“Quando Os Valores Antigos Morrem, Nascem Novos” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “Quando Os Valores Antigos Morrem, Nascem Novos

Nada era mais importante para nós do que coisas. Por “coisas” não me refiro necessariamente a objetos ou acessórios, mas tudo o que nos distingue dos outros, que nos torna especiais, únicos. Quando a Covid veio, ela nos trancou em nossas casas, nos tornou virtualmente invisíveis, ou melhor, visíveis apenas virtualmente, e tornou quase todas as nossas “coisas” sem sentido. Mas como não podemos viver sem valores, porque não somos diferentes dos animais, começamos a desenvolver novos valores. Agora, gradualmente, à medida que somos forçados a desistir do prazer de obter respeito e admiração, aprendemos a desfrutar de conexões positivas e recíprocas com os outros.

A atmosfera nas ruas e na mídia pode ser completamente oposta, mas há tendências ocultas abrindo caminho para uma nova realidade. A guerra do lado de fora marca o último suspiro do velho mundo, onde cada um era por si.

Nenhum começo é fácil, e certamente não é fácil o começo de uma nova realidade. Porém, quanto mais cedo percebermos que não podemos voltar, nem agora nem nunca, mais rápida e fácil será a transição. Os antigos valores nos trouxeram competição, corrupção, exploração e poluição. Eles causaram depressão, obsessão, alienação e isolamento. Eles também nos trouxeram o coronavírus, que finalmente os está matando um por um.

De repente, devemos pensar em outras pessoas e elas em nós. Nesse processo, estamos descobrindo como é bom se comunicar em vez de competir, dar e receber em vez de receber e desistir, conectar-se em vez de alienar.

Aqueles que atualmente lutam por seus próprios direitos perderão. Aqueles que lutam para se unir a todos acima de todas as diferenças e todas as adversidades triunfarão. Talvez não pessoalmente, mas o caminho da conexão derrotará o caminho da separação; é simplesmente que chegou a hora.

Comente