. Um mundo grande, ilimitado e eterno está esperando por nós atrás dessa porta, onde seremos capazes de voar em velocidade infinita. A única questão é como podemos sair do nosso ego que nos aprisiona neste mundo, no desenvolvimento limitado da natureza, e entrar em um novo mundo. Isso é um pouco de alimento para o pensamento…

De KabTV “Nova Vida # 506 – Aprender A Se Comunicar Novamente,” 20/01/15

Smartphones Em Vez De Amor

laitman_628_1Pergunta: Smartphones estão excluindo todo o resto da vida de uma pessoa no mundo moderno. A Universidade de Würzburg realizou uma pesquisa com 1.215 pessoas e obteve alguns dados muito interessantes.

37% dos entrevistados disseram que o smartphone significa tanto ou mais para elas que os amigos.  29% valorizam seus smartphones tanto quanto seus pais. 21% acreditam que um smartphone é tão importante quanto um cônjuge ou parceiro.17% dos participantes reconheceram que o smartphone está muito mais perto delas do que as pessoas.

Resposta: É óbvio que um aparelho é necessário na vida diária mais do que qualquer outro dispositivo. Ele nos protege de um contato muito perto com outras pessoas, e, por outro lado, torna o contato possível compensando a distância com a outra pessoa.

É muito difícil para as pessoas se comunicarem diretamente porque o ego as mantém afastadas umas das outras. Assim, com grande prazer, elas se comunicam através do smartphone que contém todas as conquistas da tecnologia do computador.

Ele vai melhorar no futuro e tornar-se tão amigável para uma pessoa que vai substituir cada dispositivo doméstico possível. Um smartphone é também uma televisão, rádio, e até mesmo um dispositivo para conversas telefônicas. Com sua ajuda, será possível operar remotamente uma máquina de lavar ou um micro-ondas, reservar almoço e jantar em um restaurante, comprar bilhetes para vários eventos e assim por diante.

Pergunta: Isso é compreensível, mas o questionário mencionou pais, amigos e cônjuges.

Resposta: Todos estes irão existir apenas dentro do smartphone.

Com ele, é possível falar com os pais, mostrar-lhes a si mesmo e seus netos; tudo é fácil e bom. Isso levará a uma comunicação mais ampla entre as pessoas e, depois disso, será possível preenchê-lo gradualmente com outro conteúdo, mais significativo.

Pergunta: Por que você enfatiza a importância de encontros físicos entre os estudantes de Cabalá? Por que não possibilitar círculos de smartphones?

Resposta: Em primeiro lugar, o smartphone possibilita entrar em contato uns com os outros de uma distância.

Isto é, primeiro há o distanciamento entre as pessoas, e depois disso, elas vão criar um contato remotamente. O ego torna-se relaxado porque a pessoa está distante dos outros.

Entre os alunos da sabedoria da Cabalá, não precisa ser assim. Pelo contrário, o estudante deve estar em estreito contato com os outros. Esse é o trabalho com o ego, de modo que os smartphones não vão ajudar com isso.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 13/06/16

Nova Vida # 577 – O Poder De Uma Palavra Gentil

Nova Vida # 577 – O Poder De Uma Palavra Gentil
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Todos nós sabemos que as palavras têm poder, então você deve tomar uma linha equilibrada, uma linha média entre as palavras críticas e as palavras gentis.

O exercício do elogio: A pessoa que é elogiada sente enorme satisfação, sua alma é preenchida diretamente. Ela se sente como um bebê cuja mãe o levanta com suas mãos e assim abre todas as linhas de comunicação.

Quando uma pessoa se esforça em bajular a outra pessoa, mesmo artificialmente, constrói um verdadeiro apreço pela outra. A pessoa que a elogia, ainda que não seja verdade, mas artificial, sente-se muito emocionada com o elogio.

Hoje toda a nossa cultura está cheia de palavras de baixo calão, todo mundo se diverte e constrange um ao outro. O fenômeno da vergonha na Internet está aumentando cada vez mais. Mudar isso requer uma revolução na percepção. Nós temos que aprender que o nosso mundo precisa avançar.

A sabedoria da Cabalá nos ensina que fomos criados com uma natureza egoísta e má, para que possamos desenvolver por nós mesmos uma natureza boa e amorosa dentro de nós. Se quisermos uma boa vida, precisamos abrir boas relações entre nós. Nós temos que parar e dizer: Basta!

No desenvolvimento de boas relações com os outros há três níveis: pensamento, fala e ação. Se você não pensar em coisas boas sobre mim, mas começar a dizer boas palavras sobre mim, sua atitude em relação a mim mudará.

Uma tarefa para casa ou em qualquer outro lugar: escolher alguém e todos o elogiam. Ele vai ficar melhor! Mesmo se você odiar alguém e começar a falar de forma agradável com ele ou com bondade, a sua atitude para com ele vai mudar. E ele, como resultado de sua atitude para com ele, vai realmente mudar para melhor.

Mais do que o poder das palavras, há o poder do pensamento. Bons pensamentos são o poder mais forte do mundo. Tente pensar nas pessoas de forma positiva. O que me parece como ruim sobre elas é por causa do meu ego. Um pensamento como esse fará com que ela e eu melhoremos porque todos nós estamos conectados em uma rede interna.

De KabTV “Nova Vida # 577 – O Poder De Uma Palavra Gentil” 28/05/15

Nova Vida # 576 – Vergonha Na Internet

Nova Vida # 576 – Vergonha Na Internet
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

Uma pessoa que tenha sido humilhada na Internet sente que está no “inferno” porque a nossa força básica é o ego e, portanto, nós aspiramos a sentir orgulho e medo de ser envergonhados. Uma pessoa que foi envergonhada, sente que foi apagada, enterrada e que não tem nada para viver.

Nosso “eu”, o ser humano em nós, é tudo para nós, tudo. Se ele for apagado, não temos nada para viver. Além disso, há um ponto espiritual interno em nós que não morre, uma centelha de nossa alma que se desenvolve de uma geração para a outra.

Algumas pessoas não se preocupam com nada, enquanto outras são muito sensíveis à questão da vergonha e do orgulho, e as opiniões negativas dos outros podem levar a um grande estresse emocional.

Nós somos como engrenagens em um único sistema, dependentes uns dos outros. Às vezes, fotos embaraçosas de uma pessoa são divulgadas na rede e ferem o orgulho dessa pessoa a tal ponto que o único recurso que ela sente que tem é cometer o suicídio. Não ajuda se esconder para se proteger da vergonha. Em vez disso, a pessoa deve ascender a um nível mais elevado.

Se ela entra em um galinheiro, por exemplo, e todas as galinhas gritam com ela, ela não se envergonha, porque é maior do que elas. Uma pessoa que se eleva moralmente entende que os outros ainda estão se comportando como crianças pequenas. A subida é em valores espirituais, nos valores do amor ao próximo, com os quais a pessoa alcança uma conexão com a força superior.

Às vezes, uma grande pessoa é humilhada desde cima, como aconteceu com grandes Cabalistas ao longo da história, mas eles percebem de onde isso decorre e por que a força superior tem com eles essa conta.

De KabTV “Nova Vida # 576 – Vergonha Na Internet”, 28/05/15

Israel Não Vai Desistir Das Colinas De Golan

laitman_943Nas Notícias (Il Giornale): ”Decidi convocar esta reunião nas Colinas de Golan, disse Netanyahu, para enviar um sinal claro: o planalto ficará para sempre nas mãos de Israel.

“‘Esta área vai abrigar milhares de famílias que irão se juntar àqueles que já vivem lá. Vamos nos concentrar no turismo e na agricultura para revitalizar a área que irá nos proteger contra a Al-Qaeda, o Estado Islâmico, Hezbollah e todos os inimigos de Israel. O Golan é parte integrante do Estado de Israel. Nesta região turbulenta, Israel é uma fonte de estabilidade, é a solução, não o problema. Muitos países da região reconhecem que Israel é um amortecedor entre o extremismo Islâmico e os grupos terroristas que buscam conquistar primeiro a Síria e depois o mundo. Muitos reconhecem a nossa força e muitos recebem propostas de cooperação. Vamos continuar a manter a segurança na nossa fronteira norte. A poucos quilômetros está sendo travada a guerra, mas não nesta área. Nossos inimigos sabem que, se atacados, responderemos sem piedade’…

“As declarações provocaram a reação imediata de Damasco, que disse que estava pronto para uma nova guerra. ‘Eu garanto que este é um território ocupado que viola o direito internacional’, disse o irritado vice-chanceler Faisal Mekdad – ‘Vamos retomar o planalto por quaisquer meios’.

“‘Todas as opções estão sobre a mesa, nós estamos prontos para fazer qualquer coisa para devolver o Golan à pátria. Tendo vencido a guerra contra o terrorismo, poderíamos começar outra contra Israel’. Mekdad exortou a toda ‘nação árabe’ a apoiar a Síria contra Israel, acusando este último de coordenar todos os ataques terroristas que ocorreram no país devastado pela guerra”.

Resposta: Não podemos ceder e entregar as Colinas de Golan, uma vez que é uma área de importância estratégica para os militares.

Quando entregamos o Sinai ao Egito, foi porque, nesse caso, não havia alguém para negociar. Nesse caso, um consenso foi alcançado em ambos os lados. Mas com a Síria é impossível chegar a um acordo. É um inimigo permanente, que financia o Hezbollah e dirige todas as organizações terroristas contra nós.

Se houvesse alguém lá com os quais seria possível falar, como houve no Egito, seria possível chegar a um acordo similar ou pelo menos conseguir uma aproximação particular e fazer conexões em ambos os lados, que ambos os lados precisariam: ajuda mútua, comércio, e assim por diante, o que é mais crucial para a Síria!

Pergunta: Haverá um momento em que a Síria vai entender que os seus cidadãos possam receber cuidados médicos de nós e que será possível para nós tirar férias lá? No passado, Beirute era a pérola do Oriente, e hoje a sua situação não é clara. Talvez esta seja uma imagem ideal, mas podemos alcançar uma vida assim?

Resposta: Eu acredito que cabe a nós aspirar a uma vida mais elevada e não a esta vida. Essa seria uma vida em que todos nós iríamos nos conectar através de nossos estados espirituais acima do mundo físico. Para se conectar uns com os outros, não precisaríamos de trens que viajam de Rosh Hanikra a Beirute ou Damasco.

A humanidade precisa de uma abordagem completamente nova para a reaproximação. Em nossos dias, estamos nos aproximando gradualmente da próxima dimensão nas relações entre nós, na forma como sentimos nosso mundo. A humanidade está começando a sentir que quer romper com a materialidade e existir acima dela.

Forças completamente diferentes estão vindo à tona neste mundo e devemos aprender a gerenciá-las. A sabedoria da Cabalá torna possível fazer isso. Cabe a nós ensiná-la a todos os outros povos do mundo e ser o que é chamado de “Luz das nações” (Isaías 49: 6). Apenas dessa maneira será possível atingir uma solução para os problemas das Colinas de Golan e todo o resto.

Pergunta: É possível se entender sem empurrar a todos para um beco sem saída e sofrimento?

Resposta: Não, é impossível. Um beco sem saída deve ser expresso de uma forma totalmente clara e tangível, como uma enorme tensão, como uma falta de compreensão, como a impossibilidade de encontrar uma solução para o conflito.

É possível chegar a isso não através da guerra, não através de grande sofrimento, e não através da erupção de vulcões, terremotos, quedas de bombas e gases asfixiantes. Este é um beco sem saída que irá ser sentido como desespero, não no nível físico, mas no nível espiritual.

Assim, todos os resultados ocorrerão em processos rápidos, e vamos começar a entender em um curto espaço de tempo que nada será resolvido de uma maneira diferente. Nós e os “nossos adversários” devem se elevar a este nível.

Nós vamos nos encontrar juntos e chegar a um acordo porque a realidade será revelada dainte de nós. Nós estamos nela e não há outra saída!

Por que tudo deve ser destruído, quebrado e aniquilado; por que massas de pessoas devem serem condenadas à morte ?! Qual será o resultado no final, mais destruição?! Nós vemos o que está acontecendo nos países vizinhos: Síria, Líbano, mesmo no Egito, Jordânia! A Faixa de Gaza não poderia ser reconstruída após a guerra.

É possível entender sua amargura. Quando eles veem que Israel está prosperando e que eles estão em um estado tão baixo, é impossível para eles fazer algo além de sair e proclamar bem alto: “Vamos mostrar-lhes”.

É exatamente isso que deve fazer o povo Judeu reconhecer que estamos em um estado de guerra não com os nossos vizinhos, mas com todo o mundo, e agora o mundo inteiro vai nos “espremer” até o fim. A saída só ocorrerá se proclamarmos ao mundo que, “Esta é a razão da nossa existência!” Nós devemos nos unir e mostrar ao mundo um exemplo de como se unir, tirar o mundo de um colapso total.

Vamos todos começar a lidar com isso juntos. Boa sorte!

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 19/04/16