Do “Eu” Ao “Nós”

557Pergunta: Especialistas da Universidade da Califórnia descobriram que o principal indicador de um relacionamento bom e feliz é quando o casal usa “nós” em uma conversa.

O uso da palavra “nós” é uma indicação de relações mais próximas entre as pessoas, que elas não estão presas a seus egos em seu relacionamento e que pretendem desenvolver uma cooperação frutífera entre si.

A humanidade vive constantemente em “eu, eu, eu” e continua a viver assim. Chegamos a um beco sem saída dessa maneira de falar?

Resposta: Não, o uso do “eu” não é um beco sem saída porque é minha essência. É nisso que estou, para onde estou indo, o que quero fazer para melhorar este mundo, e por isso não acho que seja uma forma negativa de falar. Pelo contrário, depende do que eu atraio e conecto a esse “eu”.

Pergunta: O que eu preciso anexar ao “eu?”

Resposta: Eu tenho uma opinião, tenho poder, tenho capacidade, tenho uma boa atitude para com os outros, quero incorporar tudo isso e, então, o “eu” é um elemento positivo.

Pergunta: E o que é um uso negativo do “eu?”

Resposta: É o oposto, é claro, quando quero dominar os outros por causa do meu “eu”. Na verdade, é o “eu” que precisa ser muito claro para a pessoa. Quem é esse “eu”?

Pergunta: E como uma pessoa avança da posição do “eu”?

Resposta: Do “eu” nos movemos em direção ao “nós”, mas o “nós” existe apenas e sempre como o denominador comum do nosso “eu” e não de qualquer outra forma. Quando começo a me submeter a “nós”, mas faço isso e não a outra pessoa que me diz “nós” de maneira familiar, quando me submeto e digo “nós”, o que significa que estou pronto para me conectar com os outros, sabendo que o resultado será o único “eu” comum, este já é um nível diferente.

Essa já é uma ascensão acima do pequeno “eu” ao grande “eu”, que inclui o “nós” nele.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 04/12/18

Comente