Meus Pensamentos No Twitter 11/11/18

Dr Michael Laitman TwitterO trabalho certo é quando eu desperto o Criador para conexão (embora por baixo Ele seja sempre o primeiro). Se eu revelar o caminho da luz, isso mudará o mundo.
Se eu não desperto o Criador, Ele me desperta: a luz que teria brilhado e me preenchido, agora age como a escuridão, o lado oposto.

A garantia mútua é a minha apólice de seguro, garantindo que eu continue o caminho espiritual se me importo com os outros, me esquecendo de mim mesmo. Somente a condição de se preocupar constantemente em levar o grupo e o mundo até o Criador, em vez de mim mesmo (Arvut), garante progresso espiritual.

Aqueles que não fazem o trabalho espiritual sofrem da revelação do ego, do mal. Eles querem ignorá-lo, cobrir os olhos com as mãos como crianças. Mas os Cabalistas, como adultos, entendem que o Criador fez o mal para que o homem O revele acima dele. Não há nada de estranho na criação!

Um sinal do trabalho adequado é a alegria dos pecadores sendo revelados em mim. Estou feliz com o mal sendo revelado em mim, já que é resultado do meu trabalho. Eu não anulo isso, mas subo acima dele. Essa é a diferença entre um Cabalista que trabalha para o Criador e aquele que não trabalha para Ele

Não podemos nos elevar ao grau de amor e doação até que o ódio, a rejeição, seja revelado. Acima deles, construímos a linha direita: unidade, amor, proximidade, compreensão mútua, como está escrito: “O amor cobrirá todos os pecados”. Se não houver pecados, não há amor – eles devem crescer um após o outro.

Construir novos sentidos de percepção para revelar o mundo espiritual significa construir conexões entre nós, nas quais podemos revelar o Criador e, assim, dar-Lhe alegria. Essa nova percepção é chamada de “fé acima da razão”, o grau de Bina, doação, uma intenção altruísta.

O grau superior é chamado fé e é baseado na doação. O grau inferior é chamado de razão, baseado na recepção egoísta. Eu devo sentir sua contradição, recebendo ambos do Criador. Eu estou entre eles. Através deles quero me agarrar mais a Ele, que “criou o céu e a terra”.

Do Twitter, 11/11/18

Comente