O Segredo Do Alfabeto Hebraico Revelado

Laitman_151Nas Notícias (ScienceNews): “O alfabeto mais antigo do mundo, com inscrições em lajes de pedra em vários locais egípcios, era uma forma primitiva do hebraico, concluiu uma nova análise controversa.

“Os israelitas que viviam no Egito transformaram os hieróglifos daquela civilização no hebraico 1.0 mais de 3.800 anos atrás, numa época em que o Antigo Testamento descreve os judeus vivendo no Egito, diz o arqueólogo e epígrafe Douglas Petrovich da Universidade Wilfrid Laurier, em Waterloo, Canadá. Oradores hebraicos procurando uma maneira de se comunicar por escrito com outros judeus egípcios simplificaram o complexo sistema de escrita hieroglífica dos faraós em 22 letras alfabéticas, propôs Petrovich no dia 17 de novembro na reunião anual das Escolas Americanas de Pesquisa Oriental.

Meu Comentário: Há um erro escondido aqui.

Os judeus não tomaram emprestado nada de ninguém porque as vinte e duas letras do alfabeto hebraico derivam da estrutura espiritual de três níveis (Bina, Zeir Anpin e Malchut) do mundo superior que nos influenciam. Então a humanidade começou a realizá-las inconscientemente. O alfabeto hebraico vem de Adão, que o descobriu há 5.777 anos e usou-o. De qualquer forma, a humanidade terá que reconsiderar a arqueologia, a paleontologia e tudo o mais, e então concordará que tudo vem de lá.

Se existiu algum registro antes disso, como parece, eram notas e símbolos, mas um alfabeto pelo qual nós conectamos uma coleção de imagens em uma palavra significativa e criamos uma frase a partir das palavras, ou seja, um pensamento completo sobre um determinado assunto que mesmo depois de gerações pode ser transmitido, algo assim não existiu em nenhum lugar. Isto é apenas porque os judeus tinham uma conexão com o mundo superior e especificamente tomaram os termos e o método de lá.

Em outras palavras, existem três níveis entre nós e o mundo superior que são preenchidos com uma coleção particular de forças que se tornam as letras em nosso mundo.

Cada força espiritual é uma letra. Nós obtemos uma palavra conectando-as junto e, ao conectar palavras, temos um pensamento.

Pergunta: Todos os sinais e hieróglifos apareceram depois destas letras?

Resposta: Certamente. As letras hebraicas são a base das línguas escritas, incluindo o chinês e o japonês.

Pergunta: Por que não temos como provar isso?

Resposta: Por que devemos provar isso? A humanidade está buscando à sua própria maneira com base em escavações, motivações, opiniões e teorias. Mas isso foi descrito em nossos livros há milhares de anos. Ninguém quer prestar atenção nisso porque contradiz a abordagem cristã e muçulmana. Portanto, é preferível que fiquemos de fora, quietos.

As diferentes línguas, o alfabeto e tudo o mais vieram da antiga Babilônia e isso alcançou a antiga Babilônia de Adão.

Linhas horizontais e verticais e outros elementos das letras são derivados das forças que tentamos simbolizar, porque cada letra é um símbolo de uma determinada expressão espiritual, de uma forma espiritual particular, de uma força, e assim por diante. São como um selo. Portanto, existem 22 selos, que são absolutamente suficientes para transmitir as características espirituais mais elevadas de Bina e as características espirituais inferiores de Malchut.

Nada mais é necessário. É assim que as letras devem ser transmitidas. No entanto, houve permutações, sua substituição. Em geral, este é um sistema profundo e complexo, porque tudo é encontrado nas letras.

Assim, desta forma, o segredo das letras, suas combinações, sua formação e seu desenvolvimento ainda está à espera de ser descoberto. Existem leis segundo as quais é impossível modificar qualquer coisa no alfabeto hebraico. É impossível alterar até uma letra, mesmo uma linha, fonte ou embelezamento. Tudo sobre a caligrafia deve ser preservado.

Em programas de computador, nós encontramos vinte mil fontes diferentes. Isso não tem ligação com a verdade. Existe apenas uma fonte chamada “Ktav sofer – escrita escribal” através da qual tudo é apresentado na Torá, porque lá a precisa forma gráfica expressa o conteúdo interno da força na letra.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 14/12/16

Comente