Essa Oportunidade Existe!

289Não temos outra escolha: devemos adquirir a força de doação além da força egoísta de recepção dada a nós pela natureza. Então teremos em nossas mãos duas rédeas com as quais podemos controlar o mundo e nossas vidas.

Mas de onde tiramos essa força de doação? Ela existe na natureza, mas é totalmente estranha para nós. O homem foi criado com a única força do egoísmo e se preocupa apenas em receber.

Precisamos de uma segunda força, altruísta, para construir um sistema completo com a ajuda de duas forças e poder controlar o mundo com duas rédeas, como o cavaleiro de um cavalo.

E essa oportunidade existe! A segunda força está presente na natureza; você só precisa aprender a usá-la. Se quisermos atingir a força de doação, podemos agir combinando duas forças opostas – assim como a natureza funciona onde há mais e menos, calor e frio, etc. Toda a natureza, exceto o homem, consiste em dois opostos: todos os mundos inanimado, vegetativo e animal, bem como os níveis inanimado, vegetativo e animal do próprio homem.

E só o homem, em sua intenção interior, age com a única força de recepção. Não há nenhuma força de doação nele. Mesmo que ele dê, é apenas com a intenção de receber algo; isto é, sua oferta é uma recepção oculta.

Este é o nosso problema e por isso não podemos construir uma sociedade ou família normal. Não podemos perceber a realidade corretamente porque ela é tecida por duas forças. Estamos em um mundo espiritual infinito, mas não o sentimos. Falta-nos apenas mais um órgão de percepção para que possamos senti-lo, o órgão de doação além da recepção.

Então, sentiremos um sistema completo e perfeito, e entenderemos onde existimos e como viver. Descobriremos que somos realmente eternos e perfeitos! Não somos tão temporários e mortais como nos parece agora, quando observamos tudo com um só sentido, que é tão pequeno, míope e não enxerga além dos graus deste mundo.

O universo é muito maior e mais alto, mas não podemos nem sentir com esse desejo de receber que temos; é tão lamentável.

Todos os sistemas da natureza consistem em duas forças equilibradas: recepção e doação, mais e menos, absorção e segregação. E o sistema humano contém apenas uma força, e sempre enfrentamos a quebra porque queremos usar apenas o poder de recepção e não o poder de doação. Não temos uma segunda força. Somos obrigados a estabelecer sistemas de doação entre nós. No entanto, não somos capazes disso por natureza e, portanto, precisamos construir um novo relacionamento entre nós.

Ninguém nasce com a força de doação. Todo mundo sabe que as crianças pequenas puxam tudo para si e não concordam em deixar que isso saia de suas mãos. Essa é a nossa natureza. E como construímos sistemas que irão nos satisfazer e equilibrar nossos relacionamentos?

Precisamos alcançar um equilíbrio. Ninguém nos proíbe de usar o poder de recepção, mas é necessário equilibrá-lo com a doação, então o sistema humano começará a funcionar corretamente como o metabolismo do corpo, como todos os sistemas naturais.

Caso contrário, existimos na natureza como um corpo estranho e hostil, como um tumor cancerígeno.

Da Lição Diária de Cabalá 06/10/21, Escritos do Rabash, Nota 919, “Sobre o Ambiente”

Comente