O Que Celebramos Em Pesach

Dr. Michael LaitmanPergunta: Quem são os Egípcios e os filhos de Israel em termos do trabalho espiritual?

Resposta: A Torá fala de uma pessoa como de um objeto que inclui em si o mundo inteiro. Tudo está dentro da pessoa.

Os Egípcios em nós são forças egoístas; o povo de Israel são forças altruístas ou forças que querem ser altruístas, mas estão sob o comando dos Egípcios (egoísmo). O Faraó representa a totalidade do ego em que nós existimos.

O Criador é a força superior que controla o Faraó, Moisés e todos os outros. Sua tarefa é trazer toda a criação à equivalência de forma com Ele, ao altruísmo. Mas isso requer o reconhecimento do ego como um mal e a saída dele.

Moisés é a força que representa a parte do Criador que existe dentro da pessoa e que a puxa para a revelação e realização das qualidades espirituais superiores. Entre estas forças ocorrem interações quando a pessoa sente dentro de si quais de seus desejos são egoístas, quais são altruístas, quais deles necessitam de uma conexão com o Criador e quais se agarram ao Faraó.

Desta forma, ela os classifica internamente e, como resultado deste trabalho, entende o que realmente a impulsiona. Ela vê que está completamente sob o controle do Faraó. Para onde quer que se vire, em todos os lugares, ela descobre o Faraó escondido dentro dela.

Ela acha que já trabalha em prol da doação e amor ao próximo, que está acima de todos os desejos egoístas terrenos, mas ela ainda continua revelando-os dentro de si mesma. No final, ela não apenas se desespera, mas está convencida de que o Faraó a possui 100%.

Mas, ao mesmo tempo, um ponto especial chamado Moisés, que resiste ao Faraó, emerge dentro dela. Ela começa uma luta com o Faraó e condena-se às dez pragas do Egito que deve passar por cima do ego. Desta forma, a pessoa começa a entender que pode se livrar do ego. Mas como ela pode fazer isso? Não está claro ainda.

Com essa sensação ela entra em uma noite escura, onde, por um lado, não consegue ver e entender como a redenção acontece, mas, por outro lado, deseja-a apaixonadamente. Esta noite é chamada de noite da saída do Egito e nós a celebramos em Pesach.

Comente