Textos na Categoria 'Formação Integral'

O Plano Para Sair Da Crise, Parte 3

 Dr. Michael LaitmanPergunta: Que tipo de ordem social a educação integral acabará por nos trazer?

Resposta: O objetivo da educação integral não é mudar a ordem social, mas educar uma pessoa. Ela tem que ensinar a pessoa a existir neste mundo, não na Lua ou no espaço exterior, mas na Terra, e não em um bangalô na selva, mas entre as pessoas de uma cidade moderna em um país desenvolvido.

Particularmente, os cem países mais desenvolvidos experimentam problemas agora. E quanto mais desenvolvido o país, mais graves são os problemas, mesmo que haja mais meios para cobri-los ou abafá-los. Mas todas as tentativas para lidar com os problemas não levam à sua resolução, só conduzem a uma doença mais profunda até que ela explode.

Já vimos para onde levam a linha direita e a linha esquerda. A linha direita pode levar ao regime fascista, mas a linha esquerda também pode levar ao nazismo. Afinal, essas manifestações extremas são um balanço para uma direção ou outra.

De fato, a esquerda e a direita diferem apenas em algumas palavras, mas são semelhantes em sua perseverança e fanatismo. Ambas estão prontas para destruir seus oponentes, aqueles que não concordam com sua opinião, porque são fundads em seu ego.

A educação integral tem que trazer uma nova tendência: a linha do meio que não é nem esquerda nem direita. Isso precisa ser ensinado porque a humanidade não pode descobri-la por conta própria, pois não há linha do meio na natureza. Com isso, damos à humanidade a oportunidade de desfrutar de um espectro completo de inclinações humanas, da esquerda para a direita e da direita para a esquerda, que é a linha do meio.

A linha do meio permite elevar-se acima da natureza humana até a conexão onde o amor cobre todos os crimes. Não há tal possibilidade na natureza ou na natureza do homem, e sem educação especial nós nunca chegaremos a ela.

Tal educação não pode ser criada por nenhuma universidade ou academia, pelos professores mais inteligentes, mas apenas pelos Cabalistas que estudam e usam a linha do meio, construindo boas relações acima de todo o mal.

Uma sociedade humana, uma família, e até mesmo uma amizade entre duas pessoas só podem existir na forma equilibrada que não destrua nem o bem nem o mal, a esquerda ou a direita, mas sim cubra todas as diferenças e se eleve acima delas. Esta é a única maneira da conexão poder ser alcançada.

Esse método tem que vir da Cabalá. A natureza não pode nos revelar esse método porque não há grau humano na natureza. Nossos corpos físicos pertencem ao grau animal, mas nossa consciência pertence ao grau humano. No entanto, o grau humano não existe na natureza, apenas os graus inanimado, vegetal e animal existem.

O grau humano significa que vemos, pensamos, entendemos e sentimos o ser humano dentro de nós mesmos, e não há tal coisa na natureza. Nós viemos dos macacos, mas ainda não nos tornamos humanos, o grau humano. Uma nova qualidade chamada “um humano” ainda não surgiu dentro de nós. O fato de termos aprendido a usar todos os tipos de máquinas em vez de varas não significa que nos tornamos humanos. Ainda é o mesmo animal, só mais confuso.

É o mesmo macaco que se desenvolveu até o ponto onde recebeu uma bomba atômica em suas mãos, e não o grau humano que temos que alcançar. A natureza continua o programa de evolução, nos empurrando ao desenvolvimento. E não estamos prontos para isso porque contradiz todo o nosso desenvolvimento anterior.

Durante a transição de um grau para outro, é necessário cancelar o grau anterior, fazer uma restrição, subir acima dele, e inverter a qualidade oposta.

É por isso que a ascensão ao grau humano só é possível com a condição de restringirmos e usarmos o grau anterior somente em uma forma oposta, em prol da doação, para que todo o nosso egoísmo sirva apenas para se tornar seu oposto.

Mas isso requer uma educação que derive do grau falante, do educador que já está no nível humano: o Cabalista. Portanto, a sabedoria da Cabalá é revelada em nossos dias e pode salvar a humanidade.

A forma da futura sociedade é descrita por Baal HaSulam em seu artigo “A Última Geração”. Mas somente os Cabalistas podem ensinar à humanidade tais relacionamentos, e essa é a missão deles. Portanto, em nosso tempo a sabedoria da Cabalá é revelada e há uma organização chamada Bnei Baruch. Nós temos o direito de existir apenas na condição de nos prepararmos para o cumprimento dessa missão.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/01/17, Lição sobre o Tópico: “Mismah Arosa (Documento Arosa)”, “Plano para Sair da Crise”

Nova Vida # 522 – De Uma Nova Sociedade Para Uma Nova Família

Nova Vida # 522 – De Uma Nova Sociedade Para Uma Nova Família
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Nas últimas décadas, nós já passamos por uma mudança dramática. Surtos, lutas e conflitos familiares tornaram-se comuns.

Resumo

A solução para os problemas na família será encontrada somente quando soubermos para onde a natureza está nos levando, o que é a lei da equivalência de forma, e equalizarmos nossa forma com Ele. Todos nós devemos nos tornar uma grande família. Quando nós construirmos uma nova sociedade, as famílias vão se dar bem, haverá amor, consideração e reciprocidade; tudo o que quisermos que esteja na família temos que criar na sociedade por nós mesmos.

Na sociedade que estamos construindo, cada pessoa vai começar o dia com 15 minutos vendo algo sobre relações interpessoais corrigidas. Depois disso, no trabalho, o dia começará com um workshop de conexão sobre as relações corretas entre as pessoas.

No final do dia, vamos passar para um workshop que vai nos preparar para voltar para casa e como agir com calma e se relacionar com os membros da família em casa. Processos sociais de educação em todo o país como estes nos trarão a sensação de uma vida maravilhosa; vamos estar nas nuvens. Isso vai curar nossas conexões com os membros da família e colegas de trabalho e também vai comprar segurança para nós.

A direção é: cada um deve ver como ele transcende seu egoísmo para uma vida mais elevada. De modo que cada um terá forças para se relacionar bem com a família em casa, é necessário apoio social. Esse estado futuro será chamado de outro mundo, um mundo corrigido onde a força de amor e doação irá prevalecer entre nós.

Sem um processo nacional de educação social, nenhuma família terá sucesso em se contentar apenas com o crescente egoísmo. O ego crescente fará com que cada membro da família se encerre em seu próprio canto, sem qualquer conexão com os outros. Vale a pena a realização de um workshop familiar: vamos falar sobre o que é uma boa família, o que nos permitirá fazer concessões, e assim por diante ….

Somente a educação do povo trará a educação da família. A direção é: todos nós somos amigos; todos somos uma família.

De KabTV “Nova Vida # 522 – Em Homenagem ao Dia da Família – De Uma Nova Sociedade Para Uma Nova Família”, 15/02/15

O Líder Carismático E O Bem Público

laitman_263Pergunta: Quem pode influenciar os outros?

Resposta: Existem pessoas que têm uma grande influência sobre outras. Isso vem da raiz de sua alma. Elas nascem líderes com um carisma especial. E é muito importante que a sua influência seja positiva.

Nós devemos educar as pessoas para que os líderes que tiverem sucesso em educação integral possam conduzir as massas mesmo com um pouco do carisma que têm.

Mas o carisma sozinho não é suficiente, porque ele pode ser um sinal negativo, como acontece com Hitler. Portanto, primeiro devemos corrigir a pessoa e só então ajudá-la a tornar-se carismática.

O carisma aparecerá precisamente da percepção da grandeza do objetivo e que ela pode dar à humanidade o conhecimento acumulado através dessas propriedades especiais.

Mas se a pessoa não é educada corretamente, ela pode se tornar prejudicial para todos. Assim, as pessoas carismáticas que querem ser líderes, mas não querem ser parte do sistema de educação integral e passar por uma correção, são um grande problema!

Correção significa ver a si mesmo trabalhando cada vez mais em benefício da sociedade. Quando uma pessoa compreende a importância de sua participação no sistema comum, ela começa a liderar.

De Kab TV “Conversas com Michael Laitman” 13/05/15

Boa Vizinhança É O Remédio Para Guerra Civil?

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (echo.msk): “Os cientistas afirmam que você precisa de cinco ou mais amigos íntimos para ser feliz. Amigos que você não só está em estreito contato, mas aqueles com quem você também compartilha suas preocupações e os seus momentos de alegria, e com quem você compartilha interesses e hobbies comuns.

“Isso é possível na realidade atual da metrópole cinza e agressiva? É muito comum ma situação onde vizinhos que vivem no mesmo edifício não só não se conhecem pelo nome, mas, às vezes, nem sabem como se parecem as pessoas que vivem em seu prédio. A indiferença leva à falta de responsabilidade e a irresponsabilidade contribui para diversos males sociais desde a manutenção deficiente do edifício até a manutenção deficiente do país.

“Afinal de contas, uma sociedade onde as pessoas não estão conectadas e onde os vizinhos não têm contato e até mesmo expressam hostilidade mútua está condenada à destruição tanto interna e externa. É fácil manipular as pessoas em tal sociedade e dirigir a consciência e energia da massa para qualquer direção que se deseja.

“Pessoas solitárias sem apoio social que são governadas pelo medo e pelo pânico estão inclinadas a ações inadequadas, que, em outras circunstâncias, nunca teriam sido consideradas. Em tal sociedade o valor da vida humana cai drasticamente. Afinal, é a vida de um estranho que eu não conheço e que, inclusive, pode ser hostil para mim. Como todos nós sabemos o medo e a desconfiança criam a agressão.

“Tal sociedade pode facilmente se encontrar à beira da guerra civil. Nessas ocasiões, as pessoas estão não só fisicamente, mas também emocional e moralmente indefesas, desorientadas, e são facilmente manipuláveis. Essa é uma situação muito perigosa quando uma pessoa não tem um amigo ou um vizinho ao seu lado que possa recorrer para pedir conselhos ou ajuda, ou simplesmente para se sentir segura e que ela é parte de um mundo de boa vizinhança”.

Meu Comentário: É somente pela educação integral sistemática, baseada na equivalência de forma com a natureza, que nós podemos estabelecer uma conexão entre as pessoas, criar um sentimento de união e um novo relacionamento: um desejo onde as pessoas sentem o mundo superior.

Os Jovens E Desempregados Não Vão Cruzar Os Braços

Dr. Michael LaitmanNas Notícias (BBC News): “Os jovens sem trabalho, educação ou formação por seis meses terão que fazer trabalho comunitário não remunerado para obter benefícios se os Conservadores ganharem a eleição.

“David Cameron disse que cerca de 50.000 jovens com 18 a 21 anos seriam obrigados a realizar uma experiência de trabalho diário a partir do primeiro dia de sua reivindicação, juntamente com a procura de emprego.

“A reorganização do auxílio desemprego garantiria que os jovens ‘não seriam sugados numa vida no auxílio desemprego”, disse ele num discurso.

“O Partido Trabalhista disse que os Conservadores não estariam fazendo nada para que os jovens tivessem “empregos reais”.

“A oposição prometeu empregos obrigatórios garantidos aos jovens desempregados, pagos por um imposto sobre os bônus dos banqueiros.

“Os Conservadores estão se concentrando em reformas no auxílio desemprego esta semana, na medida em que eles elaboram linhas de combate antes das eleições gerais de maio.

“Seu programa de trabalho comunitário proposto vai custar cerca de 20 m libras (31 m de dólares), pagos pelas “poupanças iniciais” a partir da entrega de crédito universal.

“Aqueles com idade entre 18 e 21 anos que não tenham tido emprego, educação ou treinamento, conhecidos como “Neets”, por seis meses, não receberão mais Subsídio de Desemprego (JSA).

Em vez disso, eles seriam pagos com o subsídio da juventude, pago na mesma taxa da JSA – 57,35 libras (88,67 dólares) por semana.

“No entanto, para recebê-lo, eles seriam obrigados a realizar 30 horas semanais de trabalho comunitário obrigatório a partir do primeiro dia da reivindicação dos benefícios.

“Isso poderia envolver fazer as refeições para pessoas idosas ou trabalhar para instituições de caridade locais, junto a 10 horas de busca de trabalho”.

Meu Comentário: Mas se não há trabalho nem desejo de trabalhar, a pessoa não pode sobreviver, de modo que a maioria permanecerá inativa. A solução é só envolver todos na educação integral obrigatória, não apenas os desempregados e os jovens. Somente através do método da Cabalá é que será possível elevar as pessoas ao próximo nível de desenvolvimento humano.

Como Eu Posso Controlar O Mundo?

Dr. Michael LaitmanPergunta: Nós muitas vezes observamos como há certo estado de espírito entre as pessoas. O desejo de mudar, de perder peso e os sentimentos de felicidade ou depressão são transmitidos através dessas gotículas no ar. Como uma pessoa pode perceber tais sensações como sensações pessoais ou como impostas pelo ambiente?

Resposta: Quanto mais nos aprofundamos na natureza do sistema, mais vemos que tudo depende de todos os outros. Este é um relacionamento profundo e mútuo, constituído por milhares de relações entre nós. É claro que não percebemos isso, mas a conexão permanece; ela é constante e não pode ser ignorada.

Eu posso estar separado, escondido numa ilha deserta ou numa floresta profunda, mas conforme a minha distância da sociedade cresce, eu me condeno a uma vida limitada e miserável. Por exemplo, se eu estivesse sozinho no espaço, eu iria em breve descobrir que todos os meus sentidos haviam se atrofiado como uma célula ou um pequeno pedaço de carne que foi cortado do corpo.

O estudo de uma medida da nossa comunicação mútua é muito importante porque nos coloca numa posição que é relativa ao verdadeiro ambiente. Em primeiro lugar, trata-se da sociedade humana e como eu devo estar associada a ela.

Como uma pessoa pode descobrir essas conexões e aprender a senti-las? De que forma devemos dar e receber? Em princípio, esse é o nosso objetivo, e isso significa que devemos estudar o sistema integrado – os meios para alcançar uma vida feliz.

Comentário: Quando algo em nós não é corrigido e nós sentimos a razão, nós instintivamente começamos a cuidar de nós mesmos.

Resposta: Nós não temos qualquer doença fisiológica ou mental, ou problemas pessoais, familiares e globais comuns. Existe apenas a falha do sistema em que nos encontramos. Portanto, nós vemos que a política, economia, finanças, e a vidas das nações e povos são misturadas e dependem umas das outras.

Se eu tento dominar alguém, eu definitivamente obtenho a reação oposta. No passado, a Europa queria governar a África e a Ásia, mas agora está à mercê de seus imigrantes.

Pergunta: Portanto, se eu tenho algo não corrigido, eu devo procurar a causa dentro de mim?

Resposta: O interessante é que eu não sou a razão para isso! Eu não culpo a mim mesmo pelo fato de ser quem eu sou ou todo o sistema pela forma como ele é. No entanto, eu posso ajudar a mudar o sistema e, assim, ele vai me afetar. Na verdade, o método da educação integral dá às pessoas uma compreensão de como o mundo funciona e como ele pode ser manejado.

Pergunta: Suponha que eu perceba que a minha condição é causada pelo estado geral do sistema. O que eu devo fazer com esse entendimento?

Resposta: Você entra num grupo de pessoas que quer melhorar a sua qualidade de vida como você. Por exemplo, há dez de nós, e nós começamos a nos comunicar uns com os outros através de uma variedade de exercícios e jogos.

Se nos conectarmos corretamente, começaremos a sentir a conexão acima de nosso egoísmo, motivos pessoais e hábitos. Às vezes, esse sentimento surge num grupo de pessoas ligadas por uma missão comum ou numa família em que os interesses pessoais são inferiores ao coletivo.

Naquele momento, quando nos conectamos e nos tornamos como um só, este “um” se torna um sentimento integral. Através de tais sentimentos, nós começamos a captar a força integral contida no mundo, assim como um conjunto de satélites absorve sinais do espaço.

Pergunta: Como essa informação me ajuda na vida?

Resposta: A sociedade é um sistema fechado. Se as peças pequenas estão equilibradas, como as dezenas de que falamos, isso certamente vai tornar toda a sociedade humana saudável. As pessoas vão gradualmente ver que com essa abordagem, será possível corrigir todos os defeitos humanos.

De KabTV “Uma Nova Vida” 12/11/13

Trazer Benefícios Para A Sociedade Até Seu Último Suspiro

Dr. Michael LaitmanPergunta: Se um homem tornou-se famoso no mundo graças as suas realizações excepcionais, isso o liberta do medo da morte?

Resposta: Não acho que haja um homem que não tenha medo da morte se ele entende que a morte é o fim. Somente os animais não têm medo da morte. Eles têm apenas um medo instintivo do que pode prejudicá-los, e vivem de acordo com o instinto de autopreservação.

No entanto, as pessoas têm medo da morte porque têm uma imaginação, sentimentos, e podem aprender com suas experiências e eventos que ocorrem.

Afinal, o homem que era meu amigo está morto agora e não sobrou nada exceto um corpo sem vida; o sopro da vida o deixou. Não há nada mais a fazer, exceto enterrá-lo, e eu entendo que isso também acontecerá comigo.

A sensação de perder a vida é uma experiência única. Por um lado, nós devemos, se necessário, lutar, e um pode ser morto. No entanto, neste caso, temos a oportunidade de superar o medo da morte.

Nós voamos para o espaço e arriscamos nossas vidas em todos os tipos de situações de perigo, e não é porque somos obrigados, mas simplesmente por causa da atração interna. Há uma atração especial para sentir-se à beira da vida e da morte. Este é um fenômeno psicológico conhecido.

O homem é construído de tal forma que a opinião da sociedade obriga-o ao heroísmo e orienta-o em todos os tipos de situações. No entanto, na velhice, a morte assusta o homem e o convida a um sentimento de desespero, inutilidade e traz à tona o medo escondido dentro dele. O homem tenta suprimir esse medo e não o deixa irromper; o que ajuda é estar entre pessoas no seu meio de suas vidas.

A pior coisa que podemos fazer para uma pessoa idosa é colocá-la num asilo, na companhia de pessoas como ela. Nós achamos que é bom e mais confortável para ela. Mas não é bom para ninguém. Uma pessoa precisa estar numa sociedade normal entre jovens e velhos que estão cheios de vida.

Ao reunir todas as pessoas idosas num único lugar, nós podemos prejudicá-las, não importa qual tratamento médico elas recebam.

Pergunta: Em sua opinião, qual é a vida ideal para uma pessoa idosa?

Resposta: Eu acho que enquanto ela tem a força, ela deve trabalhar e trazer benefícios para a sociedade, até seus últimos dias. Talvez ela não possa andar e possa apenas se sentar, mas se ela é capaz de trabalhar, isso combina com sua habilidade. E todos vão lhe agradecer por isso; ela vai saber que é valorizada e vai continuar assim quase até seu último dia.

Pergunta: Como pode uma pessoa superar o medo psicológico da morte iminente?

Resposta: Eu acho que a pessoa precisa estar engajada no trabalho e se ocupar dele de tal forma que, até o último minuto de sua vida, traga benefício para a sociedade. Eu não estou falando de pessoas muito fracas que não conseguem ver, ouvir ou perceber algo, mas, enquanto uma pessoa tem inclusive um poder limitado, ela pode trazer grande benefício na disseminação da educação integral. Se ela participar de um grupo de jovens, ela lhes trará grande benefício, e eles também lhe trarão benefícios.

Quando ensinamos o método da conexão, nós misturamos pessoas de todas as idades em grupos e tentamos dar a cada grupo etário a oportunidade de se expressar em relação às outras faixas etárias. Por isso, nós podemos trazer benefício para velhos e jovens. Os idosos podem ensinar os jovens, apoiá-los e assim proporcionar e reforçar o espírito de vida.

De KabTV “Uma Nova Vida” 22/04/14

A Nova Classe Vai Explodir O Mundo

laitman_926_01Nas Notícias (de Expert): No início do século XX, parecia que a classe trabalhadora estava se tornando a maioria e que chegaria ao poder pelo voto democrático. Países europeus se declararam sociais, isto é, reconheceram suas obrigações para com os cidadãos para protegê-los de desemprego, doença, velhice.

“No entanto, os problemas econômicos que surgiram na década de 1970 forçaram a elite ocidental a rever as políticas econômicas e sociais. O moderno capitalismo neoliberal gera uma nova classe de pessoas marginalizadas, sem quaisquer direitos sociais. O estado de bem-estar está falhando.

“O egoísmo da classe média foi tentado pelas promessas dos neoliberais de cortar impostos, da privatização da habitação, participação na privatização da propriedade estatal. Os socialistas queriam se tornar proprietários. E essa utopia era infundada como a comunista.

“A globalização abriu uma economia de mercado, China e Índia, com recurso ilimitado de mão de obra barata. A economia tornou-se incontrolável.

“Isso deu origem a uma nova classe em países desenvolvidos: o precariado, que se caracteriza pela falta de segurança no emprego, pensões, seguro desemprego, seguro de saúde, a restrição dos direitos civis, políticos e econômicos. Há cada vez mais pessoas assim.

“Por enquanto, suas ações muitas vezes resultam em motins e desordens”.

Meu Comentário: O futuro tende a revoluções e guerras ou a equalização gradual e consciente do bem-estar e a prosperidade da população, o que só é possível com a educação universal obrigatória para todos os cidadãos, no âmbito do método da educação integral.

O Que Vai Acontecer Com O Mundo?

Dr. Michael LaitmanOpinião (Michael Khazin, economista): “A ideia do sistema de Bretton Woods é uma expansão do território do dólar. Através da expansão do território do dólar é possível imprimir dólares, criando renda adicional que pode ser redistribuída. Se essas nações obedecem as regras gerais do Fundo Monetário Internacional, ela recebem uma quota de dólares adicionais.

Nos anos 70, o território para a expansão foi terminado, embora a expansão continuasse através do fornecimento de empréstimos a particulares e do refinanciamento de dívida privada. No ano de 1990, a União Soviética se desfez e expandiu o território para o dólar à custa das nações socialistas. No ano de 2000, a crise começou, embora a impressão de dólares continuasse através da redução do custo do crédito.

“No ano de 2008, a crise eclodiu novamente, e a impressão de dólares continuou à custa de mudanças na oferta de dinheiro (taxas reduzidas, especificamente o incentivo de empréstimos). Como resultado disso, a atribuição de crédito do mercado monetário era 17 vezes maior do que a atribuição de dinheiro pronto.

“Quando os recursos para a impressão de dinheiro terminaram, os problemas começaram; a demanda privada estava em declínio, mesmo que a economia dos Estados Unidos aparentemente mostrasse crescimento.

Hoje está claro que a bolha nos mercados de ações entrará em colapso; ou seja, o valor dos ativos vai cair e os passivos, ou seja, a dívida, permanecerá. Isto significa falência em massa. A fim de acabar com os passivos, os bancos planejam guerras no Oriente Médio, na qual, por um lado, há petróleo, e, por outro lado, há Israel com a sua bomba atômica.

“Outra possibilidade é um ataque terrorista em massa. Isso é algo que vai possibilitar aos bancos dizer àqueles que têm dinheiro que os riscos têm crescido a tal ponto que eles são forçados a atrasar os pagamentos, pois o sistema de seguro para riscos financeiros foi destruído.

“Há dois cenários: salvar o sistema financeiro global em detrimento da economia americana (esta é a percepção do Partido Democrata dos Estados Unidos), ou salvar a economia americana à custa do sistema financeiro global (esta é a percepção do Partido Republicano). Esta situação causou a derrota do Partido Democrata nas eleições de meio de mandato, e o reforço das forças isolacionistas no Partido Republicano (o mundo não se importa conosco, nós devemos salvar a nós mesmos!).

“Os políticos europeus dependem da CIA, do SNA, e assim por diante, onde cada uma dessas organizações possui provas contra eles. Portanto, esses políticos estão lutando por suas vidas. Os Estados Unidos vão destruí-los, se a Europa tomar medidas de seu interesse e não em interesse de Washington. Neste caso, a Europa se encontra diante de uma guerra civil, como na Ucrânia, e em estado de desintegração. A Rússia tem o seu destino: o estado de inanição.

“Hoje os políticos ativos no governo estão com menos de 65 anos, e não estão familiarizados com a escala desses problemas. E os idosos, como Kissinger, não são mais influentes. Assim, o mundo está à porta no limiar de uma reorganização cruel (territorial, nacional e uma reorganização das elites). Muito provavelmente alguns desses políticos serão derrotados nas eleições de 2016 nos Estados Unidos, e, em seguida, a situação vai mudar.

Meu Comentário: Nós precisamos produzir novas relações socioeconômicas com base nas condições da “Última Geração” através da educação integral, da unidade de todos numa única sociedade baseada na igualdade plena, trabalhar apenas o que é necessário para suprir as necessidades essenciais da sociedade. Os recursos liberados e o tempo serão encaminhados às universidades públicas envolvidas com a educação da nova geração na humanidade.

Por enquanto, não vemos atualmente a possibilidade de uma transformação gradual e fácil de uma economia de mercado para uma economia comunista, de modo que isso agora depende do sucesso da disseminação da educação integral.

Se Os Jovens Soubessem

Dr. Michael LaitmanNosso mundo é dividido em quatro categorias: os níveis inanimado, vegetal, animal e o humano, não na forma material, mas no reino espiritual. Afinal, o que nos torna diferentes dos animais? É a nossa essência interior, o nosso desenvolvimento interno. No entanto, fisiologicamente, nós pertencemos ao mesmo mundo animal.

Nós precisamos ir além dos conceitos de tempo, espaço e movimento que são inerentes aos três primeiros níveis – inanimado, vegetal, animal – e viver no nível humano. Nós não compreendemos este nível ainda, mas ele está esperando por nós.

Pergunta: Olhando para o passado, no final de sua vida, os idosos lamentam o tempo perdido na corrida fútil pelo gozo material. Eles começam a sentir que a força que preenche o mundo é o poder de doação e amor, e lamentam terem trabalharam muito duro e não dado tempo suficiente para os filhos, família e amigos.

O que idosos sentem olhando para trás e o que não é revelado aos jovens que ainda têm suas vidas inteiras pela frente? Que tipo de sabedoria prática as pessoas maduras adquirem e, portanto, lamentam o tempo perdido e que os jovens não conhecem no início de suas vidas?

Resposta: Velhos e jovens têm uma diferença nos meios de diversão e fontes de prazer. Os jovens pensam que as fontes de prazer são comida, sexo, família, dinheiro, honra e conhecimento, e todos querem alcançá-las. E os idosos já entendem que não há verdadeira satisfação em tudo isso.

Há uma satisfação material por comida, sexo, família, riqueza, fama e conhecimento, mas a verdadeira realização está apenas numa boa comunicação entre as pessoas, no amor e relacionamentos sinceros. Eles lamentam que não investiram o suficiente para atingir tal interconexão, para apreciá-la e deleitar os outros com ela.

Portanto, a educação integral deve proporcionar às pessoas não só o conhecimento disso, mas também a prova, porque os jovens não querem ouvir. Para eles, toda a sua vida agora reside em obter o máximo de prazer com as coisas programadas internamente, tais como comida, sexo, família, dinheiro, honra e conhecimento. Na realidade, o verdadeiro prazer não depende de tempo e não é limitado pelo espaço, mas sim depende de relações sinceras entre pessoas e amor ao próximo.

A pessoa só sente uma satisfação genuína quando está conectada a outras pessoas, e a conexão entre elas começa a revelar uma relação sincera e uma doação recíproca.

Nesse contexto, elas revelam um sentido de vida eterna, e isso está relacionado com o nível humano, que está acima do nível animal. Este grau não está no nosso mundo e nós precisamos reconhecê-lo, construí-lo, formá-lo e habitar nele. Afinal, ele não está conectado com o corpo, mas está conectado a uma nova consciência, uma nova matriz de percepção.

Pergunta: O que você aconselharia um jovem que quer gerir o seu tempo? Qual é a melhor coisa que ele deve fazer na vida?

Resposta: Cuidar de todas as necessidades da vida material e depois dedicar o resto do tempo à implementação do plano espiritual, o nível do Homem/humano (Adão), que é doação e amor.

De KabTV “Uma Nova Vida” 22/04/14