Vingar Meu Egoísmo

laitman_221Pergunta: De onde vem o sentimento de vingança?

Resposta: É um impulso muito forte comum a todos. A vingança pode torturar uma pessoa para satisfazer todas as suas necessidades. Uma pessoa está inclusive pronta para morrer por vingança. É um terrível sentimento de egoísmo, chamado de derrota, um duro golpe para o seu “eu”.

Pergunta: O que você nos aconselha a fazer nessa situação?

Resposta: Aqui, a pessoa recebe uma oportunidade maravilhosa de vingar seu próprio egoísmo, que gera esse atributo nela. Quando o sentimento de vingança é incendiado em uma pessoa ela deve pensar em como pode direcioná-lo para a correção do sistema geral e como não prejudicar a si mesma e os outros ao mesmo tempo. Em outras palavras, nós temos que entender corretamente as circunstâncias em que todos os atributos aparecem em nós, tanto os positivos como os negativos.

Pergunta: Suponha que certa pessoa prejudica a minha família e a sensação de me vingar certamente surge em mim. Eu tenho que vingar agora o meu egoísmo? Por que tenho que começar a trabalhar com o meu egoísmo quando alguém prejudica a minha família? O que tem o meu egoísmo a ver com isso?

Resposta: Sua família é também o seu ego, o que significa que a pessoa que causou danos à sua família prejudicou o seu ego de algum modo, prejudicou você mesmo. Você tem que ser grato ao seu egoísmo por ele ter machucado você para que você possa ver até que ponto está machucado com a atitude depreciativa dele para com você. Agora você pode subir acima do seu egoísmo e pensar como se comportar corretamente.

Pergunta: O que uma pessoa deve fazer se se trata de uma vingança, quando alguém na família é morto?

Resposta: Você ainda deve trabalhar na correção de suas deficiências que foram reveladas a você dessa forma pelo governo superior. Nós realmente não recebemos nada de outras pessoas, mas apenas do Criador: “não há outro além Dele”. Essa é a razão pela qual temos que pensar em como podemos restaurar as relações mútuas com o Criador que age em nós dessa maneira através de outra pessoa, que, neste caso, é um anjo. Nós temos que ver tudo como um convite do Criador e responder a isso corretamente. Não há pessoas em nosso mundo; há fantoches que agem diante de nós como em um jogo, através do qual temos que ver o diretor que conduz tudo. Se você continuar a se vingar de uma pessoa, você entra no jogo e se torna um fantoche também.

Pergunta: Será que pensamentos sobre vingança atormentam só a mim ou também aquele a quem são dirigidos?

Resposta: Não faz diferença. Não devemos avaliar diferentes eventos em nossa vida dessa maneira. Pelo contrário, devemos ter em mente que jogam conosco através dos problemas gerais do mundo. Nós temos que responder a eles corretamente e, em vez de se vingar de alguém, devemos olhar para o contato com o governo superior. Não faz diferença quem ou o que é, se é um espaço vazio, ou até mesmo um inseto através do qual o Criador nos irrita. Tudo é apenas uma indicação de que temos que encontrar a forma para estar em contato com o Criador. Não tem nada a ver com qualquer outra pessoa. Nós temos que subir acima dessas pessoas. Eu entendo que nem sempre é fácil e que estamos em relações mútuas especiais e sérias. Ao me vingar, eu trabalho apenas comigo mesmo, e aqui não tenho rivais, mas o Criador.

Pergunta: Eu tenho que me vingar rapidamente de modo a não me torturar ou pensar nisso o tempo todo e então posso trabalhar nas minhas relações com o Criador?

Resposta: Pelo contrário, seus pensamentos sobre isso também são uma correção. Você deve ver o mundo corretamente, e não o mundo oposto.

Comentário: Mas não é fácil.

Resposta: O mais importante é alcançar o estado de que “não há outro além Dele”, a única força que administra e opera a todos para nos levar ao objetivo da criação. Portanto, Ele é o único com quem eu lido. Todos os outros são aqueles através dos quais Ele me doa. O objetivo é ascender acima do nosso ego, acima do “eu” que se enfurece dentro de nós. Isso é certamente impossível sem o ambiente correto que nos apoia e orienta.

Pergunta: Uma pessoa pode superar tais emoções fortes que surgem em relação ao outro?

Resposta: De acordo com a sabedoria da Cabalá, o ódio, a luxúria e a inveja, apesar de serem emoções terríveis, são realmente as emoções mais abençoadas, que podem levar a uma grande correção.

Da Lição de Cabalá em Russo 01/05/16

Comente