De Estado Para Estado

laitman_233Pergunta: Suponha que eu culpe um amigo por não ser bom para mim. Por outro lado, entendo que este é o Criador. Essas duas situações- entre o Criador e a forma pela qual Ele me envia tudo – realmente me destroçam. Onde está o ponto de virada, o lugar onde as duas coisas se conectam?

Resposta: Quando algum pensamento negativo aparece em mim a respeito de um amigo, isso é resultado do egoísmo que está crescendo dentro de mim. Nada mudou, exceto o ego (desejo). O desejo é o único componente que muda em toda a criação. Em cada um de nós, ele cresce gradualmente tanto qualitativa como quantitativamente.

Quando o desejo aumenta, eu começo a sentir novas sensações sobre meus amigos, e, em geral, elas são negativas. Se eu não fizer nada, eles agem em mim, e é absolutamente possível que me tirem desse estado. Ou, eu faço alguma coisa e minha situação muda. Em ambos os casos, os estados são transformados em estados opostos. De cima, eu compreendo o quão rápido tudo pode se transformar e como a minha opinião sobre os amigos pode se transformar de negativa em positiva, e, mais tarde, o contrário. É assim que nós aprendemos.

De nós, só uma coisa deve ser alcançada: que nós criemos uma imagem, um sistema, um exemplo do estado ideal mais elevado dentro de nós, e ansiemos por ele, querendo realizá-lo entre nós, incluindo-o dentro de nós, para que nos tornes não “nós”, mas “um”. Isso significa que nós não só vamos nos tornar conectados, mas vamos trabalhar como um único corpo, de tal forma que o “nós” desaparece. Não há somatório. Em vez disso, há “um” que inclui tudo dentro dele.

Nós sabemos que dez componentes da criação se conectam harmoniosamente entre nós no nível mais baixo. Eles são iguais em valor a um, um único componente da criação no próximo nível. Dentro dele, o ego cresce e cria novamente mais dez componentes desde um ponto que trabalha neles mesmos, se integram, sobem ao próximo nível, e, em seguida, se transformam numa única unidade lá. Esta é a ordem de crescimento dos níveis.

Portanto, a gente sempre precisa ver esse padrão até que ele se torne nosso estado interno, com a sensação real de que estamos vivendo dentro dele, existindo nele.

Pergunta: Quando a transição de dez para um é sentida num determinado grau, você também começa a entender que não poderia ser de outra forma. Isto significa que todos os estados ruins são intencionalmente enviados pelo Criador para sentirmos Sua bondade e Seu cuidado.

Resposta: Isso acontece porque os sentimentos crescem em você dessa forma por observações e novas características que você não podia sentir antes.

Pergunta: Às vezes eu estou nesses estados por um dia, dois dias, uma semana, e às vezes passo por eles em segundos. Como é possível acelerar esse processo? Como a pessoa se volta corretamente ao Criador?

Resposta: Nunca se desculpe pelo estado e que você está. Mesmo o melhor estado vai passar o mais rapidamente possível e se transformar num estado mais elevado. Você não quer atrasar qualquer um deles, nem mesmo por um segundo. É impossível parar o momento. Caso contrário, você chega ao adversário, como o Doutor Fausto.

Pergunta: Há tais estados que simplesmente caem e se acumulam em mim, e eu sequer tenho tempo suficiente para esclarecer e compreendê-los. O que esta acontecendo comigo?

Resposta: Isso não importa. Depois disso, você irá esclarecer as coisas. Às vezes, é impossível compreender corretamente o seu estado, mesmo no nível seguinte, mas apenas depois de alguns níveis. Às vezes, o que você já passou começa a ser percebido e compreendido depois que dez anos se passaram. Não se preocupe. A principal coisa é a aceleração.

Da Semana Mundial do Zohar “Convenção de Educação Integral”, Dia Três, 04/02/14, Workshop 5

Comente