Experimentos Objetivos

 Pergunta: O ponto inicial e o ponto final do caminho espiritual são predeterminados. Como é possível chegar ao ponto final?

Resposta: O fato é que quando atingimos a sabedoria da Cabalá, nós a compreendemos em nossos Kelim (instrumentos) pessoais internos, e mesmo que estejamos repetindo os resultados dos cientistas, dos Cabalistas anteriores que já passaram por essas experiências, nós os descobrimos à nossa própria maneira.

Finalmente, eles são semelhantes, mas não idênticos, porque aqui entra a conexão entre o experimento rígido e a percepção psicológica interna, e essa é individual.

Assim, a compreensão de um Cabalista é simultaneamente objetiva e subjetiva.

Pergunta: Qual é a diferença entre o conceito de objetividade na sabedoria da Cabalá e na ciência convencional?

Resposta: Uma pessoa normal percebe um experimento científico fora de si, em algum material, por exemplo, numa tela onde monitora o que está acontecendo.

E o que ela vê, outros também observam, porque tudo isso pode ser medido e comparado. Se isso requer um treinamento especial, é possível de ser ensinado, e a mesma imagem será completamente observada.

Não importa se a sua observação, digamos de um certo brilho, seja um pouco diferente da observação de outra pessoa. Você não leva isso em conta.

Na Cabalá, a percepção e a realização acontecem dentro de uma pessoa. E como cada um de nós é criado a partir de um conjunto diferente de propriedades, a nossa percepção do campo revelado é descoberta por nós mesmos.

Por um lado, as gradações e características deste campo são idênticas para todos; por outro lado, cada um as percebe de forma diferente dentro de si mesmo. Além disso, existe a possibilidade adicional de combinar essas percepções para chegar a uma realização superior e externa ainda maior.

De KabTV “Cabalá e Ciência” 07/10/15

Comente