Divulgar A Verdade Nua?

559Comentário: Uma vez você respondeu uma carta a uma pessoa que escreveu que estava acostumada a falar a verdade pessoalmente e, portanto, arruinando as relações com as pessoas. Você explicou que, ao falar a verdade na cara de uma pessoa, ela só quer refazê-la, e isso não deve ser feito.

Gulmira escreve-lhe: “Não somos um rebanho de ovelhas para se calar, de cabeça baixa. Sim, há problemas quando você fala a verdade, mas se todos ficarem calados, guardando suas opiniões para si mesmos, não haverá sinceridade, que significa amor”.

Minha Resposta: Se ela é uma mulher adulta e tem filhos, não acho que ela diga a verdade a eles o tempo todo. Ela fala com eles em uma linguagem que os faz entender. Para que eles fiquem satisfeitos. Para entender aos poucos como se comportar, como o mundo funciona e como sintonizar os outros de maneira adequada, a si mesmo, ou seja, ser gentil com as pessoas. Está escrito “ame o seu próximo” e não “corrija o seu próximo”.

Pergunta: Você está sugerindo que trate o outro como seu filho ou alguém muito próximo, cuide dele?

Resposta: E assim poderemos refazer o mundo, e no final estaremos todos bem. E se eu entregar a verdade aos outros, o farei com meu egoísmo. O que mais? De que adianta? Nada. Vou colocar todas as pessoas contra mim e dar um mau exemplo a elas.

Comentário: Com isso a pessoa está trabalhando muito seriamente consigo mesma, porque qualquer pessoa quer dar a verdade nua e crua, e aqui ela tem que pensar o tempo todo.

Minha Resposta: Não faça isso, feche seu egoísmo! Para quem você quer mostrar sua verdade? Em primeiro lugar, não é verdade, é o seu egoísmo, apenas o seu desejo egoísta.

Pergunta: Se uma pessoa deseja naturalmente dizer a verdade a outra, como deve se comportar, deve conter-se repentinamente? O que ela deveria fazer?

Resposta: É melhor ficar em silêncio.

Pergunta: Este é o começo de todas as coisas boas?

Resposta: Sim. Em geral, se você quiser falar sobre algo, fale sobre tópicos abstratos que não afetem diretamente a outra pessoa, alegoricamente talvez, ou fale, mas não sobre ela, em texto simples.

Pergunta: O principal não é uma derrota direta do eu de uma pessoa?

Resposta: De jeito nenhum! Ela deve fazer isso sozinha. A compreensão do próprio mal está com a própria pessoa. Esta é uma tarefa que o Criador dá a uma pessoa. Esta é a única coisa que Ele quer de nós, que entendamos e percebamos a natureza na qual Ele nos criou, que percebamos esta natureza como má!

E quem sempre fala a verdade para o outro deve perceber que isso vem do seu mal, pois toda a natureza é má, egoísmo. E se eu revelo, revelo o mal em mim mesmo. E o outro não entende isso, ele ouve o que eu digo e, portanto, tira conclusões muito erradas disso.

Pergunta: Como uma pessoa se comunica com outra pessoa se quiser dizer algo a ela?

Resposta: Por meio do seu próprio exemplo! Somente assim! E o resto é melhor ficar em silêncio.

Pergunta: Você não precisa ensinar ninguém?

Resposta: Não. Ou se você ensina, então apenas o que a ciência Cabalística diz sobre como compreender adequadamente a si mesmo, as pessoas e o mundo, ou seja, as ações do Criador. É verdade. E não precisamos do resto.

Precisamos fazer do mundo um mundo bom e gratificante. Vamos mudar o mundo não por nossos métodos usuais, mas por meio do Criador. O Criador é a natureza. Ou seja, o impacto na própria natureza.

Pergunta: Afinal, seremos capazes de nos elevar acima desse egoísmo?

Resposta: Seremos obrigados. A questão toda é: quando? Já depende de nós.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 11/10/21

Comente