Politeísmo – Um Instinto Humano Natural

laitman_927Pergunta: Todos os cidadãos da antiga Babilônia adoravam muitos deuses. O que significa politeísmo?

Resposta: Politeísmo é uma evolução natural do homem. Podemos ver que ainda hoje essas crenças são preservadas no mundo, especialmente no Oriente.

Judaísmo, Cristianismo e Islã se originaram de Abraão. Todas as outras crenças são baseadas no politeísmo, isto é, a existência de uma hoste de deuses, uma multidão de supostamente todos os tipos de forças da natureza, cada uma das quais tem alguma influência especial na natureza e no destino do homem.

Pergunta: Podemos dizer que cada um de nós também é um idólatra? Isto é, se uma pessoa não descobre uma força por trás de toda a matéria, ela é idólatra?

Resposta: Não acho que divinizemos essas forças a tal ponto. Afinal, os idólatras não eram pessoas estúpidas; ao contrário, apenas viram que eram muito dependentes de várias propriedades da natureza, mas não podiam uni-las. Nem nós.

Acreditava-se que o deus da chuva, o deus do sol, o deus da noite, o deus do dia, etc. eram todas grandes forças da natureza das quais um homem é completamente dependente e deve adorar para manter boas relações com elas. Afinal, junto com o fato de o homem divinizar a natureza, ele sentia sua dependência dela.

Observação: As pessoas acreditavam que existem certas forças que poderiam ser apaziguadas e que poderia ser melhor apaziguada por diferentes sacerdotes que sabem exatamente como fazer isso.

Meu Comentário: Sim. Imagine um camponês sem instrução e ignorante. Ele prefere enviar um saco de grãos e ter certeza de que não terá mais problemas com a colheita, com a seca ou com a inundação dos rios.

De KabTV, “Análise Do Sistema De Desenvolvimento Do Povo De Israel”, 24/06/19

Comente