Minha Página Do Facebook: “Dia Dos Namorados”

Dr. Michael Laitman

Da Minha Página Do Facebook Michael Laitman 14/02/18

O que nós amamos? Nós amamos o que gostamos.

Em nosso mundo, nós definimos o amor como fonte de prazer. Nós gostamos de algo e adoramos a mesma coisa que nos faz sentir bem. Portanto, nós adoramos um bife suculento, uma cerveja gelada, um determinado programa de TV, uma pessoa que nos faz rir e assim por diante.

Esse tipo de amor é puramente egoísta. Da mesma forma, odiamos qualquer fonte de dor em nossas vidas. A natureza funciona movendo-se em direção ao prazer e fugindo da dor. Nós funcionamos nessa mesma natureza, assim como animais, plantas e até mesmo a matéria inanimada.

O que, então, é o amor verdadeiro?

Não há o conceito de amor verdadeiro em nenhum lugar, exceto na sabedoria da Cabalá. Por quê? Porque o amor verdadeiro é um fenômeno espiritual nascido em nós quando servimos para satisfazer os desejos dos outros. Em outras palavras, quando tentamos nos elevar acima do nosso benefício egoísta, nos incluímos em um desejo que não é nosso. Além disso, não importa se esse desejo é do nosso parceiro ou de um estranho completo.

Não julgamos se pensamos que os desejos, objetivos e paixões dos outros são bons ou ruins. Se os amamos, então tentamos preenchê-los como se fossem nossos. Essa é a essência do “ama teu amigo como a ti mesmo”.

O esforço para amar os outros gradualmente nos separa da nossa percepção egoísta inata, concedendo-nos uma nova percepção espiritual: uma nova forma eterna e completa de realização se abre para nós, sem as restrições dos limites estreitos e egoístas do nosso mundo. O imenso prazer espiritual decorre da nossa fusão com a infinita fonte de prazer da natureza, acessando-se o conhecimento da perfeição da realidade superior, que nos orienta para o aumento da conexão, harmonia e perfeição.

Esse é o amor espiritual. Quando sentirmos esse amor, entenderemos claramente que existe e nunca houve outro tipo de amor.

Então, como podemos vir a sentir o amor espiritual? Curiosamente, as crianças selvagens podem nos ajudar a entender …

As crianças selvagens crescem isoladas de qualquer contato humano e criadas em um ambiente de animais, pois são muito jovens. Elas têm pouca ou nenhuma experiência com o que é considerado um comportamento humano normal e aceitável na sociedade e, portanto, seu comportamento é muito semelhante aos animais com que cresceram.

Nosso ambiente estabelece nosso mundo, nossos pensamentos e nosso comportamento. Portanto, para alcançar o amor verdadeiro e espiritual, precisamos participar de um ambiente de pessoas que trabalham na conquista do amor espiritual. Este é o objetivo de um ambiente Cabalístico. Ele fornece as condições socioeducativas que todos os seus participantes precisam, através de estudo, discussões e exercícios, a fim de desenvolver conexões e sensações recém formadas de amor espiritual.

Comente