Sete Bilhões De Ouvintes

Dr. Michael LaitmanPergunta: Eu moro no Peru. Este é um grande país. Apenas na capital, Lima, vivem cerca de oito milhões de pessoas, mas nós ainda não conseguimos construir um grupo. Por quê?

Resposta: Eu entendo e sinto muito bem a sua dor, mas a ideia é que existe um programa superior e nós não compreendemos por que ele é realizado exatamente dessa maneira. Enquanto não chegarmos à raiz, enquanto não conseguirmos ver todo o sistema, a alma inteira, onde cada um está localizado e o motivo no qual precisa experimentar este destino ou outro, até então, não vamos entender nem iremos justificar o Criador. Nós sempre teremos reclamações contra Ele.

Eu tenho disseminado a sabedoria da Cabalá desde 1983. Naquela época, eu escrevi meus três primeiros livros, há apenas trinta anos. E eu comecei a estudar seis a sete anos antes disso. Nos anos que se passaram, um grande trabalho foi feito em todo o mundo. Muitos grupos investiram enormes esforços na criação e distribuição de materiais através de uma série de canais.

No entanto, os resultados são desproporcionalmente pequenos. Nós vemos que somente poucos têm um desejo de alcançar a verdade.

Realmente, nunca haverá muitas pessoas como estas. Assim é como o mundo é construído. Essas pessoas especiais estão em minoria e não deve ser de outra forma, pois todo o resto as segue.

No momento, nós — algumas centenas de milhares pessoas em todo o mundo — nos preparamos corretamente. O mundo vai despertar e nos seguir. Em princípio, um só pastor é suficiente para que todos possam atingir a meta. Portanto, é proibido julgar de acordo com a quantidade, porque a espiritualidade é construída totalmente em qualidade e uma pessoa pode ser equivalente não só a milhões, mas a bilhões.

Assim, continue se esforçando. Junte-se aos grupos americanos através da Internet, e, finalmente, veremos que você virá para as convenções com muitas outras pessoas. O mais importante aqui é não se queixar. Não vemos todo o “mapa”; não temos conhecimento de todo o programa. É necessário aceitar o resultado como ele é, e agir independentemente das circunstâncias. Mesmo quando há vazio ao redor, eu devo me voltar para todo o mundo como se todos estivessem me ouvindo.

Especificamente dessa forma, eu me dirijo, voltando-me para todos como se todos os sete bilhões estivessem me ouvindo, ansiosos em entender e descobrir, absorver cada palavra. Este é o meu dever; e quantos deles o Criador despertará, e em que grau, é problema Dele.

Eu recomendo essa abordagem para todos os envolvidos na disseminação. Pois assim, eu sou “puro”; o Criador estabelece o tempo para o mundo despertar, e eu aceito isso com tranquilidade.

Da Convenção em Nova Jersey 10/05/13, Lição 1

Comente