Textos na Categoria 'Vídeos'

Comportamento Antissocial Dos Jovens: Existe Uma Solução?

Ultimamente temos visto ondas de eventos trágicos em todo o mundo. Uma das tendências mais tristes são os tiroteios em massa nos EUA, muitos dos quais foram realizados pela geração jovem.

O que faz uma pessoa matar tão cedo?

Vivemos em uma sociedade da informação. Enquanto os pais trabalham duro 24 horas por dia, 7 dias por semana, para correr atrás das inovações recentes, as crianças são deixadas em casa sozinhas com seus telefones e dezenas de canais de informação constantemente influenciando-as. No entanto, todos esses canais não lhes dão uma sensação real de estar aqui e agora, serem amadas, serem cuidadas. Portanto, primeiro, o comportamento antissocial é a maneira de atrair atenção para si, de ser visto.

No entanto, se olharmos mais de perto, veremos que o problema está muito mais profundo. De acordo com a sabedoria da Cabalá, hoje, a humanidade em geral chega a um ponto em que precisa começar a desenvolver uma maior consciência da natureza que a envolve: a força de amor e doação.

A geração mais jovem, especialmente os adolescentes, sente mais essa necessidade. Isso é expresso em perguntas como: “Qual é o sentido da vida?”, “Como posso transformar minha existência inútil em algo grande e valioso?”, “Como posso ser necessário para meus pais/amigos/sociedade?” As crianças fazem essas perguntas e, infelizmente, não obtêm respostas. Elas não são estúpidas, não são criminosas, é assim que a pressão interna as afeta e elas não têm um método de como lidar com isso.

Portanto, para impedir que os jovens de hoje apoiem diferentes tipos de comportamento antissocial, a própria sociedade deve ensiná-los a sair do falso paradigma deste mundo, como entender a realidade, lidar com as influências da sociedade da informação e descobrir o sentido da vida: a entrada para o mundo superior e a existência superior.

Qual É A Cura Para O Câncer?

Cada célula do nosso corpo físico possui um mecanismo de autosustento. No entanto, ela consome apenas o necessário para o seu funcionamento útil no sistema interconectado de tecidos e órgãos. Se, no entanto, uma única célula do corpo humano começar a funcionar para outro propósito que não o organismo inteiro, ela se tornará cancerosa.

O mesmo vale para as pessoas da sociedade e da natureza. Assim que alguém começa a pensar apenas em si mesmo, o sistema é “influenciado” por esses pensamentos e desejos. Então, cada elemento começa a consumir tudo para seu próprio benefício, não deixando nada para os outros. É assim que um tumor cancerígeno é formado. Se não pensamos nos outros, destruímos não apenas nós, mas todos os outros níveis da natureza: inanimado, vegetativo e animado. Quando o crescimento canceroso de uma atitude egoísta em relação a todos se espalha além de um certo limite, a humanidade começa a se consumir.

Qual é a solução para esta situação?

A sabedoria da Cabalá afirma que, quando entendermos nossa natureza egoísta e aplicamos esforços para superá-la através da construção de conexões amorosas entre nós, entraremos em um novo nível de percepção da realidade. Assim que as relações humanas se tornarem mútuas, gentis, benevolentes e todos nós nos unirmos em um sistema completo, o mundo ficará equilibrado e não haverá espaço para o câncer em nenhum nível.

Que Profissões Se Tornarão Obsoletas?

Hoje, o desenvolvimento da tecnologia e da inteligência artificial nos faz pensar em nosso futuro. Se a força de trabalho humana não é mais necessária, o que será de nós? Como isso influenciará a estrutura social?

O historiador e filósofo Yuval Noah Harari, em seu livro Uma Breve História do Amanhã, afirma que, em um futuro próximo, a humanidade será dividida em duas subespécies:

1) a minoria, “os donos” da inteligência artificial e os superespecialistas;

2) a maioria, todo mundo.

Em uma ampla consideração, ainda haverá produtores e consumidores, mas quando todos os nichos de trabalho forem preenchidos com uma força de trabalho automatizada, “todo mundo” se tornará apenas uma “massa proteica” inútil, estimulada artificialmente para consumir. Já podemos observar esse fenômeno hoje. Parece que há mais por vir.

Como podemos gerenciar essa situação emergente?

A sabedoria da Cabalá afirma que, além do que observamos, existe um governo superior. A humanidade não existe por si só. Ela tem um objetivo predefinido de existência e estágios pelos quais precisa passar para atingir esse objetivo.

De acordo com o processo natural, primeiro, chegaremos ao entendimento de que estamos nos matando (na Cabalá, isso é chamado de “reconhecimento do mal”). Então, revelaremos gradualmente a possibilidade da realidade superior, perfeita e eterna, para a qual podemos passar suavemente a partir da nossa existência atual.

Como resultado, todos passaremos por uma transformação interior, e não importa quais profissões desaparecerão e quais permanecerão, a humanidade estará ciente de como equilibrar e viver uma vida alegre e encantada.

Faça um curso gratuito de Cabalá para encontrar respostas verdadeiras sobre a vida

Este curso é uma jornada para entender a vida e como todas as suas peças se juntam. O objetivo é fornecer respostas científicas genuínas para todas as perguntas que você já teve sobre a vida e, o mais importante, o que você pode fazer sobre isso. Além disso, tem como objetivo fornecer ferramentas para atualizar a maneira como você pensa e percebe a realidade, o conhecimento essencial sobre sua natureza e como restaurar seu propósito, além de ajudá-lo a alcançar a autorrealização.

Por Que Os Judeus Podem Trazer Unidade Para O Mundo? – Conversa Com Matt Beat

Quando você menciona “os judeus” em uma conversa, a reação de seu companheiro amável e amigável pode ser imprevisivelmente negativa. Há algo de secreto, ótimo e até misterioso no povo judeu. Por que atraímos emoções tão controversas?

Os judeus são o grupo originado cerca de 3.800 anos atrás por Abraão de 70 nações da antiga Mesopotâmia, o berço da civilização humana. Assim, como uma amostra representativa da população total, o povo judeu passa a ser o minimodelo do mundo.

Portanto, hoje, na situação de uma crise global, se os judeus cultivarem a unidade entre eles, ela se irradiará para todas as outras nações e levará todos a um novo estado positivo, feliz e elevado.

The Jew Function – Canal do YouTube dedicado a esta série

O Que É Um Judeu De Verdade? – Conversa Com Matt Beat

O judeu é um representante de um grupo étnico ou religioso específico? Aplica-se à identidade nacional ou ao status social? É algo do qual que você pode se tornar ou se livrar?

Não é nenhuma das opções acima. De acordo com a sabedoria da Cabalá, “judeu” é uma qualidade que desperta em uma pessoa que anseia por conexão com a força superior de amor e doação por meio da união com outros seres humanos.

Deste ponto de vista, não há judeus bons ou ruins, nem judeus verdadeiros ou semi-verdadeiros. Existem apenas pessoas que desejam manter a condição de “amar seu próximo como a si mesmo” e equilibrar a natureza destrutiva do ego humano com o poder de conexões positivas entre nós.

Hoje, vemos o mundo cada vez mais dividido, uma situação que pode levar a uma explosão. Nosso ego está crescendo rapidamente, o que torna as pessoas cada vez mais alienadas uma da outra. No entanto, mesmo em tais condições, há uma chance de alcançar uma vida pacífica e agradável. Se deixarmos que o ponto chamado “judeu” apareça em nossos corações, seremos capazes de nos reunir e cultivar relações humanas saudáveis ​​de forma pacífica e equilibrada.

The Jew Function – Canal do YouTube dedicado a esta série

Qual É A Raiz Do Ódio Contra Os Judeus? – Conversa Com Matt Beat

Ao longo dos séculos, o ódio contra os judeus não pôde ser explicado racionalmente. Alguns povos disseram que os judeus são muito desapegados do resto da sociedade, e outros disseram que envenenaram suas crenças, mas, na verdade, quanto mais os judeus tentavam assimilar e dispersar entre as nações, mais eram odiados. Por quê?

O ódio contra os judeus existe porque, de acordo com as leis da natureza, eles precisam levar o mundo ao estado completo e conectado, mas se recusam a realizar essa tarefa.

O povo judeu é o conjunto das 70 nações do mundo antigo. Assim, conscientemente ou não, eles representam todas as nações do mundo, e a relação entre elas define a relação entre os diferentes grupos étnicos.

O mundo de hoje pede encontrar a solução para a crise geral e de rápido crescimento. Essa solução está na natureza da conexão entre as pessoas, e os judeus são os que possuem a chave para isso. Assim que eles mantiverem a união entre eles de acordo com o princípio “ame o seu próximo como a si mesmo”, o mundo inteiro seguirá o exemplo deles, e o ódio se dissolverá e se transformará em apoio.

“The Jew Function” – Canal do YouTube dedicado a essa série

Como A Conexão Entre Judeus Beneficia A Humanidade – Conversa Com Richard S. Hirschhaut

Richard S. Hirschhaut, diretor do Comitê Judaico Americano (AJC) em Los Angeles, encontra o Cabalista Dr. Michael Laitman para discutir os benefícios decorrentes da unidade entre judeus.

Existe uma lei geral da natureza que atrai as pessoas para uma conexão cada vez mais ampla. Hoje, podemos observá-la na tendência global de total interdependência entre todos os domínios do engajamento humano. No entanto, também podemos ver que as relações entre as pessoas se tornaram muito difíceis e, ao contrário do grande sistema, pequenos elementos desse sistema têm um senso interno de independência pessoal.

Um problema menor, mas muito semelhante, apareceu 3.800 anos atrás na antiga Mesopotâmia. Foi uma profunda crise do relacionamento humano, conhecida como a Torre de Babel. No topo dessa crise, Abraão reuniu um grupo vindo dos representantes das nações da antiga Babilônia e os chamou de povo de Israel (“dirigido à força unificadora da natureza”). As especificidades desse grupo eram a capacidade de se conectar conscientemente acima das crescentes rejeições.

Desde a história, sabemos que os judeus se dispersaram e se exilaram, e agora eles se conectam apenas quando há uma pressão externa sobre eles manifestada no antissemitismo e no ódio. No entanto, se hoje, o povo judeu implementar o método de conexão que eles receberam de Abraão, os judeus e o mundo inteiro se beneficiarão com isso, e a humanidade terá a chance de sair da crise com alegria e felicidade

Qual É A Solução Para O Antissemitismo Nos EUA? – Conversa Com Richard S. Hirschhaut

Richard S. Hirschhaut, diretor do Comitê Judaico Americano (AJC) em Los Angeles, encontra o Cabalista Dr. Michael Laitman para discutir o fenômeno do antissemitismo nos EUA, e como estabelecer conexões positivas entre judeus ajudará a unir todas as pessoas.

Os EUA têm o clima mais favorável ao antissemitismo. Infelizmente, hoje, tornou-se uma infraestrutura social onde falar negativamente sobre judeus é normal.

Como podemos mudar a situação?

A solução está nas origens judaicas. Quem são os judeus? Eles são o conjunto de 70 nações que viviam na antiga Mesopotâmia, o berço da civilização. Unidos em uma entidade por Abraão e seus ensinamentos sobre equilibrar nossa inclinação egoísta, criando uma rede de conexões positivas entre as pessoas, eles se tornaram o primeiro e único exemplo da implementação prática desse método.

Hoje, o mundo inteiro é parte de um grande experimento global ao experimentar uma crise, e todos nós precisamos de um método de conexão revelado nos ensinamentos de Abraão para ser aplicado em larga escala. O povo judeu tem o manual para essa conexão. Assim, como um minimodelo do mundo antigo e moderno, o povo judeu precisa apresentar um exemplo de coesão e unidade. Quando fizerem isso, outros seguirão seus passos no caminho para uma vida boa e realizada.

Hoje, muitas comunidades nos EUA estão tentando fazer o possível para garantir a segurança, o bem-estar e o reconhecimento dos judeus entre os outros países. No entanto, nunca é suficiente, a menos que os judeus cumpram seu papel, e o antissemitismo se transforme em amor e apoio.

Como A Conexão Entre Judeus Pode Combater O Antissemitismo – Conversa Com Richard S. Hirschhaut

Richard S. Hirschhaut, diretor do Comitê Judaico Americano (AJC) em Los Angeles, encontra o Cabalista Dr. Michael Laitman para discutir como o estabelecimento de conexões positivas entre judeus ajudará a combater o antissemitismo.

Em nosso tempo, o mundo se torna cada vez mais interconectado globalmente. Assim, uma crise em um lugar do mundo tem o poder de influenciar todos os domínios do envolvimento humano. Como isso está relacionado com o surgimento do antissemitismo?

De acordo com a sabedoria da Cabalá, nossa realidade é moderada por duas forças: negativa (nosso egoísmo, egocentrismo) e positiva (integração, conexão). O ego humano existe naturalmente em constante crescimento, enquanto a integração depende da construção de conexões humanas positivas. Considerando a situação de hoje, a humanidade não tem a capacidade de se conectar acima das atitudes egoístas. O povo judeu, no entanto, tem a capacidade de implementar e passar isso a todos.

Isso nos remete à história do povo judeu e à raiz específica do antissemitismo. Os judeus se originaram na antiga Babilônia como um grupo unido em torno do princípio “o amor cobre todas as transgressões”. Isso significa que eles carregam o método de conexão interior, mesmo que não o tenham conhecido. O ódio contra o povo judeu aparece no ponto em que eles possuem um tipo de chave para a felicidade humana que não conseguem implementar em si mesmos e compartilhar com ninguém.

Portanto, se desejamos o fim do antissemitismo, o povo judeu deve exemplificar o caminho da conexão para todos e, ao fazer isso, a crise irá parar e um novo nível de conexão irradiará para o resto do mundo.

Uma Necessidade Urgente De Unidade – Conversa Com Richard S. Hirschhaut

Richard S. Hirschhaut, diretor do Comitê Judaico Americano (AJC) em Los Angeles, encontra o Cabalista Dr. Michael Laitman para discutir as raízes do ódio contra os judeus e como a unidade judaica pode transformá-lo em amor.

Sete em cada dez judeus nos EUA temem o antissemitismo. De acordo com a sabedoria da Cabalá, esta é uma tendência que só aumentará até que o povo judeu perceba uma necessidade urgente de se unir.

O que precisa acontecer para que o povo judeu sinta a urgência de se unir?

Existem duas maneiras: uma é através de ameaças externas e antissemitismo, que unem os judeus aumentando o sofrimento; e a segunda é um caminho de conscientização, onde o povo judeu pode construir conexões positivas acima da rejeição natural entre si.

Para seguir um caminho positivo e diminuir o antissemitismo, é necessário um amplo esforço educacional, que explique a natureza do ódio contra o povo judeu e, com esse entendimento, a maneira de transformá-lo em amor. Primeiro, os judeus precisam aprender quem eles são, ou seja, o que os torna judeus, qual é o seu papel e como eles têm um método para se unir acima das divisões e diferenças. Então, ao implementar esse método, eles poderão abrir o caminho para uma experiência harmoniosa de unidade e paz, tornando-se uma força imensamente positiva no mundo.