Recompensa E Castigo Em Nossas Vidas, Parte 5

laitman_559Pergunta: Do ponto de vista da natureza, quais das nossas ações são consideradas corretas e benéficas e podem nos levar a uma boa vida para que não recebamos castigo da natureza?

Resposta: Toda a natureza é um sistema fechado e integral, com todas as partes (inanimada, vegetal, animal e humana) ligadas pela mesma rede.

A lei do sistema integral é que cada elemento influencia todos os outros. Isso significa que cada partícula deve sentir-se como pertencente a todo o sistema e comportar-se de forma a beneficiar o todo. Não para o benefício de uma parte individual, e nem para seu próprio benefício, mas para todo o sistema.

As pessoas não entendem essa lei e não conseguem revelá-la. No entanto, além das pessoas, todas as outras partes, isto é, os níveis inanimado, vegetal e animal da natureza, estão integrados nesse sistema fechado.

O universo inteiro é um sistema integral. Se escolhermos algum fragmento do planeta Terra e estudá-lo, ficará claro que todos os elementos estão totalmente interligados, como se estivessem conectados por uma rede interna que está oculta de nós e segue um programa específico chamado natureza.

Nós podemos perguntar: “O que é um ser humano?” Um ser humano é um caso especial. Por um lado, por causa do seu corpo animal, ele pertence ao mundo animal. Por isso é claro que o corpo deve ser obrigado a estar em uma conexão instintiva específica com o sistema. Mas também há uma parte nele que pertence ao nível falante em prol do qual é chamado de humano.

Nessa parte, é como se ele estivesse desconectado do sistema e se comportasse como se o sistema não existisse. Um ser humano não sente instintivamente a conexão e não sente unidade com a rede da natureza; portanto, ela se comporta como quiser. Essa forma “livre” de comportamento, sem qualquer conexão com o sistema, é chamada de egoísmo. Em seu relacionamento com o sistema da natureza, um ser humano só considera seu benefício imediato.

Talvez ele pense de forma diferente dentro de vinte anos, mas isso não importa para ele, porque ele só está preso ao fluxo de experiências momentâneas de sua vida que ele percebe agora. Se neste momento ele não possui o que deseja, ele considera um castigo. De repente, ele recebe o que precisa, então considera uma recompensa.

Naturalmente, ao estarem desconectados do sistema geral, essas recompensas e castigos tornam-se falsas porque a pessoa não vê tudo o que depende de suas ações e é por isso que comete erros. Ela existe dentro de um sistema, mas não é capaz de levar em consideração todos os seus elementos, não sente essas interdependências. Acontece que toda a sua percepção da realidade é incorreta.

Pergunta: Se eu sinto isso como recompensa e castigo, por que eu me importo que eles sejam falsos? Eu recebi o que eu queria, não recebi?

Resposta: Então, por que as pessoas são infelizes? Se julgarmos recompensa e castigo somente por nossa experiência imediata e agir apenas de acordo com isso, tentando satisfazer nossos desejos momentâneos, teremos que enfrentar uma decepção após a outra.

Se pudéssemos sempre ganhar dessa forma, seria possível aceitar essa objeção. No entanto, vemos que estamos constantemente perdendo. Quanto mais uma pessoa avança, mais deve defender-se como resultado de sua relação egoísta com a vida e sua busca de gratificação imediata.

Não importa o quanto desenvolvamos a sociedade, o governo, a família, as ciências e a medicina, ainda não podemos compensar o dano e a reação negativa do sistema ao nosso comportamento. Não parece que, à medida que avançamos no nosso desenvolvimento, devemos ser capazes de entender e sentir cada vez mais a natureza?

Mas é o contrário: nós avançamos cada vez mais em nosso desenvolvimento de nossa relação incorreta com a natureza. Estamos constantemente nos distanciando da natureza, da conexão com o sistema integral e, em última análise, nos convertemos em individualistas que não estão mais preocupados com nada, exceto com nossa própria gratificação.

No final, a pessoa pode recorrer a drogas, não querendo pensar em nada. Ela não quer se ligar a ninguém para permanecer completamente livre e sem quaisquer obrigações…

De KabTV “Nova Vida # 822” 02/02/17

Comente