“Confrontos Irã-Israel: Por Que Os Inimigos De Israel Não Dão Descanso”

O maior portal, Breaking Israel News, publicou meu novo artigoConfrontos Irã-Israel: Por Que Os Inimigos De Israel Não Dão Descanso”

“Se for impossível tocar o shofar da redenção, os inimigos de Israel, Amaleque, Hitler, etc., virão e nos chamarão para a redenção, eles nos advertem e não nos dão descanso”.

– Rav Abraham HaCohen Kook

Após períodos de guerra de Israel com todos os países vizinhos ao seu redor, seu atual inimigo de plantão, que adverte e não lhe dá trégua, é o Irã.

Na semana passada, chegou a hora em que anos de queda de braço entre os dois países explodiram em alguns golpes iniciais. Horas depois de afirmar que as forças de Israel nas colinas de Golan foram alvo de foguetes iranianos, Israel retaliou disparando dezenas de mísseis contra posições iranianas na Síria. O curto, mas feroz conflito levantou temores de que a violência na região possa estar aumentando e indo em direção a um confronto direto entre os dois inimigos.

A Única Maneira de Proteger o Povo de Israel

Não sou especialista em resolução de conflitos internacionais. A história, entretanto, me ensinou que Israel sempre estará na mira da humanidade, e não será permitido que descanse, precisamente por causa do papel único que o povo de Israel tem para com o mundo: conectar “como um homem com um só coração”, e fornecer um exemplo positivo de conexão com a humanidade, ou seja, para ser “uma luz para as nações”. Cumprir esse papel é o remédio que pode proteger o povo de Israel de problemas. Até alcançarmos certa qualidade e quantidade de conexão positiva acima de todas as nossas diferenças, podemos esperar que as tensões continuem aumentando.

Grandes líderes judaicos ao longo dos tempos divulgaram esta mensagem como puderam. O rabino Kalman Kalonymus escreveu em Maor va Shemesh (Luz e Sol): “Quando há amor, união e amizade entre eles em Israel, nenhuma calamidade pode vir sobre eles”. Da mesma forma, Rabi Shmuel Bornsztain escreveu em Shem mi Shmuel (A Denominação de Samuel): “Quando Israel é como um homem com um coração, eles são como uma muralha fortificada contra as forças do mal”. Da mesma forma, o rabino Yehuda Leib Arieh Altar, o ADMOR de Gur, enfatizou em Sefat Emet (Linguagem da Verdade): “A unidade de Israel induz grandes salvações e remove todos os caluniadores”.

Por Que o Mundo Gira em Torno de Israel

O povo de Israel age como uma junção central na rede humana. Se tentamos nos conectar positivamente acima de nossas diferenças, deixamos a força conectiva positiva da natureza fluir através de nós para toda a rede humana. Como resultado, as pessoas começam a mudar, embora inconscientemente. A conexão se tornaria mais valorizada e, como um subproduto, a atitude em relação ao povo de Israel se tornaria mais positiva. Por outro lado, a incapacidade de investir no aprimoramento da conexão humana convida a força negativa a alimentar ainda mais o inconsciente da humanidade, permitindo que as chamas do ódio subam cada vez mais alto em nossa direção. Portanto, na situação do Irã, é apenas uma questão de tempo até que o povo de Israel seja julgado como o culpado pela tensão.

Israel Atualmente Trabalha Contra sua Missão Divina

Nos períodos em que essas tensões aumentam para uma guerra total, o clímax do medo nos conecta momentaneamente. Deixamos de nos preocupar com nossas disputas internas e nos concentramos em nos proteger da ameaça externa. No entanto, essa conexão temporária não tem força duradoura. Isto é, no momento em que a ameaça externa desaparece, continuamos a trabalhar como de costume, e todas as nossas disputas internas novamente ocupam o centro do palco.

Portanto, enquanto o tempo ainda está inclinado a nosso favor, devemos nos preocupar em iniciar nossa conexão por meio de incentivos positivos. O mundo está esperando por nós para realizar nossa missão fatídica: infundir uma conexão positiva. Quanto mais pudermos inspirar relações de cuidado, bondade e amor mútuo acima de nossas inclinações divisivas, mais abriremos o caminho para uma mudança de atitude fundamental para varrer a humanidade. Eu espero que usemos nossa energia ambiciosa para estimular nossa conexão e difundi-la ao mundo o quanto antes, em vez de esperar que o tumulto e o sofrimento nos induzam do outro lado do espectro.

Comente