“Trabalhadores Sem Deficiência São Menos Propensos A Trabalhar”

laitman_926_02Nas Notícias (Russian Bazaar): “Um em cada 3,5 americanos em uma idade em que são capazes de trabalhar, que nasceram no território dos Estados Unidos, está vivendo à custa de parentes e de bolsas de assistência do governo. Essa conclusão chocante foi feita por analistas do Centro de Estudos de Imigração (CIS), com base em novas estatísticas do Escritório do Censo (Census Bureau) e do Departamento de Trabalho (DOL).

“O aumento no número de americanos desempregados: mais uma consequência da classe média em desaparecimento, que durante o reinado de Barak Obama caiu para um recorde de 47% – 49%.

“Cidadãos desempregados eram mais propensos a admitir que ser pobre hoje pode ser mais rentável do que o contribuinte trabalhador. …

“Se há uma década ser um representante da classe média era prestígio, agora os pobres são muito mais do que a classe média.

“A transição consciente para as fileiras dos pobres é observada em toda a América”.

Meu Comentário: O mundo está avançando rumo ao fim do seu desenvolvimento egoísta e à passagem para o nível do desenvolvimento integral, o desenvolvimento de uma conexão interna entre os indivíduos até sensação plena de todos nós como um todo.

A necessidade do trabalho supérfluo está desaparecendo. Vamos fabricar apenas o que é imperativo para a nossa existência. Vamos investir todo o nosso tempo e energia na criação de conexões integrais entre nós a partir de um desejo e anseio (Achishena – Eu vou apressá-lo) ou da compulsão pelo sofrimento (Beito – em seu tempo).

Comente