Rosh Hashaná: Hora De Pedir Perdão

534Rosh Hashaná é a hora da pessoa pedir perdão ao Criador por seus crimes. Ou seja, eu percebo que não sinto a importância e a grandeza do Criador, e por isso peço desculpas. Afinal, se eu sentisse o Criador como grande e importante, é claro que eu me comportaria de maneira diferente. Acontece que só me falta o sentimento do Criador.

Portanto, eu peço: “Deixe-me sentir Você e me tornarei diferente!” Isso é o que um homem deve dizer ao Criador; este é um pedido correto e um pedido de desculpas correto. Por que eu cometo crimes? Porque me falta a sensação do Criador, que se chama fé. Não há a sensação do Criador, não há fé e, portanto, não há ninguém para me impedir. Não posso agir de outra forma, porque se o Criador não governa sobre mim, a inclinação ao mal, o egoísmo, governa.

Portanto, eu peço ao Criador para governar sobre mim. Este é o meu principal pedido, após o qual vamos a Rosh Hashaná, vamos ao Rei, ou seja, queremos colocá-lo para reinar sobre nós.

Eu quero me arrepender de todos os meus pecados, ou seja, saber e sentir tudo que interfere na minha correção. Estou pedindo ao Criador para abrir meus olhos e me deixar sentir onde está o crime e onde está o mandamento, para que eu entenda onde cumpro Seus mandamentos: doar, amar, unir e onde faço o oposto.

Afinal, agora não sinto isso em todos os momentos da minha vida. E se eu sentisse, certamente me corrigiria. O problema é que não sinto o Criador, a força de doação, contra a qual eu poderia me controlar. É com isso que me volto ao Criador e exijo que Ele me dê a oportunidade de me testar contra a força de doação e, então, nunca cometerei um crime.

Nós não recordamos o passado e não pedimos perdão por ele. Eu devo chorar não pelo que aconteceu, mas pelo fato de que não me esforço pela correção e não exijo do Criador que me ajude nisso. Eu quero seguir em frente e não mergulhar no passado, derramando lágrimas pelo que fiz.

Eu realmente fiz alguma coisa? Eu não fiz nada. O Criador fez tudo. E Ele fez isso de propósito para que agora eu saiba o que tenho que consertar. Eu pego esse mal, esse crime, que acaba de ser revelado, e começo a corrigi-lo. Todo o meu esforço é para a frente, não para trás. Essa é a diferença!

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 16/09/20, “O Que é a Preparação para Selichot (Perdão)”

Comente