Meus Pensamentos No Twitter 21/11/18

Dr Michael Laitman TwitterA percepção de nossa natureza má está aumentando: não esperamos mais que o progresso traga melhorias, o desenvolvimento nos leva voluntariamente ao extermínio mútuo. As coisas não vão melhorar! Estamos rapidamente descendo para um futuro condenado.
Toda a nossa energia vai para evitar pensar nisso, substituindo-o com a adoração da saúde: a nova religião.

Dentro de cada pessoa, o egoísmo é vestido de Faraó, não permitindo que saia dele. Ao tentar nos unir e romper com ele, fortalecemos o egoísmo, o Faraó fica mais rico e não nos deixa ir. Mas começamos a odiar o egoísmo. No final, descobrimos a nossa impotência diante do egoísmo.
… Junto com a necessidade de se conectar ao Criador.

A lei da garantia mútua é simples: tenho que cuidar de 9 amigos e eles de mim. Por isso determinamos nossas vidas e ninguém pode destruir nosso sistema, quebrar nossa unidade. Cada um depende inteiramente dos 9 e de mais ninguém.

Todas as formas em que desejamos ter sucesso espiritualmente, mas fracassaram, voltam e nos ajustam, pressionando-nos a ser corrigidos. Por isso, tenha cuidado ao construir as conexões erradas no grupo para evitar despertar uma reação negativa do sistema.
Aspire apenas a todo o grupo, a dezena como um todo.

Eu me uso como uma máquina operada pelo desejo do grupo por dentro. Então revelarei que é o desejo do Criador, quem está dentro de mim, me operando. Ao realizar ações, vou começar a alcançá-lo e me tornarei igual a ele. É assim que o Criador se veste na criação.

Não sabemos qual é a conexão correta. Não temos premissas para isso. Tudo o que nos resta é seguir o conselho dos Cabalistas, construir conexões entre nós que são chamadas espirituais. Nelas, revelaremos a força de doação e amor chamada “o Criador”

Primeiro, devemos revelar a deficiência do lado esquerdo, a partir da qual entenderemos como deve ser o seu oposto, como em a “vantagem da luz sobre as trevas”, então poderemos construir a linha direita. Mas a conexão certa é sobre as duas, na linha média.

Não podemos nos elevar ao grau de amor e doação até revelarmos o ódio pelo egoísmo. Acima, construímos a linha direita: unidade, amor: “O amor cobrirá todos os pecados”. Se não há transgressões, não há amor!

Construir novos sentidos para revelar o mundo espiritual significa construir conexões entre nós, nas quais podemos revelar o Criador e assim dar-Lhe prazer. Essa nova percepção é chamada de “fé acima da razão”, o grau de Bina, doação, a intenção altruísta.

Dois opostos devem existir em um desejo de desfrutar. Essa é a única maneira pela qual esse desejo pode assumir sua forma espiritual. Dois opostos não se anulam, mas se complementam e se apoiam mutuamente. Entre eles, revelaremos o Criador.

Sexta-feira passada, 170 novos estudantes de todo Israel vieram ao nosso centro da Academia Internacional de Cabalá. Esses estudantes começaram recentemente a estudar Cabalá em russo.
Eu desejo a todos os novos alunos um progresso e ascensão bem sucedidos em seu desenvolvimento espiritual!

Aprendemos a alcançar o Criador pelas Suas ações em nós.
Isto é alcançado como o terceiro fator que reconcilia dois opostos:
minhas qualidades, criadas por Ele e
Suas influências dentro deles.
A partir destas, construímos a nós mesmos.

Se não há a sensação de Mim e do Criador, isso significa que o estado ainda não está discernido. Não há análise de dois opostos na sensação, nos sentimentos, na consciência e na razão. A falta de sensibilidade e consciência nos compele a completá-las até revelarmos o Criador.

Tudo é apenas espiritual. Mas isso se divide em nosso mundo, onde não revelamos a fonte de nossas sensações e o mundo espiritual, onde revelamos a fonte de nossas sensações. Não há estado que não inclua dois opostos, a criação e o Criador.

A criação experimenta as sensações que o Criador evoca e alcança o Criador por meio das ações Dele. É assim que desenvolvemos uma sensibilidade interior ao Criador e a compreensão do que Ele quer, então sentiremos suas formas diretas e opostas e a diferença entre elas.

Em todos os 125 graus da escada de correção, nós apenas nos anulamos, aspirando ao estado 0, embrião (Ubar) sob todas as condições variáveis. Ao se transformar em um zero, o grupo cresce mais e mais nessa conexão, revelando todo o sistema do universo em si mesmo.

Como torno o meu desejo como o desejo do Criador?
Tente entrar no desejo do próximo e coloque-o acima do seu #ego, tornando-o mais importante do que o seu desejo. É assim que podemos aprender a substituir uma natureza por outra, superar a nós mesmos, superar nossa própria opinião…
razão e sentimentos.

Precisamos revelar a fonte de bondade e amor dentro de nossa unidade: ela encherá o mundo. Essa fonte está entre nós, na conexão com a qual a sabedoria da Cabalá nos traz.
A fonte de bondade e amor, a chave para a #felicidade, está em nossas mãos.
Aí reside a nossa escolha, em vez da existência despropositada!

Qualquer sensação consiste em duas formas opostas. Afinal, somos criatura: sentimos a nós mesmos (nossas qualidades) e algo dentro delas. Minha sensação consiste no “percebedor” e no “percebido”. O percebido é sempre o Criador…
Não Há Outro Além Dele, em forma oculta. Ele traz todas as sensações em mim.

Uma pessoa está incluída no sistema superior apenas se rebaixando, desenvolvendo a qualidade de doação. O Kli cresce pela dependência inversa, começando com zero e anulando-se cada vez mais. Um sinal de anulação é a “alegria no vazio”.
Estar no Superior significa ganhar a liberdade do “eu” de si mesmo, absorvendo-O de fora, e não no egoísmo.

“Sentei-me à sua sombra e seu fruto foi doce” (Cântico dos Cânticos).
Enquanto “está na sombra”, você pode saborear a fruta na qualidade de doação muitas vezes maior do que a centelha de luz na qualidade da recepção. No desejo de desfrutar, você pode agarrar apenas uma centelha,
enquanto o prazer de doação é 620 vezes maior, a luz de NaRaNHY

Não se desespere de ser jogado da percepção egoísta da realidade para uma percepção aparentemente altruísta. Precisamente essa conjugação de opostos leva à revelação da realidade. É preciso se pacientemente acostumar aos opostos, revelando a vantagem da luz sobre as trevas …
– até perceber a realidade.

Se eu concordo com o meu estado, a escuridão é parte da percepção da realidade e é igual à luz, agradável/desagradável, bem/mal – então eu me equilibro adequadamente e posso permanecer uma criação independente, na linha média, visando a meta da criação. – Adesão com a força superior.

Do Twitter, 21/11/18

Comente