Como Parar O Suicídio Entre Jovens

283.01Pergunta: Atualmente, suicídios entre jovens estão se tornando mais frequentes. Contra o pano de fundo de demissões em massa, queda de renda e isolamento social, os jovens sofrem muito. Eles sentem fortemente as crescentes pressões sobre a família. Os cientistas afirmam que, após o fim da pandemia, haverá um aumento nos suicídios.

Qual é a razão para um passo tão desesperado – terminar a própria vida em uma idade jovem – para uma geração que está apenas entrando na vida?

Resposta: Vivemos para sentir prazer. No momento em que não sentimos prazer, aquele mesmo segundo parece morto para nós, sem valor. Se esses momentos continuarem um após o outro, simplesmente não saberemos para que existimos.

Se deixamos de receber prazer, não sabemos para que vivemos.

Portanto, é muito fácil para nós compreendermos pessoas cuja conexão com os bons momentos, com uma profissão, com o prazer de algumas ações, pessoas que puderam criar, construir, estar no círculo de amigos, entes queridos e quem os ama, e assim por diante, está quebrada. Então, de fato, se tudo isso estiver perdido, para que viver? Afinal, a própria essência de nossa natureza é o anseio por realização, por prazer.

Acontece que existem muito poucos prazeres em nossa vida hoje. Não há realizações. É por isso que tantos jovens estão apenas tentando acabar com esta vida. Por que eles deveriam sofrer?

Pergunta: Como eles podem compensar os prazeres anteriores quando os contatos sociais, as conexões e a comunicação eram uma das principais ferramentas para liberar energia?

Resposta: E hoje não há nada disso. Não faça uma comparação com os jovens de 20 a 30 anos atrás. Eles eram muito mais primitivos do que os jovens de hoje, que têm um grande número de conexões ao redor da Terra. Os jovens modernos entendem como tudo funciona e veem não só em si mesmos, mas nos jovens de todo o mundo exemplos de vida pelos quais não querem viver. Qual é a questão?

Nosso egoísmo vai às alturas, pede algumas realizações novas e especiais, mas não podemos dar isso a eles, e assim aparece o vazio. Mas vocês têm tudo! Peguem um livro interessante e leiam! Eles nem querem abrir: “Que livro?” Quem leu um livro ultimamente? Eles checavam um pouco algumas coisas em seu computador, nada interessante também. E assim por diante.

Em outras palavras, as pessoas estão cheias de oportunidades, mas essas oportunidades não são aquelas que podem preenchê-las.

Pergunta: A juventude é a idade em que a natureza leva uma pessoa a se desenvolver constantemente. Ou seja, a força motriz de dentro empurra a pessoa a se desenvolver. Por que esse movimento para abruptamente agora, tanto de dentro quanto de fora?

Resposta: Nós estamos em um período de transição entre dois paradigmas, fenômenos e períodos de desenvolvimento humano muito sérios. Até o nosso tempo, toda a humanidade se desenvolveu pelo crescente egoísmo. Esse egoísmo crescente empurrou todos para a frente. Foi interessante crescer, havia algo pelo que crescer. Meu egoísmo inato me acompanhou por toda a minha vida e me empurrou mais e mais. Portanto, havia poucas tentativas de suicídio.

Hoje, nosso egoísmo parou de nos empurrar para a frente. Ele não nos mostra um futuro brilhante em seu desenvolvimento. Portanto, não vejo para que devo viver.

Pergunta: Então, para que nasceu o homem?

Resposta: Esta é a questão! Você já pensou nisso?

Pergunta: Será que a vida dos jovens é interrompida exatamente no momento em que eles se perguntam e não encontram a resposta?

Resposta: E não encontram a resposta. Isso está totalmente certo.

Observação: Jogos extremos estão se desenvolvendo ativamente entre os jovens de hoje.

Resposta: Isso ocorre porque eles não sentem satisfação na vida comum e ainda precisam sentir a si mesmos. A pessoa tem um sentimento de si mesma quando está à beira de algo. Quando ela atinge o limite.

Pergunta: Como você pode não trazer esse limite de que está falando a um resultado crítico?

Resposta: Mas eles querem isso.

Pergunta: A aspiração ao extremo, de ir além dos limites da vida cotidiana, não é uma aspiração de encontrar algo mais?

Resposta: Não acho que seja só por causa disso. Eles só precisam ter a sensação de que estão vivos. Vivos! E isso não existe na vida comum.

Nossa vida acabou; nosso mundo atingiu seu limite para nós. Uma pessoa chega a um estado denominado “alcançar o limite”; ela alcançou o limite. O que há além disso? Nada!

Se ela não acabar conosco onde a ensinaremos como chegar ao próximo nível do universo e não por meio da morte ou de alguns jogos, se ela não vier até nós, não há para onde ir. Em seguida, elas recorrem ao suicídio.

Observação: Eu ainda quero encontrar os trilhos nos quais uma pessoa, apesar do fato de estar agora em quarentena durante a pandemia, quando tudo está desmoronando e ela sente que sua vida também está desmoronando, veria esses trilhos, se levantaria sobre eles, e seguiria em frente como um trem.

Resposta: Não, para isso ela deve vir até nós para estudar. Você não pode simplesmente andar de trem. Há um trem, mas você precisa entrar nele, agarrar-se a ele e seguir em frente com os outros.

Pergunta: Como as pessoas podem ultrapassar esse ponto de inflexão?

Resposta: Elas não vão passar até que descubram o sentido da vida, que não é nesta vida egoísta. Caso contrário, não há necessidade de existir. Elas vão se matar mais e mais.

Pergunta: E onde está esse sentido senão nesta vida?

Resposta: Está acima disso. Você não tem que morrer por isso, mas deve se elevar acima desta vida, de nossa vida egoísta para a altruísta.

Pergunta: Isso também não significa morte, de certa forma?

Resposta: Não, não matamos nada. Pelo contrário, estamos nos desenvolvendo. Portanto, precisamos falar muito sobre isso, explicar muito, entrar nessa área aos poucos com os nossos sentimentos e mentes. No entanto, em geral, é o que nos dá a resposta à questão do sentido da vida e como continuar esse sentido do nosso pequeno mundo egoísta para um enorme espaço altruísta aberto.

Pergunta: Os serviços sociais britânicos afirmam que, em abril, cerca de meio milhão de ligações foram recebidas de adolescentes e jovens que estavam prestes a cometer suicídio.

O que você diria aos jovens que estão começando a viver agora? O que eles precisam fazer? Para onde se voltar para não chegar a um beco sem saída, um caminho limitado que termina depois de um certo tempo, mas para percorrer um caminho eterno e sem fim?

Resposta: Precisamos transmitir a eles o mais rápido possível o método de revelar o mundo integral superior. Então, eles entenderão por que vale a pena viver. Isso é tudo que podemos fazer por eles. Eles não precisam de mais nada.

Pergunta: O que eles receberão neste mundo integral?

Resposta: Um sentido eterno. Existência eterna em realização eterna, em realização eterna em forma ilimitada.

Pergunta: Então eles não se sentirão estressados ​​ou solitários?

Resposta: De forma alguma! Ao contrário, todo esse estresse, toda essa solidão, tudo que eles vivenciaram, tudo que se formou neles, esse vácuo, esse vazio será preenchido com o verdadeiro sentido da vida.

De KabTV, “Notícias com Dr. Michael Laitman”, 12/07/20

Comente