Nova Vida # 670 – A Mente Social

NewLife670

Nova vida # 670 – A Mente Social

Dr. Michael Laitman em conversa com Levi e Oren Tal Mandelbaum ben Moshe

Resumo

A maneira do pensamento do homem é muito pessoal e individualista, assim uma pessoa age em seu próprio interesse em detrimento de outros.

Isso é muito claro quando olhamos para os bebês. Um bebê não pensa em nada além de si mesmo, e até a idade de três anos não pode sentir o outro, e se ele cresce em uma família que é muito indulgente, continua a relacionar-se com o mundo desta maneira, mesmo quando cresce.

Uma pessoa não nasce com uma inclinação natural para a empatia, mas na verdade o oposto. Ela é um completo egoísta que aprende a calcular as coisas, mas existem neurônios-espelho em nosso corpo como os animais têm.

Somos todos parte de um sistema e somos fortemente ligados por linhas infinitas de comunicação interna: pensamentos, desejos e impressões. É tudo uma rede geral, como um punhado de pãezinhos torrados em uma tigela de sopa. Nós temos uma capacidade inata para sentir o outro, mas é de forma egoísta para que possamos ter o cuidado com o que pode nos prejudicar. É somente através do método especial de educação integral, baseado na sabedoria da Cabala, que poderemos aprender a usar a conexão entre nós de uma forma não-egoísta.

O objetivo do nosso desenvolvimento é construir as corretas ligações mútuas entre nós até nos sentirmos como “um homem em um só coração” e estarmos em perfeita reciprocidade, em complementação mútua. E então ninguém terá de cuidar de si mesmo, porque todo mundo vai cuidar e ele cuidará dos outros.

Quando uma pessoa torna-se livre de auto preocupação, ela sente-se como um bebê nos braços de sua mãe e está livre para cuidar dos outros. No caminho para essa inteireza, ela passa por um estado chamado o reconhecimento do mal em que ela sente que é impossível continuar as más relações entre as pessoas hoje.

No auge de nossa evolução, no estado corrigido, seremos capazes de sentir todos ao mesmo tempo. Nossos neurônios irão conectar-se e tornar-se um cérebro. Isso acontecerá somente se usarmos o método da sabedoria da Cabalá que nos ensina a conectar corretamente para amar os outros.

Então, vamos ser como cardume de peixes ou um bando de pássaros que se deslocam como um só corpo e sentiremos a força superior em nosso cérebro comum, que nos conduz uma conexão cada vez maior.

De KabTV “Uma Vida Nova # 670 -A Mente Social” 11/1/16

OBSERVAÇÃO: Vídeo/Audio em idioma inglês.

icon for podpress Video: Reproduzir agora | Download icon for podpress Audio: Reproduzir agora | Download

Um Comentário

  1. Não consigo entender como seria tornar se um só cérebro? Como cardumes? Isso parece voltarmos a ser como os animais. Eu sei que não é isso! Mas, não consigo entender! Perderíamos o nosso eu? Nosso eu é o ego? Como seria viver ser individualidade no intimidade do nosso ser???!!!!

    Por favor…responda Rav Michael Laitman.

Comente