Atacando A Conexão

laitman_260O principal é a nossa unidade através da qual restabelecemos a alma quebrada de Adão. O trabalho de uma pessoa é corrigir todas as partes dessa alma, conectá-las em conjunto, conectando-se cada vez mais uns com os outros. Primeiro de tudo, precisamos descobrir o que está nos impedindo, qual é a resistência à nossa unidade. Está em nossas qualidades internas pessoais, não em um inimigo externo. Este inimigo está dentro de nós e, em vez de escondê-lo, precisamos corrigi-lo para que possamos transformar o ódio ao outros em amor aos outros. Quando atraímos esse adversário à conexão, ele se torna 620 vezes mais significativo, mais forte e mais profundo do que antes da quebra.

Acontece que não foi uma quebra; mas apenas a revelação do mal oculto. Ele existia desde o princípio dentro de Adão, mas não tinha se manifestado. E quando ele quis usar seu desejo de receber para doar, não pode fazê-lo porque as qualidades egoístas foram então reveladas.

Precisamos entender a essência da quebra, o pecado da Árvore do Conhecimento. Foi a revelação do mal que foi colocada lá inicialmente e, de repente, revelada. Ele então se sentiu quebrado, no sentido de que era incapaz de manter a unidade anterior.

Todos nós somos consequências dessa ação, que é chamada de pecado da Árvore do Conhecimento, a destruição do Templo, a quebra, e precisamos descobrir exatamente onde estão esses desejos. 1

A inclinação ao mal é somente aquilo que resiste à conexão, o desejo de receber oposto à intenção de doar. Inicialmente, esse desejo estava restringido, não era possível trabalhar com o receber para doar. É por isso que quando essa estrutura chamada Adão começou a trabalhar com esses desejos de receber a fim de doar seu pecado foi revelado, em outras palavras, sua intenção egoísta.

Nós precisamos corrigir esses desejos que se revelam como quebrados, começando com o mais leve e movendo para o mais pesado. Isso leva tempo; nós fazemos isso em pequenas porções até voltarmos à alma geral corrigida de Adão. Nós chegamos ao mesmo estado em que Adam HaRishon queria estar, realizando a ação de receber em prol da doação em toda a sua alma, como se ele tivesse conseguido.

Mas, na verdade, não é exatamente o mesmo estado. É por isso que tivemos que passar por todo esse processo, porque revelamos o mal através dele. E a revelação do mal é uma tremenda contribuição para a correção e para o estado final. Este mal possui grande poder, diretamente oposto à Luz, ao Criador. É exatamente através deste poder do mal e suas várias aparências que alcançamos a natureza do Criador, Seu caráter, Seu estilo.

We come to understand the depth and the multifaceted nature of the evil of egoism and begin to gradually bring it to the good. Ultimately, we acquire a corrected desire in which there are two forces: our desire to unite and the egoism resisting it, both working in order to strengthen the power of the future connection between us and the Creator.

Nós chegamos a compreender a profundidade e a natureza multifacetada do mal do egoísmo e começamos a trazê-lo gradualmente ao bem. Em última análise, adquirimos um desejo corrigido no qual há duas forças: nosso desejo de nos unir e o egoísmo resistindo a ele, ambos trabalhando para fortalecer o poder da conexão futura entre nós e o Criador.

É por isso que é impossível ter o mal sem o bem ou o bem sem o mal – ambos devem funcionar juntos. Na verdade, eles realizam fielmente o seu trabalho para revelar o Criador e dar-Lhe prazer. Todo o sistema é voltado para isso e só precisamos adicionar nosso trabalho. 2

De todas as nossas breves e limitadas vidas, temos uma oportunidade: revelar a fonte da vida e estabelecer uma conexão eterna com Ele. Portanto, tentamos estabelecer essas conexões com os amigos. Eu sou obrigado a me conectar ao sistema, pois é somente a partir das dez Sefirot que poderei alcançar a força superior. 3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 06/06/18, Lição sobre o Tópico: “Atacando a Conexão”
1 minuto 0:20
2 minuto 3:50
3 minuto 48:13

Comente