O Criador No Tribunal

Laitman_182_02Comentário: Se eu pudesse chegar ao seu Criador, eu gostaria que Ele me explicasse toda a história!

Resposta: De forma geral, eu concordo com você. Até mesmo o próprio Criador não é contra pessoas se voltando a Ele, mesmo com suas acusações. Porque de outra forma elas não voltariam!

Todo mundo reclama de sua vida. Compreensivelmente, todo mundo está certo sobre alguma coisa ou mesmo sobre tudo. Afinal, não é a pessoa que se coloca em todos os tipos de situações e desconfortos; é a sua natureza, a sua falta de compreensão, a sua falta de previsão, a imprevisibilidade do mundo. Portanto, de que forma podemos chegar a qualquer pessoa com queixas?

Se olharmos para o seu destino, para o seu comportamento, descobriremos que cada um de nós nasce, vive e morre não de acordo com seu desejo. Mesmo nossas ações são determinadas de acordo com as circunstâncias e características estabelecidas em nós desde o início e não de acordo com nosso desejo. Assim, uma pessoa não é livre em relação a nada. Se assim for, não há ninguém para se queixar!

Mas o criador de tudo o que está acontecendo, que criou tudo, está pronto para sustentá-la. Ele também está pronto para nós O acusarmos. Porque durante o julgamento do Criador, com todas as nossas reivindicações e acusações, nós aprendemos Sua atitude em relação a nós, a razão pela qual Ele nos fez é tão pequeno que somos punidos pela natureza. Nós descobrimos o objetivo de nossa criação e do nosso destino. Vamos entender por que nascemos, vivemos e morremos no sofrimento.

Em última análise, vamos começar a entender que todas as nossas reivindicações são em relação ao nosso Criador, e é especificamente Ele que queremos trazer ao tribunal!

É precisamente a sabedoria da Cabalá que esclarece o problema da relação mútua entre uma pessoa e o Criador. Portanto, ela é a ciência mais importante no mundo porque a pessoa não tem nada mais importante do que esclarecer essas relações. Na natureza, não há nada mais do que isso!

Comente