“Vivendo Com A Covid” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “Vivendo Com A Covid

Para mim, a notícia de especialistas percebendo que a Covid-19 não vai a lugar nenhum é uma boa notícia. Desde o início, eu disse que mesmo se houver uma vacina ou um medicamento que cure a Covid, o vírus sofrerá mutação ou outro gérmen aparecerá e tornará nossos esforços inúteis. Como já disse, provavelmente centenas de vezes desde o início do surto, tentar enganar a natureza com a tecnologia não funcionará. Somos produtos da natureza, portanto, tentar ser mais esperto que nosso produtor é, para dizer o mínimo, imprudente.

Pessoalmente, estou feliz que essa seja a forma como a natureza está nos dirigindo. Não fico nada feliz que as pessoas estejam sofrendo, mas elas não sofrem por causa da natureza, mas porque a humanidade é obstinada e insiste em ir aonde a natureza não vai. Quando você bate sua cabeça contra a parede da realidade, é provável que tenha uma grande dor de cabeça. No caso da humanidade, essa dor de cabeça se manifesta em milhões de fatalidades desnecessárias e inúmeras pessoas sofrendo de sintomas duradouros por causa de nossa teimosia.

Goste ou não, a Covid está nos dizendo para irmos mais devagar. A corrida tecnológica em que vivemos quase devastou a humanidade, e precisamos nos acalmar e controlá-la. As pessoas precisam parar de brigar e começar a falar sobre o que realmente importa: nossos relacionamentos.

Uma vez que não podemos nos comunicar uns com os outros positivamente no reino físico, a natureza nos mudou para o virtual. Se aprendermos a nos comunicar positivamente nesse reino, veremos a Covid relaxando e permitindo que nos comuniquemos fisicamente.

A natureza está usando a Covid para nos ensinar que nosso sistema imunológico real não está em nossos corpos, mas em nossos corações, na maneira como nos relacionamos e como nos sentimos uns pelos outros. Uma vez que estamos todos conectados, a má vontade de uma pessoa se infiltra em todas as outras, e nossas emoções negativas se espalham como vírus e nos adoecem. As emoções positivas também se infiltram e se espalham, mas são extremamente raras, daí o lamentável estado da humanidade.

As vacinas são úteis para manter a pandemia sob controle, mas enquanto evitarmos fazer as mudanças necessárias em nossas relações, o vírus continuará retornando em várias formas e intensidades até que percebamos que precisamos de uma mudança mais fundamental do que apenas uma nova vacina. A Covid não é uma cepa de gripe. A maneira de removê-la não é física, mas emocional. Somente quando compreendermos isso, seremos capazes de nos curar, depois de curar nossos relacionamentos malignos. Então, não teremos que continuar vivendo com a Covid.

Comente