Afirmação Do “Eu” Pessoal

271Pergunta: Como podemos nos unir? Para uma pessoa ambiciosa e naturalmente forte, não há nada mais odioso do que a igualdade social.

Resposta: Ela pode permanecer como está. Ninguém tira nada dela. Quem a proíbe de ser rica? Quem a proíbe de se realizar na política, na arte, na ciência, em qualquer coisa? Por que ela deveria afundar na classe média? Ela não tem que fazer isso.

Estamos falando de igualdade social. Mas não é que todos serão iguais. Também não somos criados iguais por natureza. Somos iguais no sentido de que todos devem entender seu lugar no sistema integral e interagir com os demais.

Existem aqueles entre nós que pertencem à cabeça, às mãos, ao corpo ou às pernas do corpo comum de nossa sociedade. Cada um de nós é diferente. Essa diferença continuará a se aplicar no futuro. Um cozinheiro (uma pessoa não qualificada) não dirigirá o Estado. Ele não será capaz de fazer isso e não há necessidade de forçá-lo a fazer isso.

E as pessoas que podem liderar liderarão. E elas vão se orgulhar disso! O fato é que aquele que está no topo e quer governar recebe prazer ou realização disso.

Dê a ele essa oportunidade, apenas ensine-o a administrar corretamente. Então, além disso, ele receberá a satisfação de todos os outros.

Uma pessoa precisa de satisfação interior. Até os seus milhões no banco dão-lhe a sensação de que está satisfeita, um sentimento, nada mais! Dê a ela esse sentimento de seu trabalho, de sua criatividade.

Os políticos adoram criar porque a política é a mesma arte. No entanto, como ciência, finanças e tudo mais, as pessoas fazem isso para se sentirem criadoras nessa vida.

Isso as interessa. E zeros no banco ou nos diplomas de pós-graduação simplesmente falam do que elas fizeram na vida. Essa é uma afirmação de seu “eu”.

De KabTV, “Close-up. Esperança de Paz”

Comente