Não Só De Pão

laitman_547.05De “A Crise e a Sua Solução” (Fórum em Arosa, 2006):

Embora no início, cada um trabalhará em benefício da sociedade sob a compulsão e a influência de seu ambiente, o apoio e o reconhecimento de suas ações pela sociedade o preencherão com uma satisfação tão completa que o indivíduo começará a perceber a doação à sociedade como o valor mais especial e melhor mesmo sem receber uma recompensa moral de seu ambiente em casos concretos.

Em outras palavras, a questão não é o quanto recebemos hoje e quanto mais tarde. O preenchimento (realização) depende de como recebemos, de que forma, para que e por quê. É possível comer algumas gramas de comida e ficar satisfeito como se comesse vários quilos. Tudo depende da satisfação interna e espiritual.

O sentido espiritual na comida, nas roupas, em qualquer realização recebida por um indivíduo, dá-lhe prazer e o desejo de preservar e ficar satisfeito com menos. E isso não será resultado da coerção; a sociedade chegará a isso como resultado da educação integral. Está escrito que um “homem não vive só de pão” porque o preenchimento espiritual é mais importante.

E mesmo agora, não estamos nos preenchendo com a própria comida; estamos tentando extrair prazer disso. Mas o prazer de um pedaço de carne não pode ser comparado com o que pode transcende-lo: como estamos recebendo e por que motivo comemos.

Pergunta: É óbvio que o mais importa em um trabalho não é o salário, mas o preenchimento que ele dá ao indivíduo, as interações. Por que, então, a necessidade de trabalhar em benefício da sociedade é percebida pelo ego como algo amargo?

Resposta: Porque hoje o indivíduo não recebe uma sensação prazerosa de dar à sociedade., Mas o contrário! Isso é resultado do “liberalismo” e da “democracia”, que têm sido promovidos nos últimos quarenta anos. Toda a abordagem recebeu uma inclinação errada porque todos se orgulham de seu próprio relacionamento desdenhoso para com os outros, sua separação da sociedade, como um ladrão que não foi pego.

A sociedade valoriza exatamente esse tipo de pessoas: personalidades fortes. É por isso que toda a sociedade apodreceu completamente. Se esse “liberalismo” não for interrompido agora, nos levará à guerra. No final do mandato de Obama, uma guerra final já era falada abertamente porque o mundo estava realmente se movendo em direção a ela. Eu espero que agora haja mudanças.

Uma inclinação para a direita também não é permitida; deve haver um equilíbrio. Esse será o verdadeiro “pluralismo” sonhado antigamente, e não o tipo que emerge quando os democratas apoiam a democracia apenas enquanto estão no poder. Assim que alguém é eleito, eles saem para protestar e tentam derrubá-lo. Como as pessoas, que se chamam democratas e liberais, não concordam com os resultados de uma eleição?

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 05/05/17, “Mismah Arosa (Documento Arosa)”, “O Resultado Desejável”

Comente