Dos Antidepressivos À Maconha

Laitman_182.02Nas Notícias (Time): “A prescrição de antidepressivos aumentou quase 400% desde 1988, de acordo com dados dos Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Mais de 1 em cada 10 americanos com mais de 12 anos agora tem um antidepressivo, revela o estudo, e dois terços daqueles com sintomas graves de depressão ainda não tomam antidepressivos.

“A nova pesquisa, liderada pela epidemiologista do CDC, Laura Pratt, foi baseada em respostas de cerca de 12 mil pessoas que participaram de uma pesquisa anual nacional de saúde em 2005-08. Os resultados foram divulgados na quarta-feira como um Resumo De Dados Do Centro Nacional De Estatísticas De Saúde”.

Pergunta: Ao longo das últimas décadas, o uso de antidepressivos aumentou em 400%.

É relatado que cientistas encontraram uma maior quantia de antidepressivos no cérebro de peixes no rio Niagara. Isso significa que os sistemas de purificação de água não bloqueiam essas substâncias e entram no abastecimento de água. Isso, mais uma vez, confirma o quão interconectado é tudo.

O que você tem a dizer sobre isso? Por quanto tempo isso vai acontecer? Como perceberemos de uma vez por todas que isso tudo é um sistema?

Resposta: Na verdade, nós estamos respirando, comendo e absorvendo tudo isso.

Pergunta: Como resultado, todas as pessoas que comem esse peixe estão tomando antidepressivos?

Resposta: Isso ocorre não apenas com os peixes. O mesmo vale para tudo, incluindo o ar e a água. Tudo o que sintetizamos e inventamos usando meios artificiais está ao nosso redor e dentro de nós.

Mas isso não me preocupa. Nosso problema não é sobre como viver nossas vidas melhor. Se houver uma continuação para nossas vidas, então faz sentido lutar por tudo. Mas se não houver, vamos nos proporcionar a melhor existência possível por um certo número de anos, e depois nos separamos pacificamente deste mundo.

Pergunta: Para onde isso está nos empurrando? Para onde nos levará?

Resposta: Os antidepressivos não nos ajudarão. Agora, a maconha está tomando sua vez, sendo desenvolvida rapidamente. Ela será permitida em todas as formas e doses, onde quer que as pessoas desejem. Você poderá comprá-la em qualquer loja, tanto quanto quiser. E ela virá da forma que você desejar: pílulas, café com maconha, coca-cola com maconha, e assim por diante. Todo mundo vai consumi-la. Está tudo preparado como falamos. Esse é realmente o motivo pelo qual a campanha em grande escala contra o tabagismo foi encenada.

Pergunta: Esse é o primeiro passo. E o que virá depois?

Resposta: A natureza quer nos mostrar que não seremos capazes de nos acalmar.

Parece-nos que isso nos ajudará a nos acalmar. Isso é o que todos pensam. Mas não vamos nos acalmar porque passaremos para os próximos golpes. E estes, por sua vez, serão muito mais poderosos do que os anteriores – tão poderosos, na verdade, que nem sequer poderemos usar drogas.

As drogas sempre estiveram à disposição da humanidade, mas não as usávamos. Não nos poderemos dormir. A natureza começará a nos gerir de tal forma que eu terei um tranquilizante ao meu lado, mas não poderei toma-lo. Não poderei, minhas mãos não chegarão tão longe. Eu vou preferir sofrer, correr em um frenesi, mas não toma-la.

Isso continuará até que percebamos qual é o motivo do nosso estado. Então, seguiremos adiante, para a correção. Enquanto isso, drogas como a maconha nos ajudarão a alcançar essa realização. Mas estes serão medicamentos fracos, que não nos matam, mas aparentemente nos ajudam a desligar um pouco e perceber que isso não resolve o problema.

Pergunta: Então, uma pessoa ainda não vai desligar?

Resposta: Não, visto que a natureza está nos gerindo, ela não nos permitirá desligar ou sermos semiconscientes. Pelo contrário, ela agitará nossas mentes e sentimentos para que avaliemos melhor a situação.

Isto é, essas drogas agirão contra si mesmas: elas não nos colocarão para dormir, mas nos relaxarão para relaxar nosso egoísmo, e então poderemos sobriamente, objetivamente, acima do nosso egoísmo, avaliar onde existimos, para que e como. Vamos acalmar o egoísmo e poderemos raciocinar corretamente e com sensibilidade.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 07/09/17

Comente