Shavuot

laitman_254.01O feriado de Shavuot não é apenas uma data no calendário – é um estado espiritual. É por isso que tudo depende de alcançarmos ou não esse estado de entrega da Torá. Para fazer isso, devemos nos unir, nos conectar uns com os outros, tornar-nos como um homem com um coração e ficar ao pé da montanha; em outras palavras, devemos entender que nos foram dadas condições muito importantes, nas quais devemos trabalhar com crescente diligência e unidade.

Somente aumentando constantemente nossa conexão é que subiremos a montanha ainda mais alto. Elevar significa aumentar continuamente nossa conexão acima de todos os problemas, dificuldades e perturbações que o Criador coloca diante de nós em nosso caminho, a fim de nos ajudar a se conectar mais e mais, e criar um vaso no qual a Luz de NaRaNHaY será gradualmente revelada. .1

A conexão deve ser espiritual. No entanto, nesse momento, um enorme egoísmo é revelado, uma verdadeira armadura e, ao mesmo tempo, uma intenção de doar. Na medida em que nos unimos entre nós e com o Criador, convertemos o poder do egoísmo de cada pessoa em uma armadura espessa. Por si só, é uma coisa terrível sem uma gota de bondade, mas através de meios unificadores, trazemos a ela a força da vitalidade, a força da Luz, e ela se transforma em armadura contra os poderes malignos.

É assim que convertemos a força do mal na força do bem. Essas duas forças estão uma em oposição à outra. Toda a espessura da armadura egoísta é a nossa inclinação inicial ao mal, acima da qual construímos uma intenção de doar, doar em prol de doar. Nos unimos na doação mútua e, graças a isso, os egos individuais de cada um se unem e se transformam em um poder de resistência, em uma defesa.

Os inimigos nos fornecem esta armadura, forçando-nos a nos voltarmos ao Criador à força de união, e é por isso que eles trabalham em nosso favor. Se soubermos utilizar isto corretamente, então, graças a isso, conseguiremos a restrição, uma tela defensiva e a Luz Refletida, construindo nosso próprio Kli.

O vaso espiritual é construído especificamente com base no enorme egoísmo sendo revelado em cada um de nós. Nós nos unimos acima desses desejos egoístas, distantes e desconectados que se odeiam. Não queremos usá-los dessa maneira, mas nos unimos por meio de uma tela, conectando todos esses desejos à única fonte superior, ao Criador.

Abaixo está o poço com cobras se contorcendo – nossa Malchut. No entanto, não usamos esse egoísmo da maneira habitual, mas apenas para doar ao Criador, e é por isso que nos unimos. Assim, acima de nós aparece uma tela, e todo o veneno das cobras é transformado em remédio. Tudo depende apenas de como ele é usado. 2

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá, 14/5/18, Lição sobre o Tópico: “Shavuot”

1 minuto 1:07:35

2 minuto 1:28:00

Comente